Comandos de amor

ACARICIANDO SUA FLOR

2020.10.24 04:12 mentalorgasmo ACARICIANDO SUA FLOR

É claro que toda mulher se sente renovada após uma bela carícia na flor. Com jeitinho, sabendo conduzir os instrumentos — mãos e/ou boca — e agindo naturalmente, dificilmente algo dá errado. Não tem mistério, na verdade.
Tudo fica mais gostoso quando rola um som que dá mais vivacidade ao momento. Então escolho “In the Mood”, de Tyrone Davis (meu hino do sexo). E que delícia: ela se deliciou na vibe que a música proporciona. Ótimo, eu pensei. Tirei sua calcinha e comecei de leve, apenas passando uma mão sobre seu bumbum.
— Vai acariciar meu cuzinho também, amor? — ela me pergunta, cheia de fogo e malícia.
— Me perguntando nesse tom, fica difícil dizer não — respondo com um frio na barriga sinistro. Ela foi muito espontânea. Eu não esperava ouvir essa, papo reto. Peço para que fique de barriga para cima. Ao fazê-lo, fico por cima, passo a cabeça da piroca entre os pequenos lábios da flor, logo penetro lentamente (ela delira), e vou chupando um seio enquanto a outra mão acaricia seu corpo.
Vivenciando um momento mágico, notando cada reação dela, estou com tanto tesão que sinto que vou gozar logo, então paro devagar e tiro. Ela pega minha mão e leva até sua flor, e percebo que é para eu agir enquanto é tempo.
Me deito do seu lado. Sussurrando sacanagem em seu ouvido para aquecer mais ainda, levo a mão direita à flor e suavemente exploro com dois dedos. Ela reage gemendo abafado, querendo se contorcer mas ao mesmo tempo está tão gostoso que ela se arrependeria se o fizesse. Se mantém relaxada, me deixa agir bem à vontade… e por alguns segundos mantenho a palma da mão sob o comando, passando de baixo para cima e de cima para baixo algumas vezes, logo alternando para os dedos novamente. Concomitantemente penetro dois nela, melo e chupo bem no pé do seu ouvido.
Volto a passar as mãos pelo seu corpo, sob uma pele tão suave que nem precisaria jogar óleo se fosse o caso de realizar uma massagem geral. As mãos conhecem seu corpo como Pablo Escobar entendia de fuga da justiça colombiana em seus dias de procurado, e de tão gostoso que está, nem me preocupo mais em qual dedo está acariciando essa flor esbelta e cheia de orgasmos para dar. Está tão melada que os dedos deslizam fácil entre os espaços que encontro. Ela endoida. Ela fica cada vez mais extasiada, porém tranquila. Só sente e geme.
Resolve se apoiar aonde pode em mim. Puxa meus cabelos. Me arranha. Me chama de safado. Toda desengonçada tenta me morder. Nada corta o clima. Ela se sente cada vez mais confortável sentindo minha mão envolvendo sua flor. Então penetro só um dedo, e logo tiro, passando por ela e depois dou para ela chupar — que se deleita e ainda morde meu dedo. A finalizar, peço para que ela fique debruçada. Eu amo ver sua flor desse jeito… parece que ela se abre, fica mais atraente… é gostoso para um caralho.
Respondendo a pergunta que ela me fez lá no início, mantenho o polegar em seu cuzinho e os outros dedos na flor, fazendo com que ela se empine e diga baixinho:
— Você é um presente de Deus.
submitted by mentalorgasmo to u/mentalorgasmo [link] [comments]


2020.09.26 01:53 altovaliriano Descriptografando a Carta Rosa

Texto original: https://cantuse.wordpress.com/2014/09/30/the-pink-lette
Autor: Cantuse
Partes traduzidas: 1) A Estrada Para Vila Acidentada, 2) Uma Aliança de Gigantes e Reis, 3) Despindo o Homem Encapuzado, 4) Confronto nas Criptas, 5) Tendências Suicidas
---------------------------------------------------
OBS: Esta é a última parte que traduziremos por agora.
---------------------------------------------------

O MANIFESTO : VOLUME II, CAPÍTULO VII

Não há como negar que resolver o mistério da Carta Rosa é uma imbróglio complicado. Já existem dezenas de teorias.
Resolver esse mistério tem sido um dos grandes objetivos do Manifesto desde o início, e acho que fiz um bom trabalho de construção progressiva até este ponto.
NOTA: O ideal era que você tivesse lido todos os ensaios até este ponto, mas se você insiste em ler assim, eu sugiro que pelo menos você leia Confronto nas Criptas e Tendências Suicidas primeiro.
Vamos direto ao assunto. Neste ensaio, estou apresentando os seguintes argumentos.
À luz das muitas teorias anteriores estabelecidas aqui no Manifesto, podemos desenvolver um entendimento muito convincente da chamada Carta Rosa e do que ela realmente diz.
[...]

A CARTA ROSA

Esta seção é apenas uma recapitulação da carta, seu texto e as várias outras características que possui.
Coloco esta seção aqui como uma referência fácil durante a leitura deste ensaio.

O texto

Seu falso rei está morto, bastardo. Ele e toda sua tropa foram esmagados em sete dias de batalha. Estou com a espada mágica dele. Conte isso para a puta vermelha.
Os amigos de seu falso rei estão mortos. Suas cabeças estão sobre as muralhas de Winterfell. Venha vê-las, bastardo. Seu falso rei morreu, e o mesmo acontecerá com você. Você disse ao mundo que queimou o Rei-para-lá-da-Muralha. Em vez disso, você o enviou para Winterfell, para roubar minha noiva.
Terei minha noiva de volta. Se quer Mance Rayder de volta, venha buscá-lo. Eu o tenho em uma jaula, para que todo o Norte possa ver, a prova de suas mentiras. A jaula é fria, mas fiz um manto quente para ele, com as peles das seis putas que o seguiram até Winterfell.
Quero minha noiva de volta. Quero a rainha do falso rei. Quero a filha deles e a bruxa vermelha. Quero sua princesa selvagem. Quero seu pequeno príncipe, o bebê selvagem. Quero meu Fedor. Mande-os para mim, bastardo, e não incomodarei você e seus corvos negros. Fique com eles, e eu arrancarei seu coração bastardo e o comerei.
Estava assinado:
Ramsay Bolton
Legítimo Senhor de Winterfel
(ADWD, Jon XIII)

A descrição da carta

Bastardo, era a única palavra escrita do lado de fora do pergaminho. Nada de Lorde Snow ou Jon Snow ou Senhor Comandante. Simplesmente Bastardo. E a carta estava selada com um pelote duro de cera rosa.
Estava certo em vir imediatamente – Jon falou. Está certo em ter medo.
(ADWD, Jon XIII)

DIFICILMENTE O BASTARDO

Acho que já fiz um argumento convincente de que Mance Rayder está disfarçado de Ramsay Bolton (veja o Confronto nas Criptas).
Mas tenho certeza de que os leitores apreciariam pelo menos uma rápida avaliação das muitas outras razões pelas quais não acredito que a carta possa ser de Ramsay.
Especificamente, esta seção está identificando maneiras pelas quais a carta é incoerente com o que sabemos sobre Ramsay. Não acredito que nada disso por si só desqualifique Ramsay como autor, mas coletivamente elas geram grandes dúvidas.
Se minuciosas listas de evidências o aborrecem, pule para a próxima seção.

Falta o botão

Todas as cartas anteriores de Ramsay foram seladas com "botões" bem formados de cera:
Empurrou o pergaminho, como se não pudesse esperar para se ver livre dele. Estava firmemente enrolado e selado com um botão de cera dura rosa.
(ADWD, A noiva rebelde)
Clydas estendeu o pergaminho adiante. Estava firmemente enrolado e selado, com um botão de cera rosa dura.
(ADWD, Jon VI)
A Carta Rosa é lacrada com "pelote duro de cera rosa", uma discrepância notável.

Cabeças na Muralha

Enfiar cabeças em lanças parece um tanto incoerente com o estilo pessoal de Ramsay e com os maneirismos de Bolton observados a esse respeito: esfolar ou enforcar.

Sem pele ou sangue

Um dos artifícios mais conhecidos de Ramsay é o envio de mensagens escritas com sangue e com pedaços de pele anexados.
Não há menção de sangue usado como tinta, nem está implícito, como ocorre em outras cartas que parecem ser dele. Definitivamente, não há menção a um pedaço de pele, o que é estranho, considerando que Ramsay afirma ter Mance Rayder e todas as seis esposas de lança ... certamente uma delas poderia fornecer um pouco de pele.

Como Ramsay saberia?

Por que Ramsay pede Theon a Jon ?
Se Theon foi entregue a Stannis, e Stannis tinha toda a intenção de matá-lo, por que Ramsay acreditaria que Theon está agora com Jon?
Nem mesmo Mance Rayder saberia disso.
Além disso, “Arya” foi entregue a Stannis também, via Mors Papa-Corvos.
Por que ele acreditaria que Arya está com Jon?
Se todo a hoste de Stannis foi realmente destruída, você deve se perguntar onde Ramsay ficou sabendo destes detalhes, principalmente com relação a Theon.
É uma suposição sensata pensar que Stannis pode enviar "Arya" de volta a Castelo Negro (na verdade, foi o que Stannis faz), mas mesmo uma formação primária em inteligência [militar] torna óbvio que Theon seria de grande valor estratégico em uma batalha contra Winterfell, mas em nenhum outro lugar.
Uma pessoa pode então arguir que isso só pode significar que o corpo de Theon não foi descoberto entre os mortos. No entanto, dadas as condições meteorológicas, essa provavelmente é uma tarefa impossível de realizar. Portanto, Ramsay não teria nenhuma base e nenhuma confiança para pensar que Jon tinha Theon em absoluto.

ENDEREÇADO À MULHER VERMELHA

No início deste ensaio, declarei que a Carta Rosa se destinava especialmente a Melisandre. Preciso lhes dar as evidências. Tanto aquelas dedutivas (ou razoáveis), quanto aquelas que estão implícitas ou que foram estabelecidas daquele jeito inteligente e sutil que Martin faz com frequência.

Missão de Mance

Como já estabeleci no Manifesto, a missão de Mance baseava-se em saber onde seria o casamento de Arya.
Assim, quando Jon recebeu seu convite de casamento, Mance deveria partir para Vila Acidentada.
Jon acidentalmente recebeu o convite enquanto estava no pátio de treinamento, lutando com Mance disfarçado de Camisa de Chocalho. Assim, Mance foi capaz de simplesmente ouvir o local. Mas não podemos presumir que Mance e Melisandre apostaram tudo em terem a sorte de ouvir qual seria o local.
Uma dedução simples conclui que Mance era capaz e estava determinado a ler as cartas no quarto de Jon até que surgisse a localização.
NOTA: Se esta explicação parece insuficiente, eu apresento o argumento por completo em um ensaio anterior A estrada para Vila Acidentada.
Isso também significa que o convite não era realmente para Jon, mas sim para Melisandre e Mance, como um 'gatilho' para o início de sua missão. Novamente, eu explico a base para essas conclusões no ensaio mencionado acima.
Isso estabelece o precedente de que as mensagens enviadas para Castelo Negro podem, de fato, ter a intenção de se comunicar secretamente com Melisandre.

Ratos Cinzentos

Aqui há um exemplo de Martin possivelmente invocando um dispositivo que é sua marca registrada: enterrar recursos de enredo relevantes para uma história em outra, geralmente via metáforas ou alegorias inteligentes.
Três citações devem ser suficientes para você entender (em negrito, para dar ênfase nas partes principais):
Três deles entraram juntos pela porta do senhor, atrás do palanque; um alto, um gordo e um muito jovem, mas, em suas túnicas e correntes, eram três ervilhas cinza de uma vagem negra.
(ADWD, O Príncipe de Winterfell)
:::
Se eu fosse rainha, a primeira coisa que faria seria matar todos esses ratos cinzentos. Eles correm por todos os lados, vivendo dos restos de seus senhores, tagarelando uns com os outros, sussurrando no ouvido de seus mestres. Mas quem são os mestres e quem são os servos, realmente? Todo grande senhor tem seu meistre, todo senhor menor deseja ter um. Se você não tem um meistre, dizem que você é de pouca importância. Esses ratos cinzentos leem e escrevem nossas cartas, principalmente para aqueles senhores que não conseguem ler eles mesmos, e quem diz com certeza que eles não estão torcendo as palavras para seus próprios fins? Que bem eles fazem, eu lhe pergunto.
(ADWD, O Príncipe de Winterfell)
:::
Lorde Snow. – A voz era de Melisandre.
A surpresa o fez afastar-se dela.
Senhora Melisandre. – Deu um passo para trás. – Confundi você com outra pessoa.À noite, todas as vestes são cinza. E subitamente a dela era vermelha.
(ADWD, Jon VI)
A noção de que todos os mantos são cinza parece equivocada: Melisandre equivale a um meistre .
O que é verdade em muitos sentidos: ela é definitivamente uma conselheira de Stannis e 'sussurra' em seu ouvido. E talvez o mais notável seja o fato de que muitos questionam quem realmente está no comando: Stannis ou sua mulher vermelha?
Quando você vê esses paralelos, a alusão a ela usar vestes cinzas tem uma conexão forte e interessante com o conceito de cartas em que alguém está 'torcendo as palavras'.
Afinal, eu dei argumentos convincentes de que o convite de casamento de Jon era para Mance e Melisandre e foi enviado por Mors Papa-Corvos. Alguém contestaria a noção muito razoável de que outras cartas seriam igualmente confidenciais?
Outra coisa engraçada sobre essa ideia é que Melisandre literalmente distorce as palavras para seus próprios propósitos:
O som ecoou estranhamente pelos cantos do quarto e se torceu como um verme dentro dos ouvidos deles. O selvagem ouviu uma palavra, o corvo, outra. Nenhuma delas era palavra que saíra dos lábios dela.
(ADWD, Melisandre)

Uma bela truta gorda

Há um outro elemento temático que sugere que as cartas podem possuir conteúdos secretos, uma característica interessante atribuída a duas cartas diferentes em As crônicas de gelo e fogo.
A primeira carta é a de Walder Frey, enviada a Tywin após o Casamento Vermelho:
O pai estendeu um rolo de pergaminho para ele. Alguém o alisara, mas ainda tentava se enrolar. “A Roslin pegou uma bela truta gorda”, dizia a mensagem. “Os irmãos ofereceram-lhe um par de pele de lobo como presente de casamento.” Tyrion virou o pergaminho para inspecionar o selo quebrado. A cera era cinza-prateada, e impressas nela encontravam-se as torres gêmeas da Casa Frey.
O Senhor da Travessia imagina que está sendo poético? Ou será que isso pretende nos confundir? – Tyrion fungou. – A truta deve ser Edmure Tully, as peles…
(ASOS, Tyrion V)
A segunda é a carta ostensiva que Stannis escreveu a Jon Snow enquanto estava em Bosque Profundo. Não vou citar a carta (é um texto imenso), apenas um elemento da descrição:
No momento em que Jon colocou a carta de lado, o pergaminho se enrolou novamente, como se ansioso para proteger seus segredos. Não estava seguro sobre como se sentia a respeito do que acabara de ler.
(ADWD, Jon VII)
O que estou tentando apontar aqui é que a primeira mensagem de Walder Frey definitivamente tinha uma mensagem inteligentemente escondida. E por alguma razão, Martin decidiu mostrar que a carta 'queria' enrolar-se novamente.
A segunda mensagem também quer enrolar-se e, se você a ler com atenção, há um grande número de coisas que são totalmente incorretas ou atípicas em relação a Stannis nela. Cavaleiros homens de ferro? Execução por enforcamento?
Já tomei a liberdade de esquadrinhar tortuosamente os livros e não consigo encontrar de pronto outros exemplos em que as cartas foram personificadas dessa maneira.
Junto com os pontos anteriores, este não reforçaria a ideia de que Melisandre (e Mance por um tempo) está recebendo mensagens camufladas enquanto está em Castelo Negro?

Carta de Lysa

Outra indicação de que tais 'cartas codificadas' não são incomuns é que uma das primeiras cartas que vimos nos livros era uma: a que Catelyn recebe de Lysa.
Seus olhos moveram-se sobre as palavras. A princípio pareceu não encontrar nenhum sentido. Mas depois se recordou.
Lysa não deixou nada ao acaso. Quando éramos meninas, tínhamos uma língua privada.
(AGOT, Catelyn II)
* * \*
Deve ser apontado que isso também faz sentido de uma perspectiva puramente lógica. Como já argui veementemente que Stannis, Mance e Melisandre conspiraram juntos, faria sentido que todas as partes precisassem ser capazes de se comunicar de uma forma que protegesse a referida conspiração.
Nesse ponto, tal tipo de carta constitui a opção mais adequada, como mostram as cartas de Walder Frey e Lysa Tully.
Esse tipo de proteção de carta – enterrar uma mensagem secreta em outra mensagem, de modo que não possa ser detectada – é conhecido como esteganografia.
A Dança dos Dragões faz de tudo para educar os leitores de que nem sempre se pode confiar nos meistres com segredos: ouvimos isso de Wyman Manderly e Barbrey Dustin. No entanto, se um rei ou outro oficial escrever suas cartas com mensagens secretas esteganográficas, os verdadeiros detalhes serão ocultados até mesmo dos meistres. Na verdade, foi exatamente isso que observamos na carta de Walder Frey a Tywin Lannister.
Meu objetivo final neste ensaio é convencê-lo de que a Carta Rosa é uma mensagem esteganográfica de Mance Rayder para Melisandre. A forma como foi escrita esconde seus segredos de qualquer meistre (ou Jon Snow) que tente interpretá-la.
A principal desvantagem de tentar decifrar qualquer mensagem esteganográfica é esta:
Por que eles não encontraram nada? Talvez eles não tenham procurado o suficiente. Mas há um dilema aqui, o dilema que capacita a esteganografia. Você nunca sabe se há uma mensagem oculta. Você pode pesquisar e pesquisar, e quando não encontrar nada, você pode apenas concluir “talvez eu não procurei com atenção”, mas talvez não haja nada para encontrar.
ESTRANHOS HORIZONTES, ESTEGANOGRAFIA: COMO ENVIAR UMA MENSAGEM SECRETA
Isso significa que a única maneira real de provar a você que Mance escreveu a Carta Rosa é se eu conseguir encontrar uma tradução irresistivelmente convincente de qualquer conteúdo secreto que ela possa ter.
E mesmo assim você pode argumentar que não é verdade. Embora eu espere que você não diga isso quando terminar este ensaio.

Querida Melisandre

Além de todos os pontos acima, Melisandre consegue tornar tudo ainda mais explícito. Antes da chegada da Carta Rosa, Melisandre diz:
Todas as suas perguntas serão respondidas. Olhe para os céus, Lorde Snow. E, quandotiver suas respostas, envie para mim. O inverno está quase sobre nós. Sou sua única esperança.
(ADWD, Jon XIII)
Isso parece enfaticamente dizer a Jon que ela quer vê-lo depois que a carta chegar.
Observe como ela está lá quando Jon decide ler a carta em voz alta no Salão dos Escudos. Eu sei que isso parece um detalhe trivial, mas considere que ela não apareceu antes do início da reunião e que ela desapareceu quase imediatamente após Jon terminar.
Isso está relacionado à principal preocupação que a vemos expressar em sua conversa com Jon antes da chegada da carta: abandonar a caminhada para resgatar os que estavam em Durolar.
Mas por que?
Este é um ponto que revelarei mais tarde no Manifesto. Por enquanto, deve bastar saber que Melisandre queria ver ou ouvir o conteúdo dessa carta.

VERNÁCULO SELVAGEM

Nas próximas duas seções, demonstrarei por que a Carta Rosa foi escrita por Mance. Esta primeira seção consiste em detalhes o que vemos no texto, a linguagem usada e assim por diante.
Em particular, existem frases que são bastante específicas para Mance (ou que excluem Ramsay), e também detalhes que são específicos para a conspiração Mance-Melisandre.
Se minuciosas listas de evidências o aborrecem, pule para a próxima seção.

“Falso Rei”

Esta frase é especificamente o que Melisandre usa para se referir a Mance Rayder, ela o chama de falso rei duas vezes. Quase não aparece em nenhum outro lugar em A Dança dos Dragões , a exceção sendo uma instância onde Wyman Manderly declara Stannis um falso rei.

“Corvos Negros”

Os selvagens são as únicas pessoas que usam os termos corvo ou corvo negro em um sentido depreciativo.
A única exceção a isso é Jon Snow (o que é interessante), quando ele está tentando convencer o povo livre.

“Princesa Selvagem” e “Pequeno Príncipe”

O termo princesa selvagem abunda na Muralha, uma invenção dos irmãos negros que então se espalhou entre os homens da rainha.
O pequeno príncipe foi especificamente apresentado na Muralha, primeiro por Melisandre e depois por Goiva:
Melisandre tocou o rubi em seu pescoço. – Goiva está amamentando o filho de Dalla, além do seu próprio. Parece cruel separar nosso pequeno príncipe de seu irmão de leite, senhor.
(ADWD, Jon I)
Faça o mesmo, senhor. – Goiva não parecia ter nenhuma pressa em subir na carroça. – Faça o mesmo pelo outro. Encontre uma ama de leite para ele, como disse que faria. Prometeu-me isso. O menino... o menino de Dalla... o principezinho, quero dizer... encontre uma boa mulher pra ele, pra que ele cresça grande e forte.
(ADWD, Jon II)
Embora uma pessoa possa pensar que Melisandre está sugerindo de maneira sutil que sabe sobre a troca do bebê, isso não fica claro. O trecho sobre Goiva certamente deixa isso explícito.
O verdadeiro ponto aqui é que a terminologia aqui só foi vista antes na Muralha. Além disso, uma vez que nem Val nem o filho de Mance são verdadeiramente da realeza, não faz muito sentido que Mance ou qualquer uma das esposas de lança digam que são, mesmo que sob tortura.

Para que todo o Norte possa ver

O autor afirma que tem Mance Rayder em uma jaula para que todo o Norte possa ver.
Mance disse algo muito semelhante a Jon anteriormente:
Ele queimou o homem que tinha que queimar, para todo mundo ver. Fazemos o que temos que fazer, Snow. Até mesmo reis.
(ADWD, Jon VI)

INCLINAÇÃO PARA A SAGACIDADE

Além dos vários atributos já citados que favorecem Mance como autor, há um que se sobressai a todos:

Disfarçado de Camisa de Chocalho

Observe:
Vou patrulhar para você, bastardo – Camisa de Chocalho declarou. – Darei conselhos sábios, ou cantarei canções bonitas, o que preferir. Até lutarei por você. Só não me peça para usar esse seu manto.
(ADWD, Jon IV)
É muito difícil negar que esta não seria uma grande alusão ao próprio Mance em quase todos os detalhes. É tão certeiro que estou surpreso de que Melisandre ou Stannis não o tenham repreendido ou o mandado calar a boca.
Stannis queimou o homem errado.
Não. – O selvagem sorriu para ele com a boca cheia de dentes marrons e quebrados. – Ele queimou o homem que tinha que queimar, para todo mundo ver. Fazemos o que temos que fazer, Snow. Até mesmo reis.
(ADWD, Jon VI)
Esta é uma maneira inteligente de sugerir que Stannis queimou o Camisa de Chocalho verdadeiro no lugar de Mance, apenas porque o mundo precisava ver Mance morrer, não porque os crimes de Mance justificassem a execução.
Eu poderia visitar você tão facilmente, meu senhor. Aqueles guardas em sua porta são uma piada de mau gosto. Um homem que escalou a Muralha meia centena de vezes pode subir em uma janela com bastante facilidade. Mas o que de bom viria de sua morte? Os corvos apenas escolheriam alguém pior.
(ADWD, Melisandre)
Como observei em outro ponto do texto, muito provavelmente se esperava que Mance subisse aos aposentos de Jon e lesse suas cartas, se assim fosse necessário para descobrir o local do casamento. Portanto, esta passagem parece ser uma dica engraçada de que ele pode ter estado nos aposentos de Jon, sem nunca tê-lo matado.

Disfarçado de Abel

O apelido de Mance por si só é uma pista inteligente, mas ele dá um passo além em muitos aspectos ao se passar por Abel.
Perto do palanque, Abel arranhava seu alaúde e cantava Belas donzelas do verão. Ele se chama de bardo. Na verdade, é mais um cafetão.
(ADWD, O Príncipe de Winterfell)
Aparentemente, muito pouco se sabe sobre a música. No entanto, um exame cuidadoso de um capítulo em A Tormenta de Espadas revela o primeiro verso da música (pelo menos na minha opinião):
– Vou à Vila Gaivota ver a bela donzela, ei-ou, ei-ou...
Co’a ponta da espada roubarei um beijo dela, ei-ou, ei-ou.
Será o meu amor, descansando sob a tela, ei-ou, ei-ou.
(ASOS, Arya II)
Uma escolha de música inteligente considerando sua inspiração em Bael, o lendário ladrão de filhas que se escondeu nas criptas Stark.
O mesmo poderia ser dito sobre a deturpação de “A Mulher do Dornês” quando ele mudou a letra para ser sobre a “filha de um nortenho”.
Além disso, há ocasiões em que ele toca uma música “triste e suave”, que já demonstrei ser um sinal para as esposas de lança.

UMA TRADUÇÃO LINHA-A-LINHA

Essa é a parte essencial do texto. Vou percorrer toda a Carta Rosa e explicar o que ela realmente diz. Lembre-se de que você deve ter chegado a este ponto no Manifesto tendo lido os textos anteriores, o que significaria que você já assumiu as seguintes premissas (ou pelo menos suspendeu sua descrença sobre elas):
Há apenas uma nova suposição que eu gostaria de fazer, uma bem sensata:
Mance saber esse único detalhe fornece uma pista impressionante para decifrar a Carta Rosa.
Agora vamos lá...

Primeiro parágrafo

Seu falso rei está morto, bastardo.
Isso significa que Stannis fingiu sua morte.
Ele e toda sua tropa foram esmagados em sete dias de batalha.
Isso diz mais ou menos a mesma coisa. Eu acredito que diz ainda mais, mas vou guardar para mais tarde.
Estou com a espada mágica dele.
Como parte da simulação de sua morte, a Luminífera de Stannis será levada para "Ramsay". Isso permite que os Boltons concluam que Stannis está morto, apesar haver uma quantidade limitada de outras evidências sobre isso.
Conte isso para a puta vermelha.
Literalmente, isso está instruindo Jon a contar a Melisandre. É muito interessante que Melisandre tenha implorado a Jon para 'envia-a para mim' depois de ler a carta, e o autor da carta está sugerindo exatamente a mesma coisa.
Coletivamente, o primeiro parágrafo parece um resumo dos principais detalhes: está dizendo que Stannis fingiu sua morte, provavelmente ganhou a batalha, mas que os Boltons estão convencidos da própria vitória. É muita informação de inteligência transmitida em um único parágrafo.
A linha sobre a espada é o que eu acredito ser um sinal a Melisandre para que começasse quaisquer próximos passos que ela tenha em mente (que serão discutidos posteriormente neste Manifesto).

Segundo parágrafo

Os amigos do seu falso rei estão mortos.
Isso significa que os aliados de Stannis também estão fingindo morte. Muito provavelmente, isso significa as tropas daqueles que viajam com Stannis. Por exemplo, Mors Papa-Corvos e seu bando de meninos verdes.
Suas cabeças estão sobre as muralhas de Winterfell.
Usar 'sobre' no sentido de estar perto de algo, isso significa que Mors está nas redondezas de Winterfell.
Venha vê-los, bastardo.
Esta é uma das várias provocações da carta, embora implique que Jon deveria viajar para Winterfell.
Seu falso rei mentiu, e você também. Você disse ao mundo que queimou o Rei-para-lá-da-Muralha.
[na versão brasileira, a frase começa com “Seu falso rei morreu, e o mesmo acontecerá com você”, uma tradução errada do texto original]
Este é o início do anúncio de que Mance Rayder está vivo. A parte em que o autor diz 'Você disse ao mundo' é muito semelhante ao que Mance disse a Jon: “Ele queimou o homem que tinha que queimar, para todo mundo ver. Fazemos o que temos que fazer, Snow. Até mesmo reis.” (ADWD, Jon VI)
Em vez disso, você o enviou para Winterfell, para roubar minha noiva.
Isso informa Jon e Melisandre que Mance terminou em Winterfell. Isso é importante porque, se você se lembra, Mance partiu originalmente para Vila Acidentada. Esta linha, portanto, confirma para onde Mance foi. Também revela que o autor conhecia a missão de Mance.
No todo, o parágrafo parece sugerir que Jon ou alguém precisa se juntar a Mors do lado de fora de Winterfell.
Este parágrafo declara ainda que Jon quebrou seus votos ajudando Stannis e Mance na tentativa de roubar Arya Stark. Isso é interessante porque Jon de fato não queria fazer isso, ele apenas queria resgatar Arya na estrada, presumindo que ela já tivesse escapado. O fato de a carta declarar esses detalhes mostra um esforço calculado para minar a honra e a legitimidade de Jon.

Terceiro parágrafo

Terei minha noiva de volta.
Isso nos diz claramente que “Arya” foi resgatada.
Se quer Mance Rayder de volta, venha buscá-lo. Eu o tenho em uma jaula, para que todo o Norte possa ver, a prova de suas mentiras.
Isso requer uma perspicaz (porém, simples) interpretação da falsa execução do próprio Mance.
Se assumirmos que minha teoria no Confronto nas Criptas está correta, duas observações podem ser feitas:
O acréscimo de ' prova de suas mentiras ' indica que Ramsay não está sob a magia de disfarce e, portanto, caso ele seja encontrado, isso arruinaria o truque.
Tudo isso somado, a implicação da frase dupla:
A jaula é fria, mas fiz um manto quente para ele, com as peles das seis putas que o seguiram até Winterfell.
Esta é uma referência à maneira como Melisandre disse que as seduções [glamors] funcionam: vestindo-se a sombra de outra pessoa como capa. Também parece uma possível alusão a usar a pele de outra pessoa, de acordo com o conto de Bael, o Bardo.
Na íntegra, o terceiro parágrafo parece deixar uma mensagem de que Mance conseguiu se disfarçar de Ramsay, que Ramsay está vivo como um prisioneiro nas criptas e que ninguém parece saber disso. Também pode significar que nenhuma das esposas de lança traiu seu segredo.

Quarto parágrafo

Ao contrário dos parágrafos anteriores, acredito que o quarto parágrafo é direcionado diretamente a Jon Snow. Melisandre pode saber o segredo por trás de seu conteúdo, mas este parágrafo foi elaborado para ter um efeito específico sobre Lorde Snow.
Quero minha noiva de volta. Quero a rainha do falso rei. Quero a filha deles e a bruxa vermelha. Quero sua princesa selvagem. Quero seu pequeno príncipe, o bebê selvagem. Quero meu Fedor.
Essas frases apresentam uma lista de demandas, muitas das quais Jon não tem capacidade de cumprir. Ele não tem permissão para enviar Selyse, Shireen, Melisandre, Val ou o filho de Mance para Winterfell.
Além disso, ele não tem ideia de quem é Fedor.
E independentemente da identidade de Ramsay (o real ou o disfarçado), ambos saberiam que Jon não tem ideia de quem é Fedor.
Esses pedidos colocaram Jon em uma posição tênue. A carta declara abertamente que Jon violou seus juramentos à Patrulha da Noite, participou de uma mentira quando colaborou para resgatar Arya usando Mance, o que também beneficiou a causa de Stannis.
Mande-os para mim, bastardo, e não incomodarei você e seus corvos negros. Fique com eles, e eu arrancarei seu coração bastardo e o comerei.
Esta ameaça sugere fortemente que Jon precisa cooperar ou ele será atacado. Considerando que os Boltons são aliados dos Lannisters, é razoável concluir que os Boltons também usariam a oportunidade para destruir as forças de Stannis em Castelo Negro e fazer muitos reféns.
A carta deixa claro: o envolvimento de Jon com Mance e Stannis resultou em uma ameaça à Muralha, à Patrulha da Noite e à família de Stannis e ao assento de poder.
Jon é então forçado a um dilema:
Em ambos os casos, ele está ferrado e proscrito como um violador de juramentos.
Então, por que Mance enviaria uma linguagem tão provocativa para Jon e Melisandre?
A resposta deriva de vários fatos, alguns dos quais serão discutidos posteriormente no Manifesto. Mas a resposta simples é esta:
O que posso dizer neste momento é que Mance, Melisandre e Stannis sabem que Jon estava disposto a violar seus votos quando era necessário servir à Patrulha da Noite (e por extensão aos sete reinos).
Forçando Jon a se tornar um violador de juramentos, Melisandre e Stannis são capazes de usá-lo de outras maneiras, particularmente de maneiras que não envolvem sua permanência na Patrulha.
Com que propósito Stannis e Melisandre usariam Jon Snow, o violador de juramentos?
Infelizmente para Jon, ele mesmo forneceu a Stannis o motivo para 'roubá-lo' da Patrulha da Noite.
Explicar melhor isso é um dos pontos principais do Volume III do Manifesto.

CONCLUSÕES

A carta como um todo parece ser coerente com as teorias que descrevi até agora, particularmente com o resultado do ‘confronto nas criptas’.
Como discuto nos apêndices, também é coerente com algumas interpretações reveladoras das visões de Melisandre.
Obviamente Melisandre acreditava que a Carta Rosa responderia às perguntas de Jon sobre Stannis, Arya e Mance, e a carta o fez. Ela pensou que isso o obrigaria a confiar nela.
Embora a Carta Rosa tenha respondido suas perguntas, ele ignorou tanto a carta quanto Melisandre quando se recusou a procurá-la e agiu por conta própria. Acredito que isso se deva em grande parte ao fato de ele não perceber que havia segredos no texto; ele entendeu a carta pelo significado literal.
Existem algumas grandes questões que permanecem abertas:
Além disso, parece que Melisandre queria um ou ambos das seguintes coisas:

IMPLICAÇÕES

As perguntas e conclusões que podemos fazer parecem sugerir que chegamos a um beco sem saída. De fato, se continuarmos a tentar entender as coisas pelo ângulo de Mance Rayder, será.
Se dermos um passo para trás e começarmos a investigar algumas das outras pistas, preocupações e mistérios em A Dança dos Dragões, surgem novas ideias que nos levam de volta a Mance e Stannis.
Para aguçar seu apetite, aqui estão as questões importantes, antes de avançarmos para o próximo volume do Manifesto:
Essas e outras perguntas são respondidas no próximo volume do Manifesto, ‘O Reino irá Tremer’.
E, finalmente, para terminar com algum floreio, aqui está uma passagem de A Dança dos Dragões:
O Donzela Tímida movia-se pela neblina como um homem cego tateando seu caminho em um salão desconhecido.
(ADWD, Tyrion V)
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.09.15 02:44 josianemoreira Israel e seus Inimigos

Tudo começou na época de Abraão, quando ele e Sara tiveram seu filho Isaque, o filho da promessa, que deu origem ao povo judeu pp.dito. Porém, antes Abraão havia tido um filho com sua escrava Hagar, Ismael, que casando-se com uma egípcia deu origem a doze príncipes que povoaram aquela região. Descendentes de Abraão, Ló e o filho rebelde de Isaque, Esaú, se misturam com os ismaelitas, dando origem aos povos vizinhos (adonitas, amonitas, amalequitas, moabitas, hagarenos, ismaelitas) que juntaram-se aos filisteus, cananeus e outros povos com um único objetivo: – destruir a linhagem da promessa, Israel. Depois vieram os babilônios, os persas, os gregos, os romanos, os turcos, os árabes, e mesmo vários segmentos do cristianismo, como ocorrido na época dos cruzados, a inquisição, os pogroms, o holocausto, as intifadas e agora os terroristas do Hamás, Hisbolah, Isis, e outras facções do Islam, sempre com o mesmo objetivo, a aniquilação de Israel.
Clique aqui e encontre Camiseta Evangelica com temas judaicos
Se o judeu é o povo da Bíblia, então o maior legado de Israel para a humanidade é seu livro divino e inspirado por D´us. O que diz então este livro sobre esta hereditária perseguição e desejo de aniquilar Israel, varrendo-o do mapa?
Foi então que me concentrei nas passagens bíblicas que pudessem trazer luz ou pelo menos uma explicação razoável no sentido de entender a importância de Israel para as nações através do tempo e do plano divino. Portanto, não há como entender a inimizade dos países vizinhos e mesmo a maioria das nações que se posiciona contra Israel sem levarmos em consideração os aspectos espirituais deste conflito milenar.
Meu amigo, apresento a seguir, um contexto bíblico-espiritual na tentativa de explicar o porquê deste conflito. Evidentemente, mesmo os que não crêem na Bíblia poderão conhecer um pouco da história.
Antes de começar, eu gostaria de apresentar neste momento a minha conclusão final: A razão de toda guerra e conflito com Israel está relacionado ao Tikkun Olam (A redenção universal) que virá em breve sobre o planeta Terra e sobre todo o universo. Israel foi comissionado divinamente como nação coorporativa para esta nobre missão. Entretanto, esta missão não o coloca melhor do que nenhuma outra nação, mas faz recair sobre ele uma grande responsabilidade pela qual Israel tem pago um altíssimo preço ao longo de sua existência. A grande verdade é que as forças opositoras do mal ou das trevas, que tanto a Bíblia menciona, sabem que pouco tempo lhes resta para agir (Ap 12:12).
Israel como povo muitas vezes tem se esquecido, ao longo de sua própria história, dessa nobre missão, desse chamado divino e irrevogável. Mas, se recorrermos ao Tanhuma Kdoshim, 10 (um antigo Midrash), escrito antes do Tamuld da Babilônia, veremos que os rabinos da época já entendiam a importância de Israel no contexto universal. Ou seja, Israel é o centro da terra na perspectiva messiânica. Assim, o centro do mundo seria Israel, do mesmo modo que o centro de Israel seria Jerusalém. O centro de Jerusalém seria o Templo; o centro do Templo seria o Aron Hakodesh (a Arca) e o Centro da Arca seria a Torá.
Representação do Midrash Tanhuna Kdoshim: A Palavra do Eterno como centro do universo

Mas, o que é a Torá? No profundo sentido espiritual seria a Palavra de D´us, Sua “davar”ou “logos”. Para mim, a Torá é o Verbo que se fez carne e habitou entre nós, segundo João (1:14), apóstolo e seguidor de Yeshua, o Messias, em sua primeira vinda. Na sua primeira vinda, Yeshua veio para trazer as Boas Novas de redenção para a humanidade; veio como profeta, como Filho do homem (Ben Adam), como gostava de ser chamado. Mas, em sua segunda vinda, virá como Rei (Ben David) e Sacerdote para implantar o Seu Reino Messiânico de Justiça, Paz e Alegria (Rm 14:17), reinando sobre as nações de Jerusalém, exatamente do Templo de Salomão que será reconstruído no Monte Moriá, segundo o profeta Ezequiel.
O profeta Ezequiel, em exílio na Babilônia no ano 598, A.C, entendeu claramente o porquê de Israel estar em exílio por 70 anos. Israel vivia como as demais nações na tríade da idolatria, adultério e apostasia. Ezequiel vê Israel saindo dos propósitos divinos e em luta constante com seus vizinhos. Depois, num outro tempo, Ezequiel vê as nações da terra marchando contra Israel. Sobre isto, gostaria, para efeitos didáticos, fazer uma “midrash” de vários textos bíblicos, resumindo no seguinte:
Os três tipos de inimigos de Israel em três tempos:
I. Primeiro Tempo – Os vizinhos inimigos de Israel.
Os capítulos 25 a 32 de Ezequiel mencionam os vizinhos de Israel como seus inimigos. Todos tem em comum um único propósito: destruir Israel! Quem são eles?
Amon, Moabe, Edom, Filístia, Tiro, Sidon e Egito. Asafe, salmista contemporâneo do Rei David, escreveu no Salmo 83 que os vizinhos inimigos de Israel são: Edom (descendentes de Esaú), Ismaelitas (descendentes de Ismael), Moabe (descendentes de Ló com sua filha mais velha), Hagarenos descendentes de Hagar), Gebal (fenícios e parte do Líbano), Amom (filhos de Ló com a filha mais nova), Amaleque (descendentes de Esaú), Filisteus (habitavam em Jope e Gaza), Tiro e Assíria (parte da Síria e Iraque). No Salmo 83, é dito que esses povos formaram uma liga, um conselho (federação) com um único objetivo: Riscar Israel do Mapa! (Vinde, e apaguemo-los para que não sejam nação, nem seja lembrado mais o nome de Israel – verso 4). Ou seja, podemos fazer uma correlação entre os textos de Ezequiel (25-32) com o Salmo 83 e chegar à conclusão que todos esses povos foram inimigos ferrenhos de Israel e tentaram destruí-lo, impedindo que o povo hebreu conquistasse e tomasse posse da Terra prometida a Abraão, a terra de Canaã. Interessante notar que nenhum desses povos prevaleceu na terra. Todos esses povos possuem vestígios no atual povo árabe, hoje os vizinhos de Israel. E o mais interessante é que o mesmo espírito e desejo de destruir Israel continua vivo. Portanto, Israel deverá estar atento sempre aos seus novos “antigos” vizinhos.
Resumindo:
a) Esses antigos vizinhos foram e serão ainda derrotados no futuro segundo o salmista. Isto nos mostra que existirão países vizinhos de Israel que tentarão alcançar seus antigos objetivos: Apagar Israel do Mapa. Podemos então dizer que esses vizinhos tentarão impedir a existência de Israel, isto é, do povo e da terra de Israel ainda nos dias de hoje.
b) Motivo espiritual: impedir que as profecias messiânicas se cumpram quanto à terra de Israel e seu povo para a chegada do Messias e de seu Reino universal (Tikkun Olam).
II) Segundo Tempo – A coligação das nações, inimigos de Israel.
Representada em Apocalipse como a Grande Babilônia (Ap 17 a 20) constituída por dez reis ou nações ou coligações das nações, onde aparecem figuras como o Dragão (satanás), a Besta e o Falso Profeta (Ap19). A tríade do espírito da Babilônia é a idolatria, a prostituição e a apostasia. Podemos dizer que idolatria é tudo aquilo que afasta o homem do verdadeiro D´us; a prostituição é tudo aquilo que corrompe relacionamentos e valores morais, e apostasia é a conseqüência natural de afastar o homem do Seu Criador, da fé, das bênçãos e promessas. Hoje, vemos claramente que as nações estão se alinhando para a formação desta liga babilônica, onde Israel é o centro dessa oposição. É interessante notar que a Europa tem sido invadida por mulçumanos oriundos dos países árabes e da África, principalmente. Nota-se também que os países europeus tornam-se cada vez mais antagonistas ao Estado judeu. Facções da ideologia nazista tem crescido no mundo todo, bem como o antissemitismo. O espírito do mal que nos tempos bíblicos tentava impedir Israel de se estabelecer e existir, aparece ao longo da história na destruição do primeiro Templo por Nabucodonosor, do segundo Templo por Tito de Roma, seguido depois pelos Cruzados, Inquisição, Pogroms, Holocausto, intifadas, e no momento, a coligação de terroristas islâmicos.
Objetivo final: Tentar impedir a vinda (retorno) do Messias e de Seu Reino Milenar, o Tikkun Olam. Pois segundo as profecias, o Messias Yeshua volta para Israel, não para outro país. Porém, essa “babilônia” será destruída na batalha no Vale do Armagedon, ou Megido, ou Vale de Jesreel, o vale do juízo, onde o Messias adentrará com seus eleitos e vitoriosos, destruindo a besta e o falso profeta, lançando-os no abismo, no lago de fogo e enxofre. O Dragão, satanás, será preso por mil anos (Ap19:20 e 20:2). Quase todos os profetas bíblicos desde Isaías até Malaquias fizeram menção quanto ao “Iom há Din” o grande e temível dia do Senhor, o dia do juízo das nações.
III) Terceiro Tempo – Coligação das nações com Gogue e Magogue contra Israel no final da era milenar
Mesmo após o Reino de D´us ser implantado nesta terra pelo Messias Yeshua (para aqueles que Nele crêem), aparecerão no final da era milenar povos e nações que se rebelarão contra todo o propósito deste Reino messiânico. Inacreditável, mas isto acontecerá segundo as profecias. O profeta Zacarias (Zc 14:16) menciona que neste período de 1000 anos de paz na terra, as nações subirão de ano a ano a Jerusalém para adorarem o grande Rei Messias e para celebrarem a festa de Sucot (Tabernáculos), mostrando a paz no mundo e a alegria por termos um Rei soberano sobre todas as nações. Nesta época haverá três tipos de pessoas vivendo na terra. O primeiro será constituído por aqueles crentes em Yeshua que morreram no Messias, mas que ressuscitaram por ocasião que antecedeu a Sua vinda, no arrebatamento da Igreja, judeus e gentios juntos no Messias (I Te 4:13:16). O segundo tipo foram aqueles crentes que não passaram pela morte, mas também tiveram seus corpos glorificados na vinda de Yeshua (ITe13:15) e o terceiro tipo serão pessoas que nascerão durante a era milenar. Eles levarão uma vida normal no período milenar, mas no final do milênio satanás será solto e levará grande parte desses a uma rebelião contra D´us e o Messias. Porém, serão destruídos pelo fogo que cairá dos céus (Ap20:7-10). Quem serão esses povos que se rebelarão contra D´us no Reino milenar de Yeshua? Ezequiel, nos capítulos 38 e 39, e também Ap 20:8, mencionam Gogue, chefe de Meseque e Tubal, Pérsia, Cuche, Pute, Gomer e Togarma. Quem são esses povos?
Gogue representa uma entidade de satanás. Meseque (filho de Jafé, deu origem aos europeus); Tubal (assírios); Persa (Irã); Cuxe (descendentes de Cão, os Líbios, p. ex.); Gomer (descendentes do filho mais velho de Jafé, os Cimérios, arianos que vieram da Ucrânia e Rússia) e finalmente Togarma (povo de Carmequis, Turquia). Muito interessante analisar que esses povos serão os arqui-inimigos de Israel e do reino messiânico.
Objetivo final: no final do milênio, segundo a Bíblia, haverá o juízo final e a ressurreição de todos aqueles que não passaram pela primeira ressurreição (dos salvos em Yeshua). Portanto, o objetivo de Gogue e Magogue com suas nações coligadas será impedir o Juízo final, por isso, tentarão pela última vez destruir a sede do Reino Milenar, Jerusalém – Israel. Em outras palavras, satanás tentará anular o juízo final e a condenação que virá para seus seguidores (Ap 20:7-15).
Indicação das nações da coligação “Gogue” e “Magogue”
PORÉM, HÁ UM GRANDE MISTÉRIO QUE NÃO PODEMOS ENTENDER, não nos sendo revelado: – Como sendo o D´us de Abraão, Isaque e Jacó, o D´us de Israel, um Deus definido pela Bíblia como AMOR , pode ser chamado pela própria Bíblia de D´us dos Exércitos de Israel (ICr 11:9;ICr17:24; I Sm17:45) ou o D´us das batalhas (Sl24:8; ISm25:28) ou o D´us que adestra as mãos de Israel para a guerra (Sl144:1)?
Lembremo-nos que D´us não muda (Ml 3:6). Ele é o mesmo D´us de ontem, de hoje e de sempre. Portanto, concluímos que Ele continua sendo o D´us dos Exércitos de Israel nos dias de hoje.
Eu não posso entender como um D´us definido como amor, paz, justiça, alegria e tantos outros atributos, pode se posicionar ainda hoje como o D´us dos Exércitos de Israel! Isto é difícil de entender, mas é verdade.
Poucos conseguem ver que D´us trabalha em tempos e propósitos consecutivos: Adão perde pelo livre arbítrio o Reino terreno sob o comando celestial e toda a humanidade tem sofrido grandemente as consequências deste pecado da separação: guerras, fome, miséria, corrupção, perda dos valores morais, deterioração da família, etc. Portanto, D´us dá inicio ao processo de Redenção, escolhendo primeiro um povo e uma terra para se manifestar, mostrando seu propósito, dando a este povo a Sua Torá. Este povo precisaria de aprendizado, de disciplina e de temor a D’us. Assim, D´us o coloca por 430 anos para ser escravo no Egito. Depois, D´us através de Moisés o leva para a terra de Canaã, a terra prometida para que jamais deixassem aquele local. Logo a seguir, D´us levanta seus profetas que preconizam e ensinam sobre a era messiânica e o papel de Israel, em específico, da Tribo de Judá, da qual sairia o Messias em sua primeira vinda. Um grande feito divino que marcou o mundo antes e depois dele foi a redenção individual do Messias há dois mil anos, permitindo às nações, através do Mashiach, usufruir das alianças, das promessas e das bênçãos de Israel. O muro de separação foi quebrado entre Israel e as nações. D´us queria que Seu Reino começasse em cada coração, ainda no interior, na alma, tanto para os judeus como para os gentios que crêem em Seu Filho, o Mashiach!(Ef 2:11-22).
Dois mil anos se passaram. D´us permite que Israel subsistisse entre os povos, ajuntando-os dos cantos da terra e levando-os para a terra de seus pais. Israel floresce como povo e nação, preparando-se para o grande dia em que seus olhos serão abertos e receberão o messias Yeshua como Seu Rei (Rm11:26). Este tempo se aproxima e aqui faremos um parêntese, uma pausa, para que as profecias messiânicas continuem a se cumprir em Israel e no mundo.
Se realmente cremos que Ele é amor, então, só entenderemos no final e no tempo messiânico o porquê de todo este conflito com Israel através da história humana. Lá saberemos e comprovaremos que realmente a humanidade receberá o melhor Dele, o Seu amor! Ele só ama Israel porque ama todas as nações. Ele quer o melhor para as nações e, por isso, escolheu Israel e seu povo para ser a luz para as nações (Isaias 42:6) através Daquele (O Mashiach) que vêm Dele para reinar sobre toda a terra, estabelecendo o Seu shalom, a Paz!
Yeshua, em sua primeira vinda, falou muito deste Reino de D´us que começa primeiro em nosso coração. Mas em breve ele será real! A terra viverá em paz, Israel florescerá e dará frutos ao mundo. As nações da terra subirão a Jerusalém para adorar o grande Rei. O próprio Yeshua, quando se despediu de seus discípulos num Seder de Pesach (Ceia de Páscoa), disse que desde aquele momento não beberia mais do fruto da videira (vinho, kidush de Pesach) até aquele dia em que conosco beberá de novo, no Reino do Pai (Mt 26:29). Ele mesmo declarou à Jerusalém: “Declaro-vos, pois, que, desde agora, já não me vereis, até que venhais a dizer: “Baruch há Ba BeShem Adonai” – Bendito o que vem em nome do Senhor! (Mt 23:39)
submitted by josianemoreira to u/josianemoreira [link] [comments]


2020.09.11 01:34 TheBrideOfSatan Baron of Shanks (Translated to portuguese!)

So, I've translated to brazilian portuguese the "Baron of Shanks" lore that's exclusive to the Grimoire Anthology Vol.2, and thus not available in some languages, to some friends and I thought that I should also post it here :)
///
Oi! Traduzi o Lore Barão dos Shanks, que é exclusivo do Grimório Vol. 2 e não está disponível em portugues, para uns amigos e achei que deveria postar aqui também!
Barão dos Shanks
Associações: Emperador Calus, Leviathan, Menagerie, Decaidos, Sekris, Sombra de Calus
É a véspera de nossa missão para acabar com a vida de Dominus Ghaul. As sombras estão prontas.
Mas meu Kell, Calus, sempre atento, demanda mais um relatório para posterioridade.
Essa é uma história que eu já contei a ele várias e várias vezes; ele chorou de rir escutando-a. Eu não compartilho de seu amor por ela, mas ele é meu Kell, então eu devo contá-la uma última vez.
Antes de eu ser uma Sombra de Calus, eu me chamava de Barão. De que? De nada na verdade.
Eu não sou especial dentre meu povo. Minha geração foi nascida do Redemoinho.
Nós somos, todos nós, avarentos. E avarentos aprendem muito rápido a mostrar força ou morrer. Mesmo falsa força é melhor do que nada.
Então eu era um Barão. De Shanks. Minha especialidade era e é no design e armamento dos Shanks.
Minha casa e eu fizemos nosso covil na borda do sistema. Nós tinhamos esperança de estar tão longe da guerra contra a humanidade quanto possível.
Aquilo nos achou, de qualquer forma. Ou, melhor, ELE achou.
O Santo, o Rei Violeta da última cidade humana. O mais feroz de todos chamados Titãs. Junto de suas 5 outras Luzes. Eles atacaram nosso assentamento na noite e arrasaram-no em questão de horas.
O Santo estava no que seu povo chamava de uma Cruzada. Ele caçava todos os Eliksni pelo sistema. E hoje, era a nossa vez.
No momento em que eu havia acordado, eu era um dos poucos restantes.
No momento que eu havia ativado o esquema de defesa escondido pelo nosso acampamento, eu era o único.
Eu assisti das sombras na minha pele furtiva enquanto meu exército de Shanks rasgou 5 luzes.
E quando, para minha surpresa, as Luzes se levantaram, eu coloquei meus shanks numa configuração interminável. Enquanto as Luzes estivessem de pé, meus Shanks não parariam de atirar. Os seus canhões de arco cantaram pela noite.
Eu era um avarento, mas eu construí meus Shanks bem.
Com isso, restou apenas o Santo. E de alguma forma, ele podia sentir meu cheiro. Ele sabia que algo ou alguém guiava os Shanks.
Ele me caçou, e eu corri até que chegássemos no meu último refúgio. Um bunker que construí como último recurso. Não pela primeira vez na minha vida, todo meu povo estava morto. Eu não tinha mais nada a perder.
Eu me certifiquei de esperar pelo furioso divisor ametista de seu capacete aparecer na distância antes de entrar no bunker. Eu queria que ele me seguisse, e ele o fez, junto de seu Shank. Por uma bateria de granadas e bombas de proximidade.
Ele finalmente me encurralou dentro do bunker, sua armadura reluzente amassada e enegrecida. O divisor no seu capacete brilhava um roxo raivoso, a Luz ao seu redor um Vácuo crepitante.
De perto, o Santo era uma coisa bizarra, sua graça desmentia seu tamanho. Arremessou-se para frente com a armadura de um Andarilho e a velocidade de um raio de Arco.
Até seus movimentos tinham movimentos.
Eu tropecei para trás, inclinando minha cabeça para evitar um golpe de seu fervente escudo de Vácuo. Eu podia ouvir meu próprio respirar quando o metal conjurado crepitou próximo a minha garganta e voltou para mais uma investida quando errou.
Eu me abaixei. Ele sabia que eu iria, e seu joelho encontrou minha face, abrindo o display no meu capacete e me mandando cambaleando para trás.
3 golpes no espaço de tempo que me levou para processar apenas 1. Minhas chances de acabar essa luta eram baixas.
Mas eu o tinha.
Quando tropecei para trás, sangrando dos diversos ferimentos abertos na minha face abaixo do capacete, eu digitei um comando no meu equipamento de cintura.
Uma barreira surgiu entre nós no momento em que a lâmina do escudo do Santo rachou contra o espaço bem na frente de meus olhos - e se recuperou com um estrondo retumbante. Eu pisquei e dei um passo para trás.
Ele parou, também, para observar seus arredores. Ele estava preso. A barreira o impedia de avançar, e o botão no meu cinto tinha fechado e trancado as portas atrás dele.
Eu sentei, exausto, Ether e sangue escorrendo de minha face abaixo do capacete.
Barulhos de tiro ressoavam na distância.
Nós nos encaramos através da luz das barreiras.
Nesses dias, eu falava apenas a linguagem do meu povo, mas eu havia uma vez roubado um Glossador da Casa do Julgamento, no caso de Diplomacia com nossos sucessores nascidos na Terra mostrar-se necessária.
Eu desejei ter tido a oportunidade de usá-lo antes da matança começar.
Eu falei mesmo assim.
(Essa é uma aproximação do que foi dito, recontada da memória e editada para claridade. O Glossador é imperfeito)
“Seus camaradas ainda estão de pé lutando. Eu não sabia que a Luz podia trazer-lhes de volta.” Eu havia ouvido rumores de outras casas. Eu não havia acreditado.
O escudo borbulhante do Santo dissolveu-se no ar.
Ele me olhou com os olhos inexpressivos de seu capacete.
“É o presente fundamental da Luz. Seu povo o teve antes. O que o Viajante presenteou a vocês?”
“Muitas coisas,” Eu menti. Eu não fazia idéia. Segredos perdidos no tempo, escondidos em meias verdades.
Ele parou um momento para pensar.
“O que você espera conseguir aqui?” Ele perguntou, após um momento.
“Eu tenho perguntas,” Respondi.
“O que você gostaria de saber?”
“A batalha das 6 frentes. Os cercos na passagem de Boyle. A quebra das Armas da Chuva. Vocês fizeram tanto.”
“Assim fui informado. Todos perguntam sobre esses dias.”
“O que eles perguntam?”
“Eles perguntam como o fiz.”
Eu ri. Me fez sangrar, e eu choraminguei. “Não era isso que eu ia perguntar.”
“O que você perguntaria?”
“Porque. Eu perguntaria Porque.”
A face inexpressiva de metal me encarava de cima.
“O que lhe deu o direito?” Eu disse.
“Se você visse o que seu povo fez com meu mundo, você saberia,” Ele respondeu.
“A Grande Máquina. Vocês comungam com ela?” Eu perguntei.
E isso, ele não respondeu. Realidade dobrou--se com um guincho estridente e seu escudo reapareceu em sua mão. Ele procurava uma forma de sair, escaneando os cantos da sala e o sistema de projeção de barreira.
“Seu Shank veio até aqui com você. Está escondido agora, mas eu o vi. Ele é a chave para sua Luz, não é mesmo? Tem explosivos o suficiente aqui abaixo de nós para rasgar um Andarilho em dois.”
“Tente,” ele disse, olhando para o telhado. “Mate nós dois. Você fará meu trabalho por mim. Meus amigos estarão a salvo.”
Ele parou. Ele não achou um meio de sair. Nós olhamos um para o outro através da barreira.
“O que você está esperando” Ele perguntou.
“Eu pensei a respeito, e conclui que não poderia fazê-lo, se tivesse escolha. Por medo? Indignação? Talvez ambos. Eu pensei que não tinha nada a perder. Eu estava errado.
“Você acha”, eu disse vagarosamente. “Que se eu permitisse você viver, a Grande Máquina iria nos abençoar novamente?”
O Santo não respondeu.
“Ele ama vocês, não ama?”
O barulho de tiros dos meus Shanks ecoaram vagamente lá fora.
Eu apertei um botão na minha cintura e a barreira veio abaixo. As portas destrancaram-se. Lá fora, meus Shanks pararam de atirar.
O Santo me encarou através de seu elmo amassado e enegrecido. Ele foi embora. Eu assumi que convenceu seus amigos a irem embora também.
Eu mantive um olho nele pelo vasto sistema de guerra cabal. Ele continuou a liderar muitas vitoriosas campanhas contra meu povo.
Nota de arquivo: Sekris, Barão dos Shanks, pereceu durante a tentativa de assassinato de Dominus Ghaul.
submitted by TheBrideOfSatan to DestinyLore [link] [comments]


2020.08.27 13:49 PieroFassino Fracchia la belva umana.txt

Ahh! VOCI NON UDIBILI Chi è? Ahh! Op! Op! Op! Op! Op! Signora bilancia sia umana! Luuh! Cristo! Luuh! Che fa? Si nasconde perché oggi è il ? - No mi ha sbattuto la porta sul naso. - Ecco il conto. - Sono . lire. Controlli. - No si figuri! Aspetti. Adesso non ho neanche i soldi per il cappuccino. - Arrivederci. - Davvero non vuole controllare? - Signora! Quando c'è la fiducia... Due diviso sei... Riporto quattro. - Allora controlla! - Chi? Centottantamila diviso... - Signor Fracchia buongiorno. - Buongiorno. - E' gentile! I trafficanti di oppio di Bangkok si arrendono! - Ti ho ammazzato! - Insomma. Ci vediamo domani. Gigetto vieni dentro! Aspetti. Il biglietto. Tie'! - Signorina Corvino! - E' lei! - Sa che giorno è oggi? - Secondo l'oroscopo è una giornata di merda! - E' venerdì. - Ha promesso di venire al cinema. - Vede? Gli oroscopi non sbagliano! Le avevo detto di dimagrire almeno dieci chili! - Sono dimagrito. - Dovevo dire "settanta"! - Come? - Lasciamo perdere. - Andiamo all'Ariston? - Io scelgo il film e poi mi porta a cena. - Sì. Il ristorante Io scelgo io! - Che c'è? - Lei di che segno è? - Io? - Sono Topo. - Lo sospettavo. Eccolo! - Ciao. - Ciao. E' stato lui? Mi tocca "andare sotto" di nuovo. E' lui. Altoparlante "II signor Fracchia dal dottorOrimbelli." Orimbelli? Preferisco andare sotto. Avanti. - Scusi. - Che cosa desidera? - Io niente. Mi ha chiamato il dottor Orimbelli il signordirettore. - Lei sa che cosa vuole? - Sì aspetti. - Vuole degradarla. Passerà alla confezione cioccolatini. - Bene! Certo! La sbattono a incartare cioccolatini e lei dice "bene"! - Io ho detto "benino". - Di questo passo finirà a pulire i cessi! Io ho la mia dignità! Adesso voglio impegnarmi per... Dica al suo capoufficio che manderò lui a pulire i cessi! Mi annunci voglio parlargli! Dottore c'è Fracchia. - Gli dirò... (interfono) Faccia passare! - Non può ricevermi vero? Ha detto di farla entrare. - Mi è sembrato di sentire che non può ricevermi. - Vada! Devo entrare non c'è speranza. Non sente. Busso di nuovo. - Che cosa fa? - Ho bussato. La smetta buffone! Entri! Ah! Oh! - Chi si lamenta? - E' permesso? - Avanti. - Avanti? - Che cosa vuole? - Sì. - Come "sì"? - Si accomodi prego. - Sulla poltrona? Sì. - E' meglio qui. - Sulla poltrona. E' comodo? Sì molto. Allora. Che cosa fa? Si alzi perfavore! - Sono a mio agio. - Si sieda sulla poltrona! - Se ci tiene. - Si sieda! - Va bene. Scusi. - Ricapitoliamo. - Aspetti. - Che cosa fa? - Gli do una strizzata. - Si sieda! - Sono poltrone insidiose. - Di che reparto è? - Da militare? - Come dipendente. - Siamo nelle mani del destino! - Com'è inserito nell'organigramma dell'azienda? - Come? - Sa cos'è un organigramma? - Nel... - Che dice? L'organigramma... - Ha tutte... - Le branchie? - No! Quelli che... - L'organigramma ha le pinne? - No! Ha una cosa così. - Ha la cresta? - Sono nel marasma più completo. - Non può aiutarmi? - Io? Non ricorda niente del mio passato? - Lei deve ricordare qualcosa! - Io ricordo solo un prato verde. - Un prato verde? - Improvvisamente lì... - Dove? - Asinistra. - Poi? - E' venuto un cigno. - Un cigno? Aveva un organigramma. - Ma che dice! - Sono confuso. Non ricordo. - Lei non sa chi è né che lavoro fa. - No. - Che cosa sa? - Gioco a ping-pong nelle ore di ufficio. - Quando lavora? - Mai! - Davvero? - Si informi Io sanno tutti. Non devo informarmi se Io dice lei. Sono un cialtrone non lavoro mai. Mi sono fatto la spia da solo! Basta! L'ho convocata qui perdegradarla. Glielo dico brutalmente. Lei laverà i gabinetti! Com'è buono lei! Abbiamo fatto tardi. Guida come una lumaca! - C'era traffico. - Sediamoci qui. - Sì. - Che fa? - Hanno ridotto il numero dei posti. Qui c'era una poltrona. Ahh! Ah! - Ah! - Oh! Ah! E'formidabile! Gagliardo! E' vero Fracchia? Sì è molto bello! - Questi film mi "fanno morire". - Anche a me. - La violenza mi eccita! - Anche a me. Non posso distogliere gli occhi dallo schermo. Come fanno a tirare fuori tutti quegli intestini? Diffidi. A questo punto si vede bene che è tutta roba di plastica. - Tiene gli occhi chiusi? - E'finito. Li tenevo a fessura per la messa a fuoco. - Sa che le dico? Lei non è un uomo. - No? E' una "merdaccia"! Si alzi. Com'è umana lei! Vuole che Io riveda? Per me è un godimento! Se vuole Io rivedo tutto. - Commissario non ci sono dubbi. E' la Belva. - Ero sicuro. Questa volta ho visto molto chiaro. Questi di chi sono? Le apro la portiera signorina. Prego. Non vada piano. Ho fame! Io non uso l'auto molto spesso. Chiuda! SCRICCHIOLIO DI OSSA Ahh! - Che c'è? Io ho fame! - La mano! - Ho fame. - Ahi! - Uh! Uh! - Ahi! - Uh! Uh! - Qui Auricchio. Mandate due auto a Largo Ponchielli. (radio) Attenda. - Dicono sempre di attendere! (radio) Ha chiesto due auto? - Sì. Belgio in due minuti e Bari in quattro. - Ha detto Bari ? Chi parla? (radio) Radiotaxi. Dica. PERNACCHIA Alla gente place andare al mare./i - Va bene qui? - Tu e la "culona" avete parcheggiato male! - Come si permette! - Non reagisca. - L'ha chiamata "culona". In questo locale trattano male tutti i clienti. Questo è il divertimento. - Buonasera signore. - Vaffanculo! - Ha sentito? Se Invece del vitello/i ti danno il mulo... ... tu mangia staizitto/i e vaffanculo!/i Chi è questo stronzo? - Grazie. Permette? (in dialetto romano) Non ti tocco! - Vorrei un tavolo per due. - Un tavolo a questo "merdone". - Ti servo io. Reggi la "pippa". - Salve. Che spiritosi! - Mettete il culo qui. - Grazie. - Che fa? - Non rompere il cazzo! - E' divertente! - Non li sopporto! - Calmati! - Gli spacco una bottiglia in testa! Andiamo! Caro Fracchia questo locale è fatto così. Si diverta! Faccia come me. - Signora! - Mascalzone! Ogni azione deve essere sincronizzata. Andiamo. La prima azione è una stronzata. - Sincronizziamo gli orologi. - Sono le . - . - . Facciamo a occhio è meglio. Andiamo. - Che divertimento! - Perchè ridi cornacchia? - Guardi. - Signorina siamo fatti uno per l'altra. Lalalà!/i - Scusi. Adesso è entrato un uomo... Benvenuti a questl frocioni/i belli grossi e capoccioni. Tu che sei un po' '/i'frì frì"/i che hal da dire?/i Continui a suonare. Non s/iono frocione né frì frì./i S/iono c/iommissario/i e ti faccio un culo così./i - Scusi. - Continua a cantare. Voi fate uscire i clienti con calma. Continua. Tu sei 'recchione.../i Per secondo hanno "salti in culo alla mignotta"... ..."piselloni alla mandrilla" e i fagioli. - "Fagioli alla scoreggiona"? - Sì. - E' la loro specialità. - Polizia. Dovrebbe uscire. - Sì. - Vuole i fagioli? - Sì. - I piselloni alla mandrilla? - Sì. Chiamo il cameriere e gli dico una cosa brutta. Cameriere! - Senta stronzone... - Dice a me? - Sì. - Fagioli alla scoreggiona per il "cesso". - Sì dottore. - Non mi diverto più. - Perchè? - Il locale non è più all'altezza. De Simone si vede che sei un poliziotto. Guarda come sei vestito! Non fare Io stronzo. - Avevo pochi amici. - Lo credo. - Ero triste quando ero piccolo. Controllatelo. Ricordate che la Belva Umana è più veloce di un cobra. Però noi Io freghiamo. - Vuole vedere una mia foto da piccolo? - Va bene. - Grazie. SPARI II locale è ancora all'altezza. - Ecco la Belva Umana! - Sono io. - E' per il risparmio energetico? - Sì! - Perché adesso non ordini i fagioli alla scoreggiona? - Non ho più fame. Cara Belva Umana perte saranno volatili perdiabetici. - E' un quiz? - Saranno cazzi amari! - Bene. - Ricominciamo tutto daccapo. - Sì. - Come ti chiami? - Il mio nome è Giandomenico. Il cognome è... - Fracchia! - Ho indovinato? - Bravo! - Questi chi sono? Frank Gruber? Abdul Kadullah? E questo chi cazzo è? - L'ultimo ha un nome familiare. - Mi prendi in giro? - No. - Non voglio maltrattarti. - Lo so. Ah! - Ti sto maltrattando? - E' per la giacca nuova. - Dimmi il tuo vero nome! - Scelga uno di quelli a suo gusto. Devo scegliere io! - Aspetta. - Sì. - Non muoverti! - No. - Commissario... - Togliti! Sei sempre in mezzo! - L'altra volta... - Fai dei segnali strani. - Che c'è? - Io... - Silenzio! Eccole. Quante volte devo ripeterlo? E' un povero deficiente! - Lo proteggi perché sei la sua amante. - Non mi farei mai toccare... ...da quell'invertebrato! - La Belva è un invertebrato? Magari fosse la Belva Umana! E' una merdaccia! - Riconosci queste? - Non vedo bene. Non saprei. - Mi dia un suggerimento. - Basta! - Sono Anne e Babette Brown le tue amanti! - Molto lieto. - Qui le riconosci? - E' la foto di una contorsionista? Le hai fatte a pezzi e messe in due valigie per sviare le indagini! Le dispiace chiudere le valigie? Mi fanno impressione. Allora questo chi è? Questo è... E' Fracchia a una festa di Carnevale. Toglietelo di mezzo! Gli fanno impressione! Questi non ti fanno impressione? Rapina di Dusseldorf otto morti. Banca Nazionale del Lavoro morti. E tutte queste rapine? Hai rubato anche due autobotti di acqua santa a Lourdes! Due autobotti? Metto in ordine. Lei è disordinato. - Madonna! - Credevo che giocasse. Credetemi commettete un errore. E' il più cretino dei miei colleghi. Telefonate in fabbrica. Verranno in a riconoscerlo. Tu sei la Belva Umana. Ma se io mi incazzo divento brutto! - E' sulla buona strada. - Ti spezzo la carotide maledetto! - La cravatta no! - Toglietemelo dalle mani! - Commissario! - Permette un attimo? - Continua. - Toglietemelo dalle mani! La Corvino è sincera. - Forse lui non c'entra. Io farei un confronto. - Non dire cazzate! Lui è la Belva Umana! Lui non è la Belva Umana è Giandomenico Fracchia. De Simone la mia idea del confronto era giusta. Chiunque avrebbe sbagliato. La sua somiglianza con la Belva è incredibile! - Siete uguali come due gocce d'acqua. - Sì uguali! - Fracchia voglio andare a dormire! - Arrivederci. - Buonanotte. Fracchia! Per ragioni legali ho dovuto perquisire la sua auto. - Ha fatto bene. - Commissario. Perché fa quella faccia? Le avevano detto che hanno dato un'occhiata! - L'hanno guardata bene! - Guai a toccare l'auto di voi italiani! Manca anche il bollo. Signorina ha visto che bella luna questa sera? - Sembra finta. - Che bella frase! Fracchia lei è un poeta! Andiamo in quel posticino con le candele. Ha combinato abbastanza guai. Mi porti a casa. - Questa sera non può succedere più niente. - Con lei non si sa mai. E' tutto chiarito con la polizia. SIRENE - Fermo! - Siamo della Digos. - Sei fottuto Belva! Rispondi a tono. Noi conosciamo molti modi perfarti parlare. - Sì dirò tutto. - Bene. Come ti chiami? - Io... Non vuoi parlare? Che mi dici delle gemelle Anne e Babette Brown? Sei ostinato! Parlami della strage dell'aeroporto di Dusseldorf. Perché non parli? Posso continuare così fino a domani mattina. Lei sì ma io non credo. Ricominciamo. Come ti chiami? Come ti chiami? Rispondi! Telefonate al commissario Auricchio alla Questura ai colleghi... ...ma telefonate subito così andiamo a dormire! Prego. Signor Fracchia poteva dire subito la verità. Lui... scusi ma... - Buonanotte. La sua auto è giù. - Grazie. - Le abbiamo dato un'occhiata. - Un'altra? Stia attento Fracchia! Che cosa fa? Vada dritto Fracchia. Attenzione! Un po' più a destra. Un po' più a destra! Adesso giri. Freni! Oddio! Quella è la mia auto! Era la mia auto! Abbiamo concluso trionfalmente questa bella serata! Grazie! - Aspetti! - Lasci perdere. Non si avvicini! - Guardi come ha ridotto l'auto! - Aveva detto che non ci teneva. Stia zitto! E' l'ultima volta che esco con lei! - Signorina! - Che c'è? - Alla fine della serata... ...speravo che mi avrebbe invitato a bere qualcosa. - No. Vorrei vedere i suoi album di fotografie. - Chissà come era carina da piccola! - No. - Sì. - Io le piaccio vero? - No! No! No! Che cosa desiderate? A cosa devo il piacere? Le riconosci queste? Sono le gemelle Anne e Babette Brown famose spogliarelliste. Le ho fatte a pezzi e le ho messe nelle valigie persviare le indagini. - Questo sono io durante la rapina a Dusseldorf. - Sta confessando! Ho ucciso due vecchie e un bambino di anni. Questa è la rapina alla banca di Empoli. Questa è una troia maltese di origine napoletana. - Questa è mia moglie! - Come? Sua moglie? E' una santa donna. Sono sicuro che è una buona moglie. Non è quella... Si vede subito. - Ha confessato tutto! - C'è un errore di persona. - Rilasciatelo e mandatelo fuori. - Fuori no! Ci sono ancora la Guardia di Finanza i vigili i pompieri i rigattieri. - Ha ragione. - Con le nostre pattuglie in giro sarà arrestato. - Che cosa facciamo? - Mettiamolo in prigione. - Come? - Fino alla cattura della Belva. - Ma guarda come è ridotto! Non può stare in prigione tanto tempo. Dobbiamo trovare un'idea valida. De Simone non infastidirmi! Trovate una buona idea. - De Simone che c'è? - Possiamo dargli un lasciapassare. Ha detto la stronzata del giorno! - Idea! Diamogli un lasciapassare. - Bravo! - Mi è venuta così. "Si dichiara che il possessore del presente lasciapassare..." "...non ha niente a che vedere con il pericoloso bandito..." "...ricercato in tutto il mondo e soprannominato Belva Umana." Comandante CC DIGOS Polizia timbro e firma. Caro Fracchia mi guardi bene negli occhi. Non deve mai separarsi da questo foglio... ...altrimenti per lei sono guai. - Signor Fracchia ha dimenticato questo. - Che cos'è? - Il lasciapassare. - Grazie. Buonasera. Mi saluti sua moglie. Niente. Scusi. - Dov'è la mia auto? - Dietro di lei. - Grazie. - Prego. Molto gentile. Buonasera. Abbiate pietà! C'è nessuno? I Carabinieri la Polizia la Digos il lasciapassare la galera! Che razza di serata! Proprio a me doveva capitare questo stronzo di Belva Umana! Percolpa sua ci vado di mezzo io. - Se mi capita tra le mani gli faccio... - Un culo così? - No gli strappo le orecchie! - Non esagerare. - Sono già a casa? Buongiorno. - Molto lieto. - Siediti verme! Devo sedermi qui? Ecco. Sono tranquillo. - Ho detto "siediti"! - Lei mi ha fatto cenno di... - Siediti là! - Qui? Questo tavolino è molto... ...pregiato. - Dammi il lasciapassare. - Come? Ecco... Ecco il suo lasciapassare. Veramente non dovrei darglielo altrimenti finisco nei guai. C'è tutto. I timbri e la firma di Polizia Carabinieri... - Alzati. - Va bene. Girati. Molto interessante! C'è una novità. Da oggi io abito qui. Bene. Sono contento. Divideremo questo a seconda delle esigenze. - Certo. Secondo le sue e le... Le mie. Le sue. D'accordo. - Oggi serve a me. Dammi la tua "filippa"! - Come? - Il vestito imbecille! - Sì. Le vanno bene le scarpe i pantaloni la giacca? - Cos'è questo odore? - Scusi signor dottore. Signor dottor Belva ho la sensazione di essermi cagato addosso. - E' cacao. - E' il cioccolato della catena di montaggio della fabbrica. - L'ha buttata dalla finestra? - Prendine un'altra senza cacao. - Le porto la giacca della domenica. - Porta quello che vuoi! Signor Belva per la giacca che ha buttato... Non c'è speranza. Ricorda che sono allergico al cacao. Sono io. Hai trovato gli "apostoli" per la "rapa"? Sai che voglio il meglio. Okay. Mandali dove ti ho detto. Ho trovato la giacca! E' senza cacao. - Tu merdaccia! Anche lei! Mi chiami "stronzo" per cambiare. Finché sono fuori tu non esisti per nessuno. Se parli zac! E' chiaro? Chiuditi in casa. - Non rispondere a "l'orecchione". - L'ingegner Martini? - Lo sa anche lei? - Parlo del telefono scemo! Accompagnami alla porta. - Stia tranquillo. - Ricorda non ci sei per nessuno. Altrimenti... Buongiorno signor Fracchia. In terrazzo. - Che fa signor Fracchia? - Togliti di mezzo! - Vecchia mascalzona! Ha rotto il fucile! SUONO DELLO SCACCIAPENSIERI (in dialetto siciliano) Chi è? - Figlio mio! - Mammina! - Ti voglio baciare le mani! - Mamma smettila! Non baciarmi sulla bocca! - Voglio baciarti! Figlio benedetto! Sei venuto per il compleanno della tua mamma! Stavo preparando le melanzane e pensavo a te! Guarda quante feste ti fa il cane. Ti riconosce sempre. Anche se passassero mille anni lui si ricorderebbe di te. Adesso vai via perchè c'è mio figlio. E' venuto per me! - Ti voglio baciare tutto! - No! - Fatti baciare! - La bocca no! - Voglio baciare la cravatta la giacca. - La mano! - Mamma lascia stare. - Hai il collo sporco. - Lo lavo? - No. - Ti lavo le orecchie? - No. - Lavo la camicia? Stiro i calzoni? - No. - Lucido le scarpe? - Basta! RONZIO Bello figlio mio! Ti pulisco le scarpe. Ti dico quello che preparerò domani per la festa della tua mamma! Ti faccio i "carduzzi" affogati gli "scarrabozzi" con menta... ...i "fuculuzzi" con le sarde e perfinire il dolce al cioccolato. - No! - Ti faccio i "pastrocchi" al cioccolato! - No ti prego! Ti è venuta la tosse? Vuoi che prepari un altro tipo di dolce con la cioccolata? - No. - Che c'è? - Mi hai cresciuto a quintali di cioccolata. Aria! Solo a sentire "pastrocchio di cioccolata" mi manca il respiro... ...mi viene la febbre e il viso si riempie di squame. Ti curerò la pelle squamata. Ci metterò l'unguento e ti darò tanti baci. - Vi manda Valerio? - Sì. - Ci manda Valerio? Certo. (insieme) Sput! (insieme) Sput! (insieme) Sput! - Io mi chiamo Tino. Lui è Pera. - Perché "Pera"? Ma quando lavora... - Lui è Neuro. - Perché "Neuro"? Ho capito. - Siete i migliori? - Sì. - Facciamo un giro in auto e vi spiego tutto. La rapa è giovedì alla Banca Nazionale. Obiezioni? Dice che è difficile. Stronzo! Niente è difficile per me. In America mandano sulla sedia elettrica i deficienti come te. La Belva! Tenevi pronti questa volta Io prendiamo. Fermo polizia! Fermo! - Prendo il lasciapassare. - Piano. - Sono Fracchia commissario. Con calma. Il lasciapassare commissario. - Tenga. - Io credevo che... Giù le armi! E' Fracchia. Mannaggia la miseria! Questa del lasciapassare è stata proprio una buona idea. Così non ci sbagliamo più. Lei che cosa fa qui? - Facevo una passeggiata. - Oggi non lavora? Faccio il turno di mezzogiorno. - Di mezzogiorno? - Sì. Devo andare. Non voglio prendere una multa. Sono molto severi in ditta. Arrivederci. Fracchia! Venga Fracchia. L'accompagniamo noi. C'è molto traffico. - Prego. - E' la Centrale. - Sono Auricchio. - Prendi l'asciugamano. - La chiave. (radio) Commissario viene qui? - No accompagniamo... Sbrigati! (radio) C'è stato uno "strappo". La spina la corrente. Attacco la spina. Buongiorno signor Belva Umana. Si segga sulla sua poltrona preferita... ...pervedere i massacratori della polizia in Tv. Si accomodi. Si accomodi signor Belva Umana. - De Simone! Io da dove esco? - Scusi. Arrivo. - Vuole uscire di qua? - No esco dal tubo di scappamento! Disgraziati! Inetti! Imbecilli! Caro Fracchia è arrivato. Poi dicono che la polizia italiana non funziona. Noi proteggiamo gli onesti cittadini e i lavoratori come lei. - Arrivederci. - Chiamano dalla Centrale. E' urgente! - Vengo. Ecco Fracchia! Vi dirò quando dovete buttare il cacao. Fracchia! Fracchia è sordo? Oggi è più rimbambito del solito. Venga ho bisogno di lei. Fermi! E' con Orimbelli. Qui è il commissario Auricchio. VOCE DISTORTA DALLA RADIO Allora? Cosa facciamo? (radio) Balliamo.../i ... da tanto tempo non lo facclamo./i Non fare Io stronzo. Di che commissariato sei? (radio) Parliam/io. C'è la musica.../i Sei uno stronzone. E sei anche "recchione"! MUSICA DALLA RADIO Non guardarmi con quella faccia! Questo mi invita a ballare! Parlagli tu. (radio) Pronto. Commissariato di polizia. (radio) Qui Centrale. Chi chiama? - Ha funzionato! Perché a te funziona sempre tutto e a me no? Stai calmo. Sono Auricchio. Sei grande.../i ... quand/io dlci che tu ami.../i - Signorina mi porti la posta. - Sì. - Fracchia lei aspetti qui. Cacao! FRACCHIATOSSISCE Dove va la Belva Umana? Sempre più fifone caro Fracchia. Adesso non ha neanche il coraggio di affrontarlo. Altro che Belva Umana lei è una merdaccia! Che paura! Mi ha fatto tremare la sottana. Vada dal direttore e non Io faccia arrabbiare! Si accomodi Fracchia. Tutti sappiamo che lei è un mediocre. Lei è la quintessenza della mediocrità. Se sbaglio mi corregga. Lei tace quindi acconsente. Lei è un mediocre. Dobbiamo pubblicizzare un prodotto al cioccolato... ...chiamato il "Sempliciotto" che soddisfi il consumatore medio. Poiché lei è un mediocre... ...li assaggerà tutti e ci dirà quale le piace di più. - No. - Io odio la cioccolata. - Lei non è a un party! Non può rifiutare. Assaggi! - Non insista. - Le ordino di assaggiare! Apra la bocca! Direttore! Santo Dio! Che è successo? Chi è stato? Fracchia è impazzito? Eccolo! Pronti. Ora! No! Porca miseria! Si è spezzato il filo. Vado a togliere la corrente. Un attimo. Eccomi qua. Adesso unisco i fili. Non c'è nessun pericolo ho tolto la corrente. - Arrivederla signor Belva. - Torna dentro! - Hai la faccia da deficiente. - Abbiamo la stessa faccia. - No solo io ho la faccia da deficiente. - Stronzo! - Oggi tu usi quello. - Sì. - Devi sostituirmi. - Lo ha già detto. Mia madre non deve vedermi il giorno del suo compleanno con questa faccia. - Ha i brufoli. - Non illuderti fra due ore sarò guarito. - Speriamo. - Se sgarri zac! - Vedo che cominci a capire. - Sì. - Vai da lei. - Sì. - Fai quello che ti chiede. - Sì. - Accontentala in tutto. - Certo. - Comprale dei fiori. - Sì. - Zagare di Sicilia. - Va bene. - Ricorda! - Zagare di Sicilia. - Zagare di Sicilia. - Vai! - Sì. Arrivederla. Ciao. IL BAMBINO PIANGE - Perché piangi? - Cattivo! - Chiamo tuo padre. Il bambi... Così impari a fare il prepotente con i bambini. - Prendi! - Ahia! - Così impari a maltrattare le signore. Chi maltratta le signore? Buongiorno signora. Tanti auguri a me! Tanti auguri a mamma. Tanti auguri a me! - E' permesso? C'è qualcuno? - Figlio! - Chi è? Voglio darti un altro bacio! Un altro bacio! Non scappare! SCHIOCCO Figlio mio voglio darti un altro bacio! - No! - Vieni qui. - Le zagare! - Hai portato le zagare! - Chi è questa vecchia? - Che belle! IL CANE ABBAIA Come sono belle nel vaso! - Ahia! - Non fare male al cane... ...perchè è ancora un cucciolo. Sciò! A cuccia! Fammi coccolare mio figlio. Bello figlio mio! Che fai? - Dov'è andata la pantera? - Quale pantera? - E' uscita! - Non piangere! Oggi sei buono. Ti sei fatto fare tutto! Hai mangiato tutto e adesso vuoi anche il pastrocchio di cioccolata. - Per la gioia della mamma tutto Io "tracanna". - Senza panna? - Certo. Bravo! Mangia ancora. Dormi figlio sant/io/i che la mamma sta qui accanto. Ha manglato il/i ''figliuzzo"/i e adesso fa il "ruttuzzo"./i BOATO Hai fatto indigestione? Penso io a liberarti il pancino. - Figlio! - Pietà! - Che temperatura è? - E' caldo caldo. - Caldo caldo? - Sei bravo! Ti fai fare tutto. - Tutto? - Guarda per non farti male ho messo l'olio. Grazie! - Sei pronto? - Sì. - Ahi! - E' entrato? - Tutto. - L'ho messo alto così la pressione è forte. - E' forte! - Apro? - Apri. Non resisto! No chiudi la bocca! Dalle orecchie no! Mamma ti fa passare tutto! - E' calda? - E' tiepida. Ti fa bene. Ahi! Ahi! CAMPANELLO Torno subito. Mi fa davvero bene! Mi fa molto bene. - Una persona ti cerca. - Chi è? - Non Io so. - Mentre parli con lui ti preparo un panno ancora più caldo. - Bene. - Mi raccomando molto più caldo. - Sì figlio! Buongiorno signorina. Come va? Questo è un orologio. Molti mi chiedono perché ho l'orologio. Perché Io ho? Che cazzo ne so? L'ho vinto a un concorso. E' un orologio al quarzo o al QUINZO? Non Io so. - Ehm... - Stai calmo. Parlo io. - Buongiorno capo. - Buongiorno. - Come va? - Bene. Lei? Sput! Com'è umano lei! C'è stato un contrattempo Belva ma non si arrabbi. No si figuri! E' perquella rapa alla banca. - Era per domani! - Domani? - Sì ma la banca sarà chiusa persciopero. Rinunciamo ai "testoni" oppure la rapa si fa oggi. Fermo lì. Lei ha parlato di testoni. Vuole aprire un negozio di parrucchiere? Ridi ridi. Parrucchiere testone. Eh! Eh! Mi perdoni la "indiscrezione". - Scusi un attimo. - Ridi ridi. Eh! Eh! Mah! Ecco. Eh! Eh! Niente. Allora rinunciamo o andiamo? - Rinunciamo! - Rinuncia? - Sì. - Come? - Rinuncio! - Rinuncia. - Facciamo la rapa! Questa volta l'ho fatto caldo caldo. Ti ho preparato il bagno! - Devo darmi la carica. - Come? - Mi do la carica. Guarda quanta! Guarda! - Vuoi fare un tiro? - No. Che cos'è? Io mi faccio un tiro! Rapa arrivo! - Vuoi? - No! Lalalà!/i - Questa "bagnarola" è molto veloce. - A quanto va? - Atanto! - Adesso ti faccio vedere. - Va a più di mille? - Reggiti forte! - Fai vedere che cosa sai fare capo. - Colpisci! - Dove? - Guarda! - Dove? - Uno due e tre! SPARO - Asinistra. - Un momento! SPARO - Sono stato bravo? - Tieni capo. - Come si tiene? - Il nostro capo è un burlone. - Gioca! - Guardalo! - Lui gioca! Lo appoggio qua. Hai visto che rinculo? Accidenti! E' "forte"! Mi metto giù è più sicuro. Mi metto giù. - Vediamo che fa adesso. - E' più sicuro. VOCI NON UDIBILI - Tieni la "sputafuoco". Mettila in cinta. - Dove? - Mettila lì! Suoniamo il clacson tre volte e tu butti questa percreare il panico. Poi contiamo fino a venti e andiamo via. Okay? - Allora io... - Andiamo. - Faccio il clacson fino a trenta... ...vi do questa metto la pistola in cinta e poi... Speriamo! Allora a dopo. Io vado e poi... - Capo hai l'arma? - Sì. SPARO Ahi! Uffa questa fila! - Questa è una rapi... - Vuole fare il furbo? - No. - Si metta in fila. - Solo noi dobbiamo fare la fila? - Non avete capito. Questa è una ra... Scusi. Mi fa passare? Permesso. Dov'è? Dovrebbe essere qui. Eccola! La metto in cinta... ...e si comincia. - .. - Come? - E' la sua cambiale. Paga .. Non è mia è di questo signore. - Gli dica che la cambiale è sua! Allora? Io non... Ce l'ho in cinta! - Ognuno ha i suoi guai. - Che succede? - Non vuole pagare. - Sono venuto... - Per pagare una cambiale. - Ho solo . lire. - Le diamo il resto. Va bene mi dia il resto. Però io ero venuto per... Non mi faccia perdere tempo. Usciere Io accompagni fuori. Ma... Lei mi aveva... - Mi ha fregato il resto. - Vada via! Adesso basta! Non avete capito... ...che questa è una ra... SPARO - Ahia! - Sta male? - No. - Questa è una... - Una banca. - No. Questa è una ra... - Una radio. - Una raucedine. - Una racchetta. - Una ratifica. - Una radiografia. - Un cavallo. - Che dice! - Una radice. - Una raccolta. - Una rasatura. - Una rapa. - Una rapona. - Una rapetta. - Una rapuccia. - Una rapina! E' una rapina! Poteva dirlo subito. Signori è una rapina. Alzate le braccia. - Lei no. - E' vero. - Preparate il denaro. - Scusate. - Ha la valigia da rapina? - No. - Portate una valigia! Che pezzatura vuole? - Faccia lei. - Anche in valuta straniera? - Sì. - Va bene. - Così le basta? - E' anche troppo! Chiudere! TRE COLPI DI CLACSON Scusi devo seminare il panico. - E' entrata nella manica. - Scappiamo! - Oddio! (insieme) Diciotto diciannove... BOATO C'è qualcuno? Sono andati via tutti. Buongiorno. Prendo un taxi poi ci sentiamo. Arrivederci. De Simone prendi sempre l'iniziativa! Non suona. Forse è rotto. Se non suona vuol dire che è rotto. Allora se è rotto bussa. Bussa! CAMPANELLO Perché a te funziona sempre tutto? Ho la pressione alta. Calma! Dovevo dirgli una cosa urgente! Quando ho un piano geniale in mente non c'è mai l'interessato. Fracchia non è in casa. Andiamo via. - Salve. - Scusi commissario. Ero davanti alla televisione. - Scusi il disturbo ma devo dirle una cosa importante. - Prego. Dopo di me. - E' sicuro che siamo soli? - Sì. Shh! RUMORE METALLICO Ahia! - Fa molto male? - No sto sbadigliando. - Fuma? - Non ho mai fumato in vita mia. - Lei ha tutti i pregi. Voglio metterla al corrente di informazioni segretissime. (radio) Noi della polizia abbiamo fra le mani una vera bomba. Abbiamo scoperto la mamma della Belva Umana. Il delinquente assassino è morbosamente attaccato alla mamma. - Rischia la galera per andare a trovarla. - Siete sicuri? - Sì. E' un'ex prostituta palermitana. Anche lei è molto legata al figlio di puttana. La polizia italiana cioè io ho pensato a un piano per catturarlo. - La Belva? - Certo. Dove posso buttare? II tavolo? Sfrutteremo la sua somiglianza con la Belva Umana. Lei va a casa della signora fingendosi il figlio... ...e la convince a ricoverarsi perfare delle analisi. Di sicuro è sifilitica. Ha avuto dei rapporti anche con gli asini arabi! - Quelli hanno delle... - Basta! Perché rifiuta? Lei non rischia nulla. (radio) Facciamo pubblicare la notizia che è stata ricoverata... ...alla clinica "Salus Mea". La Belva non resiste e va a trovarla. Così catturiamo il figlio di puttana. Basta! Io non capisco. Perché rifiuta? Ne trarrà molti vantaggi. Quando avremo tolto di mezzo la Belva... ...lei rimarrà l'unico possessore di quella faccia. Non avrà più problemi con la polizia. La sua vita tornerà serena. Che intende con "togliere di mezzo"? Volete ucciderlo? Io temo rappresaglie se lui resta vivo. Non resta vivo. Se si arrende prende l'ergastolo. Se spara noi Io ammazziamo. Stia tranquillo non si arrende. - Certo non si è mai arreso. - Lo sa anche lei! Dove... Già. Dicono di volere collaborare e poi si fanno gli affari loro! - Però noi abbiamo messo la microspia nell'accendino. - Perfortuna! - Sì. - Va bene. - Finalmente! Così mi piace. Domani viene al commissariato... ...e io l'accompagno dalla vecchia baldracca... ...che si è fatta anche un bue. D'accordo. Zitto! C'è qualcuno in casa. E' il gatto. Aaa! Brrr! - E' un gatto enorme! - Sì è un bestione in amore. - Ho capito è un soriano. I soriani vanno sempre in amore. Aaa! Aspetti vado a "mettere a posto" questo soriano. - Pussa via! - Ma... - Vai via brutto gattaccio! Sei un soriano deficiente. - Shh! Vai sui tetti! - Vai via e stai fermo con la coda! - Io non la controllo. - Stai giù a due zampe! - A quattro. - Io ti castro! - La prego no! Hai capito? Devi andare sui tetti! Vado a controllare di là. Tu resta qui e stai sveglio. Stai naturale. - Fracchia dove va? - Vado sui tetti. - Ci ha già mandato il gatto soriano. - Non mi fido a mandarlo da solo. Ascolti Fracchia. Mi mostri il lasciapassare. - Eccolo. - Comincio a non capire più niente. - Voglio capire... - Aspetti le do il portacenere. Ma... L'ha spenta sul tavolo. E' un tavolo pregiato. Abbia pietà! - Forse... - Le precauzioni non sono mai troppe. - Lo so! Sarà il nervosismo ma prima lei ha stritolato un uovo di marmo. Come? E' vero io compro le uova di marmo per stritolarle. - Ho stritolato quello rosa? - Sì. - Era un regalo di mia zia! Perciò ho pensato che la Belva poteva nascondersi qui. - Invece chissà dove si nasconde. - So io dov'è! Adesso... RUMORE METALLICO E' smemorato. Prima io l'ho preso a calci e ora lei Io prende a testate? Hanno fatto una rapina in banca. E' stato la Belva. - Lo sapevo. - E' stato lui. - Sarà l'ultimo "colpo" della sua vita. (in francese) I giochi sono finiti. - E' francese? - Sì. L'ho imparato a Barletta. Andiamo. - Non perda questo. - Sì. - Arrivederci. De Simone cammina. Fai schifo anche di dietro. Che casino! Che c'è! Mi hanno respinto agli esami? Buongiorno signor Belva Umana. - C'è una novità. - Ascolti. La dica molto adagio. Sono un po' debole. - Hai finito di avere paura. Vado via per sempre. - Mi prende in giro? Dica la verità. Voglio chiederti un ultimo favore. - E' l'ultimo? - Sì. - Glielo faccio con tutto il cuore. - Vai a trovare mia madre. - La mamma no! Mi chieda qualunque cosa un'altra rapa una "umiliazione" stradale... ...ma la sua mamma no! - La mamma sì. - La mamma sì. E' stata ricoverata alla clinica Salus Mea. E' in sala di rianimazione. Ha avuto un incidente. - E' gravissima. - Bene! - Come bene? Volevo dire che così la mamma è innocua. Tu devi solo farle una visita. - Una visita! - Andrai oggi verso le . - D'accordo? - D'accordo alle . Io sarò già Iontano a quell'ora. - Va via? - Aspetta. - Hai il salvacondotto? - Sì. - Dove Io tieni? - Eccolo. Lo tengo in tasca. - Mi raccomando. - Non dubiti dottor Belva Umana. Io non ho mai dubitato. RUMORE DI PORTA E' andato via! Sono libero! Questa sera dovrei andare da sua madre? Tie'! Dalla mamma alle tie'! Tie'! Tie'... - Faccio un po' di respirazione. - Ricorda i fiori. - Le zagare. - Alle . - Sì. Porto le zagare. Come sei buono! Mi hai portato in clinica! Così mentre mamma fa le analisi... ...si può coccolare il figlio! - No mamma. Ferma! - Mi avevi promesso... Ciao. Vengo anche io. - No. Ciao. Che rottura! - Figlio mio fatti baciare! - Mammina... - Fatti baciare! - Mamma! - Figlio bello... - Prendi questo. - Non mi lasciare! - Mammina... Scusa ti manderò un chirurgo plastico. Fracchia. Venga. Venga qua. Le mostro una cosa che non fa neanche I'FBI in America. Ascolti il fischio del coyote. FISCHIA Ecco. Eh? Adesso le faccio ascoltare un fischio inglese. Noi poliziotti italiani abbiamo delle idee che... Scusi. Adesso ascolti il grido del leopardo innamorato... ...brevettato da me. FISCHIA Ecco! La trappola è stata preparata alla perfezione. La puttana siciliana "ci è cascata". - La signora sta bene ed è tranquilla. - Certo. - E' abituata a tutte le misure. - Basta! - Che cos'ha? - Ho paura. Se permette vado via. - Grazie. Lei è un cittadino che ha aiutato la giustizia. - E' vero. Arrivederci. - E' sempre deciso a non avvertire i Carabinieri? - Vai via stronzo! Comandi. Che ore sono? E' tardi. Non mi cacciare! Non mi picchiare! Non mi uccidere! - Ahia! - Ascoltami. - La mano! Tu sei la Belva Umana. L'ho capito dal primo momento. Tu hai ammazzato quella merdaccia e hai preso il suo posto. - Perché non vieni? - Mi ha schiacciato le dita. Belva io non ti tradirò mai! Non svelerò la tua identità. Voglio diventare la tua schiava! - Rischierò la mia vita con te. - E' sicura? - Perte. - Come? - Perché ti amo. Dice la verità? - Quella merdaccia che ti somiglia mi faceva schifo. - A me no. Invece io amo te... ...fin da quando mi hai fatto questo. L'idea delle ambulanze è stata ottima. Non ci hanno visto arrivare. - Ora che facciamo? - Aspettiamo. - Sì. Ciao. PARLAVELOCEMENTE - Non ho capito. Sei emozionata? - Dammi almeno un bacio Belva. - Sì. No no! Possiamo rinviare? Sono... SCHIOCCO Ahia! - Qui Auricchio. Il tempo "stringe". (radio) Ore e . (radio) Ore e . Lo stronzo è in ritardo. - Da qui non vediamo l'entrata. - Sì siamo in posizione sfavorevole. Però se siamo svelti e "abbiamo culo" Io prendiamo noi. (radio) Commissario eccolo. - Preparatevi. Aspettate il mio segnale. Attenti può avere una pistola. Fermo! Arrenditi! Sei circondato. Non muoverti! Fuoco! E' lui! Fuoco! Ci mancavano i Carabinieri! Entra nella clinica! Inseguiamolo. Colonnello entra nella clinica! Inseguiamolo. VOCI NON UDIBILI VOCI NON UDIBILI Colonnello basta con questo odio atavico fra CC e PS. - Però non si metta al comando dei miei uomini. - Lo ha fatto anche lei. - Andiamo! - Via! Non ho mai corso tanto De Simone! Tutta colpa di quella merda di colonnello. - Lui e quello stro... - Commissario. - Stro... - Va bene con il colonnello? - Sì. - Bravo. De Simone! - Con calma. - Rincorrevo la Belva. - Vai con i Carabinieri. Ti piace! Colonnello! Se la Belva scappa è colpa vostra. Se scappa è perché lei ha voluto fare da solo. SPARI Colonnello Io abbiamo ucciso noi in terrazzo. Lo abbiamo ammazzato noi in terrazzo. Complimenti. Poi facciamo i conti noi due. SPARI - Lo abbiamo ammazzato noi al primo piano! - Siete sicuri? - Lo abbiamo ucciso al primo piano! - Lo abbiamo ucciso noi in terrazzo. Noi Io abbiamo ammazzato al primo piano voi in terrazzo. Lì? Sono contento... ...perché qui sono molto molto comodo. Ahi! II lasciapassare. - Lo ho qui. Te Io do subito. C'è un equivoco! Anche lui ha il lasciapassare? Che fa? CAMPANELLO Ecco. MUSICACELESTIALE Ha mandato su lui? Io ho il lasciapassare. Guardi. Ma... La partita Inter-Juve? E' la Gazzetta dello Sport! La Gazzetta dello Sport non vale? SIRENA Ahia! Com'è giusto lei! Com'è giusto lei! Com'è giusto lei!
submitted by PieroFassino to copiapasta [link] [comments]


2020.08.24 03:06 zephrot Diário de uma queda

Meu primeiro conto senão me engano, 8 anos atrás, resolvi revisar e mudar ele, masss antes disso quis postar a versão antiga antes da nova surgir, acho que é o certo a se fazer, espero que você ache minimamente interessante. :)

"Você é puro? Livre de pecados? Pronto para estar perto do nosso e único Deus? Se sim, zephyr É seu lugar"

Essa frase foi lançada desde o dia 1 de zephyr, uma bela mentira lançada para encobrir uma cidade podre por dentro, o que supostamente seria um templo no céu se tornou o túmulo de muitos, fora da casa em que me encontro ouço os sons de tiros e gritos, resultados da revolta contra o profeta, o cheiro de sangue invade pela janela, a cada poucos segundos ouço gotas de sangue e gemidos vindo de Arthas, o desgraçado demora pra morrer.
Não que isso seja ruim, demorei 10 anos para encontrar e matar o filho da puta, e ainda não me sinto satisfeito, não depois do que fizeram com minha família.
Dizem que acordar com uma visão do céu e sinal de boa sorte… creio que se isso fosse verdade eu teria sorte por toda minha vida.
Crescer nas nuvens teve suas alegrias, momentos perfeitos naquela cidade utópica criada pelos ideais de um fanático, uma cidade livre de pecadores, livre de raças inferiores, ali nos estávamos perto de Deus e ele perto de nos. Zephyr era seu nome, a joia do céu, a cidade livre de pecados, sua historia de origem? Bom, a real historia eu fui descobrir depois de muito tempo, mas a versão que nos era contada por nossos pais era a seguinte:
"Décadas atrás, quando o mundo estava perdido em guerra, uma criança nasceu em meio ao caos, uma criança que viria a ser nosso profeta, aquele que fundou nossa joia, nossa Zephyr. Sua infância perdida em meio a violência, se fez homem cedo e buscou em Deus refugio, e nosso amado Deus não deixaria tal criança sofrer em vão, a essa mesma criança foram dadas visões, visões na quais se via Zephyr. já como jovem iniciou a busca pela terra prometida ate se dar conta de que ele seria aquele que iria construi-la. E assim ele achou a entidade, o espírito do oeste, aquele que nos mantém no ar"
Se você achou vago, não se assuste, ele fez de tudo para deixar a narrativa aceitável, talvez tenha falhado em deixar convincente porem mesmo assim todos aqueles em Zephyr eram fiéis ao seu profeta... Pelo menos ele assim pensava. A historia não esta totalmente errada, na época como criança eu mesmo acreditava e orava pelo profeta, mas me perdoem, eu era tolo, e como tolo eu errei.
Com amor: Donnie
O cotidiano da minha infância seguia uma rotina bem simples, durante a semana aulas do começo da manha ate o fim da tarde, sábado passeios ocasionais com colegas de classe, aos domingos sempre tínhamos a santa missa, a qual todos os moradores de Zephyr eram obrigados a ir, isso resume minha vida desde os 8 aos 15 anos, mas uma hora ou outra a realidade bate em nossa porta.
Dia 30 de julho sempre foi uma data especial em minha casa já que marcava tanto o casamento de meus pais quanto o aniversario de minha irmã, Angie, ela era a nossa luz de cada dia, não importava o que acontecesse ela sempre sorria, sempre nos alegrava. Meu nome é Donnie, junto com Angie e meus pais Magnus e Cristine nos éramos a família Carter, uma família até que bem respeitada em nossa cidade, meu pai sendo um conhecido arquiteto e minha mãe uma dona de casa muito conhecida por seus doces, éramos em geral uma família feliz que ate esse ponto não tinha sido tocada por aquilo que Zephyr escondia.
Nossa cidade tinha uma ligação com o mundo terrestre graças aos dirigíveis, e logo abaixo de Zephyr havia uma pequena ilha onde ficava um terminal de abastecimento para nossos meios de locomoção além de uma pequena praia onde famílias podiam ir visitar e passar uma tarde agradável na areia ou no mar, contudo esse era o limite que o Profeta nos deu, qualquer contado maior com o povo da superfície podia nos influenciar no caminho do pecado, entretanto não era incomum nossa pequena ilha no meio do mar ser visitada por pessoas de grandes países, que são em sua maioria cheios de cidades, as que mais ouvíamos falar quando crianças eram Nova Iorque, Londres, Paris, e de um pequeno pais chamado Cuba, também não era incomum pessoas de cor aparecem por lá, mas logo eram detidas, pois de acordo com o Profeta, Deus marcou os pecadores com cores e características diferentes das nossas para que assim não nos envolvêssemos com o tipo errado de amizade.
Agora que expliquei o que e como funcionava a ilha, voltemos ao ponto em que parei, naquele dia para comemorar seu aniversario Angie quis descer ate a praia, ela amava a agua, desde pequena não gostava quando nossa mãe a tirava da banheira, ela era uma criança tão pura, fazendo seus 12 anos naquele mesmo dia. Como era seu aniversario meus pais não tinham como dizer não, escolhemos o primeiro dirigível das 9 da manha e descemos ate a praia, um detalhe muito importante era a maneira como minha relação com Angie funcionava, não era a típica relação de irmãos onde sempre há brigas, nos sempre apoiamos um ao outro, não importasse o que fosse, era tudo tão lindo ao lado de minha irmã, nosso percurso no ar levou cerca de 10 minutos, a excitação dela era palpável no momento em que ela viu o mar, meus pais como sempre abraçados e sorrindo ao ver o sorriso em seu rosto, pode parecer que meus pais não me davam bola, mas aquele dia era deles e dela, e eu me contentava por vê-los felizes, isso era mais que suficiente para mim, ao desembarcar no hangar de pouso a primeira coisa em nosso campo de visão foram as lojas da ilhas, um verdadeiro parque de diversão para Angie, só não era o mesmo para o bolso do meu pai.
Nossa primeira parada foi o carrinho de sorvete, uma tradição de nossa família toda vez que íamos ate lá. Angie avistou um vestido florido cheio de cores numa loja próxima, creio que ao ver isso a carteira de meu pai já começou a se preparar, devo mencionar que nos não éramos pobres, mas também não ricos como os Lannis ou os Bariens, mas vivíamos bem só que meu pai era mão de vaca mesmo. Creio que não seja necessária uma descrição detalhada de nosso dia na praia, comemos um belo café da manha, meus pai ficaram na areia abraçados enquanto eu e minha irmã estávamos no mar, pouco depois almoçamos ali mesmo na areia, a única parte realmente relevante dessa tarde foi que o capitão da guarda de Zephyr estava por perto e veio nos cumprimentar, seu nome? Arthas Lannis, um membro de uma das famílias mais ricas de zephyr, aquele filha da puta, pode ter demorado mas ele teve o que mereceu. Quando começou a escurecer meus pais decidiram que já era hora de irmos, e assim pegamos o próximo dirigível de volta para nossa cidade nos céus.
Lembram do amor de minha irmã por rosas? Eu não podia deixar isso passar em branco, assim que chegamos em nossa casa, pedi ao meus pais se poderíamos dar uma volta enquanto eles descansavam (eu sabia que eles queriam um tempo a sós) então foi fácil convencer eles, assim que eles liberaram saímos de casa, queria leva-la aos jardim da ilha do cardeal, esse era o bairro onde os membros do culto do Profeta moravam, então tínhamos que entrar as escondidas, mas valia a pena, eu sabia qual seria a reação dela ao ver o mar de rosas vermelhas daquele jardim, atravessamos a ilha onde nosso bairro se encontrava e fomos pela ilha comercial chamada de Lazaro, caso esteja confuso entender nossa cidade era dividida em ilhas flutuantes interligadas por bondinhos ou pontes, existiam dezenas de ilhas com vários tamanhos e utilidades diferentes, mas a mais imponente de todas era a ilha do Iluminado, chamada assim já que seu único habitante era ninguém mais ninguém menos do que o Profeta, entretanto não era permitido perambular perto daquela ilha, e isso nem mesmo eu ousava desobedecer, ao chegar na ponto que ligava Lazaro com Cardeal, tomamos cuidado para que ninguém nos visse e assim adentramos a ilha, ao passar pelo portao rodeado de madressilvas, logo ali na nossa frente, estava o que prometi a Angie, o mar de rosas mais lindo que jamais fora visto, lhe avisei que podia pegar apenas uma rosa para levar de lembrança, ela escolheu uma linda rosa vermelha bem gorda e sem nenhuma mancha. Ali estava ela, em pleno êxtase de animação ao segurar rosa em suas mãos, contudo, a realidade sempre bate em nossa porta não e mesmo? E foi assim que ela bateu na nossa. Um grito não muito longe de onde estávamos no alertou de que algo estava errado, puxei minha irmã pela manga e fui o mais rápido e silencioso possível em direção, esse foi meu primeiro erro, e paguei caro por ele, sem perceber acabei nos levando em direção do grito, ao chegar na intersecção das ilhas, bem em frente da ponte havias uma figura escura mesmo sendo iluminada por um poste, atrás dele um pouco retorcida havia uma criança chorando baixo, três homens carregando armas surgiram na frente do homem escuro, que mais tarde soube que na verdade ele era um afro descendente, o mais chamativo dos três homens que surgiram ira o conhecido Arthas Lannis.
Arrastei Angie comigo para trás de um banco perto da ponte, pensei que fosse ser possível esperar ali ate o que quer que fosse acontecer ali acabasse, esse foi meu segundo erro, mesmo de não muito perto pude ouvir a conversa entre eles:
– Por favor, minha filha e inocente, deixa-a ir – o tom de suplica em sua voz pegou de surpresa.
– A deixar ir? Ela carrega sua cor, a cor de um pecador, pelo bem de Zephyr não posso permitir esse tipo de gente em nossa cidade – quem falou isso? O capitão Arthas em pessoa, cuja frieza soava cortante.
– Meu Deus, protegei seu servo.. – antes dele prosseguir Arthas o acertou com uma coronhada.
– Quem você pensa que e para pronunciar o nome de Deus em vão? Raça imunda – uma segunda coronhada, dessa vez a menina começou a chorar de verdade. – Vão para o inferno, lugar onde o resto da sua raça te encontrara em breve. Guardas..
– Porque? – tanto eu e os guardas não sabiam em que reparar, na pergunta, ou na pessoa que a fez – Porque fazer isso com eles? Ele só esta protegendo ela – lá estava Angie, segurando sua rosa com ambas as mãos na espera de uma resposta;
Arthas foi quem se recuperou antes e disse:
– Vá para casa pequena, você não tem nada a ver isso – não havia cortesia em sua voz, aquilo tinha sido uma ameaça velada, infelizmente Angie não recuou, pelo contrario, enfrentou novamente o capitão se pondo na frente do homem escuro. – bom você não me deixa escolha criança – não havia hesitação em sua voz, ele nem sequer sentiu qualquer remorso – Guardas – lá estava eu paralisado, tanto por medo quanto pela própria cena em si – Apontar – minha voz não saia, nada que eu falasse ou tentasse pelo menos fazia, eu fiquei lá, parado, sem a mínima reação, esse foi meu terceiro erro, nesse meio termo, minha irmã com suas mãozinhas delicadas encaixou sua linda rosa no cano da arma do capitão, e mesmo assim, mesmo diante dessa cena não houve um brilho sequer de piedade em seus olhos, naquela horas eles estavam mais escuros do que nunca – Fogo.
Eu gritei, ao som do comando de Arthas eu gritei, mas voz nenhuma saiu, tudo o que consegui ver, foram pétalas queimadas daquela linda rosa boiando em um pequeno mar de sangue.
submitted by zephrot to u/zephrot [link] [comments]


2020.08.18 23:05 Jeovago PARABÉNS MÁQUINA DO AMOR

palmas O BRASIL ACABA DE SE UNIR NUMA GRANDE 👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏 SALVA DE PALMAS 👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏 PARA HOMENAGEAR O GRANDE PENETRADOR QUE VOCÊ É 👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏 EU QUERO MAIS PALMAS, BRASIL, MAIS PALMAS, PORQUE ESSE CARA TRANSA DEMAIS!!!!!!!!!!!! 👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏 MINHA NOSSA!!!! QUE MÁQUINA DO PRAZER!!! ESSA FESTA 🎂🎂🎂 É PRA HOMENAGEAR A GRANDE MÁQUINA DO AMOR QUE VOCÊ É!!!!! 🎂🎉🎉🎉🎉🎉🎊🎊 🍆🍆🍆 eu tive que PAUSAR o meu Muppets Baby e ir CORRENDO numa costureira 🧣🧣🧣 pra fazer uma faixa escrita MAIOR PEREREQUEIRO DO BRASIL, porque não é possível, você parece o Instituto Butantã, todo dia uma perereca diferente quicando nessa tua cama, rapaz! 🐸🐸🐸🐸🍆🍆🍆 se um dia abrir um curso no Senai de como encontrar o clitóris, você pode se considerar empregado!! 🐓🐓🐓🐓🐓🐓🐓 Já ta tendo que pagar até o IPTU do motel do tanto que você frequenta!! 🏩🏩🏩🏩 olha, se eu fosse o chefe desse teu PIRUZÃO, eu te dava um aumento porque tu tá fazendo hora extra, hein?? com essa CACETA! SEU SAFADO! tu é a porra do Alok, irmão? vive aí atacando de DJ 💿💿💿🎵🎵🎵 já tá até tendo que lavar a mão com Dermacyd! você não se cansa de ser esse atleta da putaria??? você nao quer uma aguinha?? 🌊🌊🌊🌊 pode ser com gás ou em gás, eu consigo pra você! vive fazendo esse triatlo do amor!!! 🏊‍♂️🏊‍♂️🏊‍♂️🏊‍♂️🏊‍♂️🏊‍♂️ e transa na cama, e transa na ducha, e transa em cima da Saveiro!! o espiritismo é real!!!!! porque o Rocky Balboa REENCARNOU NO TEU CACETE!!!!! 👨‍🎤👨‍🎤👨‍🎤👨‍🎤👨‍🎤 que MAMADEIRA 🍼🍼🍼🍼 DE CARNE INCANSÁVEL!!!! ó, já tô convocando aqui Martinho da Vila, Banda Malta, Lucca, Pepê e Neném, MC Gui, Paul McCartney, Manu Gavassi, que nós vamos fazer o We Are The World nacional, que é pra angariar fundos pra comprar 15 cesta basica de Jontex pra você!!!!!!! 🍆🍆🍆🍆🍆🍆🍆 pra você ficar umas 2 semanas sem se preocupar com isso, pelo menos!!!! CAMARADA!!!!!!!!!!! QUEM VOCÊ TÁ TENTANDO ENGANAR?????? SE VOCÊ TRANSASSE DE VERDADE, O SEU DESENHO FAVORITO NÃO IA SER CAVALEIROS DO ZODÍACO!!!!!!! ENTÃO >PARA< DE querer FORÇAR UMA COISA QUE TODO MUNDO SABE QUE NÃO É VERDADE!!!!!! NEM SE EU CORRESSE A SÃO SILVESTRE INTEIRA DE CROCS, EU FICARIA TÃO CANSADO, TÃO EXAUSTO, TÃO EXAURIDO QUANTO EU FICO LENDO AS MERDA QUE VOCÊ ESCREVE NA INTERNET!!!!!!!!!!!!!!!!!!! VAI TRABALHAR, IRMÃO!!!!! VAI COLOCAR UM BOTOX NESSE SOVACO!!!!!!! PORQUE NÃO PODE SUBIR DOIS LANCES DE ESCADA QUE JÁ TÁ SUANDO IGUAL À TESTA DO VOCALISTA DO CALCINHA PRETA!!!!!!!!!!!! A MENOS QUE VOCÊ TENHA ENCONTRADO UM PENDRIVE COM TODOS OS EPISÓDIOS DO DEDÉ E O COMANDO MALUCO EM HD DENTRO DA BUCETA DA SUA PARCEIRA, A SUA NOITE DE SEXO NÃO FOI ESPECIAL PRA MAIS NINGUÉM EXCETO VOCÊ!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! MAS CALMA LÁ!!!!!! OH!!!! OH!!!!!!! OLHA SÓ QUEM EU AVISTO DE LONGE ANDANDO LADO A LADO DO NOSSO PALADINO DO SEXO!!!!!!!!!! UM JOVEM DE ONZE ANOS QUE DESCOBRIU QUE ERA BISSEXUAL NUM TESTE DO BUZZFEED!!!!!!!!! PARABÉNS, VOCÊ NÃO PRECISA MAIS ESTUDAR PRA SUA PROVA DE GEOGRAFIA!!!!!! DECORAR OS VINTE E SEIS ESTADOS BRASILEIROS É PARA OS NERDS!!!!!!! VAMOS BEIJAR NA BOCA NA QUADRA DE FUTSAL DA ESCOLA!!!!!!! YEAH!!!!!!! TROCAR SALIVA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
submitted by Jeovago to DiretoDoZapZap [link] [comments]


2020.08.08 06:59 bs-futebol Só contratação pesada 💥 Penalti anulado por VAR e vai para o gol contra o Fluminense

23/09/1962 Santos 5-2 São Paulo Final Brasileirão 1980. Se a gente não ganhar do CSA, pelo amor de deus, só empata com o Chapecoense se o juiz não deu pênalti e durante a cobrança teve invasão da área. O Brasil empatou o primeiro jogo no comando do Benfica, perdeu a chance de entrar no G4.
submitted by bs-futebol to BrasilSimulator [link] [comments]


2020.07.08 21:21 YatoToshiro Fate/Gensokyo #35 Assassin of Red (Fate/Apocrypha)


Fate/Apocrypha - Fate/Grand Order

Assassin of "Red" É o Servo da classe Assassina de Shirou Kotomine da Facção Vermelha na Grande Guerra.
Ela é uma das Servas convocadas por Ritsuka Fujimaru nos conflitos da Grande Ordem do Fate/Grand Order.

Red Faction

A Facção Vermelha consiste de pessoas selecionadas pela Torre do Relógio especificamente com o objetivo de recuperar o Grande Graal e impedir a deserção de Yggdmillennia. Eles decidem escolher profissionais externos e alguns da Torre do Relógio também. Aqueles das grandes famílias não podem ser escolhidos, pois exigiria mais de três meses de política como sucessão e guarda de Magic Crests antes que uma seleção pudesse ser confirmada. Bram Nuada-Re Sophia-Ri decide sobre os catalisadores, enquanto Rocco Belfaban e Lord El-Melloi II lidam com os participantes. Eles restringem fortemente as viagens à Romênia para magos para evitar que o cenário improvável de Magias de Comando se manifeste em um magus de terceira categoria.
Eles procuram um Mestre da Igreja para que seu envolvimento prove a legitimidade de sua causa. Embora eles não precisem de um superintendente imparcial como os conflitos de Fuyuki devido a uma luta entre duas forças opostas de magos, seria um problema se eles devessem apoiar a Facção Negra. Eles desejam proclamar-se como a única organização taumatúrgica legítima, mesmo que isso signifique ter um Mestre como superintendente.
Se saírem vitoriosos, planejam levar o Grande Graal por segurança. Belfaban admite que isso provavelmente seria difícil devido ao fato de o sobrevivente ser confrontado com algo que pode levar à Raiz, então o resultado será com eles. Eles podem tentar um desejo, ou até destruir tudo para impedir que outros façam um. Kairi Sisigou acredita que Belfaban preparará uma equipe de resgate para se mudar rapidamente quando a guerra terminar, mas planeja contorná-los para fazer seu próprio desejo.

O nome verdadeiro do assassino é Semiramis. Nascida da deusa da sereia síria Derketo e um homem humano, ela foi deixada à beira-mar por sua mãe sem amor. Ela foi embrulhada nas asas quentes de uma pomba e alimentada com o leite da pomba. Semiramis foi então encontrado e educado pelo pastor Simmas até se casar com Onnes, um antigo general; mas foi então levada pelo rei sírio Ninus, que se apaixonou por ela graças ao seu belo rosto. Isso forçou Onnes a cometer suicídio, e depois que Semiramis ganhou os favores do rei com os planos de batalha originais, ela se casou com ele e formalmente se tornou rainha. Alguns dias após o casamento, ela matou o rei com veneno e reinou como regente sobre a Assíria pelas próximas décadas. Este é o caso mais antigo de assassinato por envenenamento em lendas.

Ela é uma pessoa muito entusiasta que se entrega ao luxo e "exala uma atmosfera decadente de algum lugar". Desde a infância, ela estuda uma ampla gama de disciplinas, como cosméticos, cabeleireiro, dança, roupas, música e astronomia, e seu lindo rosto cativou muitos homens. Sua paixão a levou a iniciar uma guerra para possuir um homem solteiro e envenenar seu marido, o rei, pela política, mas suas habilidades como rainha são incontestáveis. A prova das muitas expedições que ela liderou pode ser vista nas paredes e no Portão de Ishtar. Ela acredita que é necessário ser superior aos outros e ter mais desejos do que as pessoas comuns como governante, pensando que aqueles que defendem a frugalidade estão apenas praticando um esporte privilegiado para aqueles que conquistaram a "posse mais importante de todas", autoridade. Ela sente que aqueles que governam cometem tirania simplesmente pelo ato, portanto aqueles que são reis também devem ser tiranos.
submitted by YatoToshiro to Fate_GensokyoBR [link] [comments]


2020.07.08 19:24 YatoToshiro Fate/Gensokyo #13 Gorgon (Rider)


https://preview.redd.it/eszycefe2o951.png?width=510&format=png&auto=webp&s=9b7808f5ce519c71794a2c533c921c6d2d95c00b
O nome verdadeiro de Rider é Medusa, o Gorgon da mitologia grega. Em vez de ser um Espírito Heroico comum, ela é uma existência mais próxima de um Espírito Divino, mas suas ações tornaram melhor categorizá-la como um "anti-herói mais próximo de um monstro". Com suas irmãs mais velhas Stheno e Euryale , eles formaram as três irmãs Gorgon que habitavam a ilha informe. Ela era conhecida como a "mulher que domina", um anti-herói que se tornou como tal devido aos pensamentos sombrios dos seres humanos. Diferente de alguém como Hassan-i-Sabbah, que era um herói que realmente existia, ela é considerada uma das lendas nascidas pelo acúmulo de crenças.
A lenda da Medusa é diferente da sua vida real. Dizia-se que ela era uma besta meio humana e meio deus, muitas vezes retratada com a forma de uma cobra. Originalmente ela era uma deusa da terra. Enquanto todas eram mulheres originalmente bonitas, ela e suas irmãs foram odiadas pela esposa de Poseidon por causa de seu amor por elas. Atena, com ciúmes de seus lindos cabelos, os transformou em demônios. Isolando-se em um templo sem luz na Ilha Shapeless, eles só atacaram os seres humanos por uma razão. Eventualmente, como vítima das ações irracionais dos deuses, ela deveria ter sua cabeça cortada por seus caprichos. Derrotado por Perseus, refletindo sua petrificação de volta para ela com seu escudo espelhado, Pegasus, filho de Poseidon, teria brotado do sangue de seu pescoço sem cabeça.
Fate/Hollow Ataraxia Rider é freqüentemente encontrada na Casa Emiya, sempre se envolvendo em sua paixão pela leitura. Ela tem um relacionamento provisório com Shirou (na verdade, Avenger disfarçado), no qual eles passam um tempo lendo juntos em seu quarto. Ela tem um emprego de meio período no mercado e tende a sair sozinha para se divertir, revelando seu gosto pela piscina em Shinto. Apesar de ter se tornado mais aberto com as pessoas, é óbvio que suas ações são realizadas principalmente com Sakura em mente, chegando ao ponto de parar de fazer as coisas que ela gosta para apaziguar seu Mestre.
Quando Avenger percebe a verdade e decide terminar o ciclo temporal em andamento, Rider ajuda os outros Servos a impedir a invasão das Bestas Lobo das Sombras durante o eclipse de Fuyuki. Em parte devido à sua ajuda, Avenger chega ao Graal e se esquece.
Em seu cenário Eclipse, as costas de Kibisis Rider, juntamente com Sakura, aparecem nuas na frente de Shirou e o seduzem com seus lindos peitos grandes em trio. No entanto, eventualmente, acontece que todo o cenário é apenas a ilusão de Rider lançada por seu Breaker Gorgon, enquanto ela tentava convencer Shirou a perseguir Sakura de forma mais agressiva. No entanto, no meio, Shirou percebe a verdade e inverte seu feitiço, revelando que Rider tem sentimentos profundos por Shirou. Aparentemente envergonhado por toda a situação, Rider apagou todo o sonho da mente de Shirou e, ao acordar, Shirou não se lembra do evento, embora Rider obviamente o faça. Ela pensa em agir de acordo com os sentimentos que teve com o sonho, mas fica de lado pelo bem de Sakura mais uma vez.
Fate/Unlimited Codes Ela é conhecida como a Serpente Negra Enfeitiçada.
Sua história de arcada segue de perto a rota Heaven's Feel. Quando Sakura removeu seus feitiços de comando, a conexão entre os dois foi desconectada e Rider está livre. Sakura pediu a Rider para proteger Shirou e formar um contrato com ele. Rider decidiu cumprir seu pedido final antes que Sakura fosse consumida pelo Graal. Como ela ainda é forte com a mana que Sakura forneceu, ela estava preparada para desaparecer deste mundo. No entanto, Rider decidiu cumprir seu dever como serva de Sakura.
Rider encontra Caster em sua luta no templo Ryuudou. Caster cumprimenta seu intruso e pede seu motivo para lutar, considerando Rider, uma Serva perdida que foi expulsa por seu Mestre como o lixo de ontem. Rider afirma que quer o Santo Graal e questiona Caster se existe alguma diferença entre um humano ou um Servo querer colocar as mãos no Santo Graal. Caster responde que, desde que o desejo seja sincero e ela possa dizer que Rider está disposto a fazer o que for preciso para se apossar dele. Mas Caster considera que isso não é motivo suficiente para lutar; portanto, deve haver outro motivo pelo qual Rider deseja o Graal. Caster argumentou que Rider poderia ser dedicado ao próprio ritual. Rider decidiu derrotar Caster, pois ela seria capaz de usar o Graal branco ou preto muito bem e eles nunca se davam bem.
Fate/Tiger Colosseum A rota de Rider no jogo mostra que ela está animada para começar o dia com a esperança de experimentar um novo par de óculos de tigre que promete aumentar o poder do usuário. No entanto, ela rapidamente descobre que os óculos foram roubados e a janela da sala se abriu. Concluindo rapidamente que era um ladrão, Rider começa sua agitação por toda a cidade, recrutando um Arqueiro relutante e falhando em obter a ajuda de Caster.
Por fim, descobriu-se que Rin era o culpado por trás do roubo dos óculos e enquanto Rider a derrota profundamente depois de envergonhar Rin em uma luta, ela descobre que as próprias travessuras de Rin arruinaram todas as propriedades mágicas dos óculos. Quando Rider ficou envergonhada por seu fracasso, é revelado que os óculos não eram potentes, mas o tamanho dos seios minimiza, um fato que Caster provoca Rider.
Fate/Extella
Medusa aparece como personagem jogável. Ela é membro da festa de Tamamo no Mae, junto com Tamamo, Karna, Lu Bu e Elizabeth Bathory.
submitted by YatoToshiro to Fate_GensokyoBR [link] [comments]


2020.07.08 19:11 YatoToshiro Fate/Gensokyo #12 Medea (Caster)


https://preview.redd.it/ir3d6pzm1o951.png?width=510&format=png&auto=webp&s=118739b37dae2cf73234c23547978db482b91fec
O nome verdadeiro de Caster é Medéia, Uma princesa infeliz que foi rotulada como uma bruxa na mitologia grega. Ela era a princesa de Colchis que possuía o Velocino de Ouro. Seu pai, o rei Aeëtes de Colchis, se destacava na magia e, como filha dele, ela também era praticada dessa maneira. Sua personalidade na época estava longe do que seria chamado de bruxa, e seu destino ficou confuso depois que o herói famoso da Expedição Argo, Jason, apareceu diante dela.
Jason discutiu com o rei Pelias, o usurpador do país de seu pai, Iolcos, e finalmente o fez prometer retornar o país ao viajar para o leste a Colchis e retornar com o Velocino de Ouro. Ele foi apoiado pela Deusa Afrodite, e ao perceber que o rei de Colchis era inabalável, ela decidiu controlar a mente de Medéia para ajudar Jason. Medéia foi feita para amar cegamente Jason, o que a levou a trair seu pai e seu país por um estrangeiro que ela nunca tinha visto. Suas habilidades lhe permitiram anular a magia de seu pai e os bois encantadores que cospe fogo, o que deu a Jason a chance de obter o Velocino de Ouro.
O rei Aeetes ficou furioso e decidiu liderar pessoalmente seu exército para capturar Jason antes de deixar o país. Afrodite mais uma vez usou Medéia para ajudar na fuga de Jason, forçando-a a matar seu próprio irmão, Apsyrtus. Embora ela conhecesse Jason apenas pelo nome, seu amor forçado a levou a embarcar em seu navio, o Argo, e fatiar seu irmão em pedaços bem diante dos olhos de seu pai perseguidor. O rei, dominado pela dor, ordenou a coleta dos pedaços de seu filho morto, o que permitiu a oportunidade do Argo escapar de seus perseguidores.
Fate/Stay Night Caster foi originalmente convocado por um mago da Associação dos Magos antes do início da Guerra do Santo Graal. Ele era um mago legítimo, que estava na casa dos trinta, com uma constituição média e poucas outras características notáveis. Ele não tinha vontade de lutar, mas ainda sonhava com a vitória enquanto esperava que os outros Mestres se matassem. Ela rapidamente desistiu dele dentro de alguns dias, enquanto planejava cortar sua conexão com ele. Ela o fez usar seus feitiços de comando em coisas sem sentido, para que ele não tivesse controle sobre ela. Ela agiu como uma Serva obediente e preencheu a presunção do homem, a fim de fazê-lo acreditar que ela ainda seria fiel sem eles, e ao usar seu terceiro feitiço de comando, ela o matou com o Quebrador de Regras, porque não gostou do fato de o contrato ainda existia.
À beira de seu corpo espiritual se dissipando, ela tropeçou em Souichirou Kuzuki, aos pés do Templo Ryuudou. Caster implorou a esse estranho por sua ajuda; Kuzuki obedeceu sem hesitar, formando um novo contrato com ela. Ele então trouxe Caster ao templo e cuidou da recuperação dela. Caster rapidamente se apaixonou por Kuzuki, pois ele foi o primeiro homem a mostrar sua genuína bondade, dedicação e lealdade. Seu objetivo principal passou de obter o Santo Graal para si mesma, simplesmente preservando o pouco tempo que passaram juntos. Para alcançar esse objetivo, ela retirou Mana da população da cidade de Fuyuki e fortaleceu sua posição no Monte Enzou.
Ela é conhecida por outras pessoas como convidada de honra da família Ryuudou, com permissão para viver no templo até que os preparativos para o casamento sejam finalizados. Ela é considerada uma mulher linda e talentosa, porém misteriosa, de alta estatura. Sua presença atraiu a atenção de muitos monges trainees.
Caster encontrou e matou o mestre regular de Assassin antes que ele pudesse fazer a convocação. Ela usou o portão da montanha como um catalisador para convocar um servo falso assassino conhecido como Sasaki Kojirou.
A fortaleza de Caster no Templo Ryuudou é brevemente atacada por Saber, embora seu próprio Servo, Assassino, consiga segurá-la. Algum tempo após a derrota de Berserker, ela interrompe sua coleção de Energia Mágica e invade a Residência Emiya para roubar Saber. No entanto, Shirou a impede de usar o Rule Breaker no Saber, usando seu próprio corpo. Durante esse confronto, Caster menciona que seu Mestre e Assassino estão mortos, afirmando que ela mesma matou seu Mestre. Caster é então despedaçado pelo Portão da Babilônia de Gilgamesh quando ela faz outra tentativa de tomar Saber.
Unlimited Blade Works Ela mira em Saber como uma ferramenta para derrotar Berserker, e usa sua magia para controlar Shirou Emiya, fazendo-o ir ao Templo Ryuudou para receber seus feitiços de comando. Antes que ela possa levá-los, no entanto, ela é atacada por Archer, que a derrota com Caladbolg II, forçando-a a recuar.
Ela aparece novamente quando Rider usa Blood Fort Andromeda na escola, ajudando seu Mestre a segurar Saber enquanto seu Mestre mata Rider. Este incidente faz com que Shirou e Rin Tohsaka tentem derrotá-la, emboscando seu Mestre à noite. No entanto, seu ataque não teve êxito quando Kuzuki se mostrou mais poderoso do que o esperado.
O próximo passo de Caster é levar Taiga Fujimura como refém e usá-la para atrair Sabre, levando-a com sucesso como Serva. Depois de capturar Saber, Caster ataca a igreja e aparentemente mata Kirei Kotomine, assumindo a igreja e usando-a como reduto. Mais tarde, ela toma Archer como seu servo quando ele trai Rin.
A última batalha da facção de Caster acontece contra Shirou, Rin e Lancer. Enquanto Lancer luta contra Archer e Shirou luta com Kuzuki, Caster é confrontado por Rin e derrotado pelo uso de artes marciais chinesas por Rin. Antes que Rin possa terminar Caster, ela é nocauteada por Kuzuki, que já derrotou Shirou. Os momentos finais de Caster estão em proteger seu Mestre de uma série de lâminas de dentro das Obras Ilimitadas das Lâminas, quando ele a trai.
Heaven's Feel Caster é morta no início de Heaven's Feel por Saber. Após sua derrota, ela foi a primeira Serva a ser devorada pela Sombra antes de desaparecer, interferindo assim no ritual da 5ª Guerra do Santo Graal e fazendo Sakura no Graal Menor, em vez de Illya. Mais tarde, Zouken Matou usa um de seus familiares de verme para manter o corpo de Caster vivo como um fantoche. Saber e Archer mais tarde destroem o boneco durante um confronto com Zouken.
Ela nota que Assassin não está no portão do templo e corre para o quarto de Kuzuki. Lá ela encontra Kuzuki, que foi gravemente ferido pelo True Assassin. Ele diz a ela para remover seu controle sobre ele como resultado de ser convocado do corpo de Assassin. Acreditando que poderia salvar Kuzuki, Caster se apunhala com o Rule Breaker para rescindir o contrato. No entanto, True Assassin responde imediatamente cortando sua garganta para matá-la e jogando um punhal na cabeça de Kuzuki para acabar com ele depois. Depois que ele sai, o corpo de Caster é levado pela Sombra.
Caster mais tarde aparece como o fantoche de Zouken sustentado por seus vermes quando Shirou, Saber, Rin e Archer o confrontam no parque. Desgostoso com o cadáver de Caster sendo profanado, Saber cobra por ela e Zouken. Puxando o Quebrador de Regras do peito, Caster se prepara para esfaquear Saber, mas Archer intervém cortando o braço dela. Ela então prepara uma enorme bola de fogo para matar Shirou e Rin, mas a Sombra parece chocar todos os presentes. Caster joga sua bola de fogo na Sombra, apenas para a entidade misteriosa a absorver. Depois que Zouken escapa quando é decapitado por Archer, o corpo de Caster é consumido pela Sombra.
Fate/Hollow Ataraxia Caster continua como uma mulher normal, normalmente encontrada em viagens de compras em áreas como o mercado da cidade e o shopping. Ela vive como a esposa de Kuzuki Souichirou e tenta ser uma de suas aprovações na maioria de suas ações. Quando vista no templo Ryuudou, ela costuma fazer tarefas domésticas e permanece em desacordo com seu próprio servo, assassino. O lançador, embora tenha se estabelecido como o resto dos servos, é o mais cauteloso, apesar da paz, pronto para agir em pouco tempo. Ela é a primeira pessoa a descobrir o ciclo de quatro dias além de Bazett. Ela também luta contra as sombras dos cães usando feitiços anti-exército, muitas vezes chegando perto de matar seus aliados.
Fate/Unlimited Codes Ela é conhecida como o Mago da Era dos Deuses.
Fate/Tiger Colosseum A rota de Caster é definida durante um de seus planos para passar mais tempo com Kuzuki, desta vez fingindo ser um aluno de sua escola. Caster primeiro convida Sakura para o templo e depois que se sabe que Sakura não emprestará seu uniforme a Caster, Caster rapidamente adota a magia e a coloca em um sono encantado para roubar seu uniforme. Mas antes que ela pudesse continuar com a ação, Rider intervém para proteger sua amante, no entanto, Caster também a faz mal. Decidindo que ela não tinha mais coragem de roubar o uniforme, Caster escolheu lançar um feitiço de disfarce para dar a percepção de que ela usava um uniforme escolar.
Depois de deixar o templo, acontecem travessuras, que incluem fugir de Sabre ao embarcar em um ônibus, punir Lancer e combater Rin e Archer. Depois de ter tido o suficiente, Caster retorna ao templo exausto por sua tentativa fracassada de passar um dia com Kuzuki e, enquanto leva sua frustração ao assassino, Kuzuki retorna e a surpreende com dois ingressos para o filme.
Fate/kaleid liner PRISMA☆ILLYA Quando ela se manifestou, sua aparência é ligeiramente alterada. A capa e o vestido têm uma aparência esfarrapada, com pêlos brancos nos ombros. Miyu Edelfelt usa Gae Bolg para matá-la e obter o Cartão de Classe com a ajuda de Illya.
submitted by YatoToshiro to Fate_GensokyoBR [link] [comments]


2020.07.08 18:42 YatoToshiro Fate/Gensokyo #3 Lancelot of the Lake (Berserker)


Fate/Zero - Fate/Grand Order - Fate/Extella Link
Anteriormente conhecido como Cavaleiro Negro, Berserker é um Servo que possui a capacidade de usar praticamente qualquer objeto como um Fantasma Nobre, permitindo que ele combata Gilgamesh em combate. Sua loucura o reduziu a um lutador irracional, embora perigosamente habilidoso. Apesar de sua insanidade, ele ainda é capaz de reconhecer instintivamente Saber. Quando Saber finalmente descobre a verdadeira identidade de Berserker, ela fica arrasada por suas decisões na vida e sua adesão à cavalaria terem causado tanto sofrimento a sua amiga mesmo depois de morrer.
Durante a batalha, é revelado que sua insanidade decorre de seu desejo esmagador de ser punido por seu adultério com Guinevere e seu próprio amor subconsciente por Saber, sua sanidade sendo devorada quando ele foi forçado a assistir o amor de sua vida jogar fora sua humanidade pelo bem do seu povo. Ele é morto por Saber quando ele está prestes a lhe dar um golpe mortal quando seu Mestre fica sem energia mágica no meio do caminho, e recupera sua sanidade mental em seus momentos de morte. Sua morte quase leva Saber à escuridão, quando ela fica decidida a conquistar o Graal de qualquer maneira.
Ele possui três fantasmas nobres, o primeiro dos quais é Para a glória de alguém: Não para a própria glória esboço borrado e seu status ilegível para outros mestres. Com o uso de um feitiço de comando, é possível usar o nevoeiro para permitir que Berserker imite a aparência de outra pessoa, embora se note que, se Lancelot tivesse sido convocado sob uma classe diferente, ele seria capaz de disfarçar livremente à vontade.
Cavaleiro de Honra: Um Cavaleiro Não Morre de Mãos Vazias - Fantasma Nobre. Se ele se apodera dos fantasmas nobres dos outros, ele os reivindica temporariamente como seus e sua classificação original é mantida, tornando-o o contador perfeito para os ataques de Archer. Seu último nobre fantasma, Arondight: A luz incessante do lago é uma espada mágica que, quando desembainhada, dissipa Para a glória de alguém e o Cavaleiro da honra, aumenta todos os seus parâmetros e lhe concede adicional proeza contra seres com um atributo de 'dragão' como o Saber.
Grand OrderOrleans: O Dragão Maligno Guerra dos Cem AnosrEle é aliado de Jeanne Alter e Gilles. Sanson e Lancelot estão juntos contra Ritsuka Fujimaru, Mash Kyrielight, Mozart, Jeanne e Marie Antoinette. Seus ataques são bloqueados por Mash. Quando Berserk Assassin ordena que Sanson e Lancelot se retirem, ele ignora a ordem e alveja especificamente Jeanne porque confundiu Jeanne com o rei Arthur. Quando ele é derrotado, ele chama o rei Arthur e afirma que está satisfeito com esse resultado.
Salomon: O Grande Templo do TempoLancelot junto com os outros Servos de Singularidade de "Orleans" e ajuda a Caldéia contra Navelius.
Em seu primeiro interlúdio Knight of Owner, Lancelot é levado a fazer um piquenique com Ritsuka e Mash. Embora Romani esteja preocupado por Lancelot ser Berserker, Mash diz que eles estão bem, pois ele é um Berserker compreensível. No entanto, novas conversas são interrompidas quando um monstro ataca o grupo, mas Mash é incapaz de usar seu escudo devido aos almoços de todos. Então Lancelot bloqueia o ataque do monstro com pauzinhos, então ele usa um log para lutar contra os monstros com Mash.
Em seu segundo interlúdio, For Someone's Glory, Lancelot se junta a Mash em uma simulação de batalha (secretamente nos parâmetros mais altos) como parte do plano de Romani de remover seu capacete. No entanto, suas habilidades de combate superam todos os melhores esforços de Romani para tirar o capacete. Frustrado por suas falhas, Romani acidentalmente revela em voz alta que todos queriam ver Lancelot sem o capacete. Cumprindo o pedido deles, Lancelot remove o capacete, mas For Someone's Glory os impede de ver seu rosto. Embora estejam decepcionados, Ritsuka e Mash esperam que Lancelot um dia revele seu rosto.
ExtellaLancelot foi Oraclized para ser um membro do Novo Sacro Império de Karl der Große.
Primeira RotaSe as forças de Hakuno interceptam as forças de Karl em Mare Origio, Lancelot aparece junto com Dario III e Medusa. Ele assume a forma de um Shadow Lancer, e se esconde entre os outros em um esforço para emboscar os Servos de Hakuno. Ele é finalmente descoberto e forçado a recuar por um tempo depois de ser derrotado em combate. Ele retorna mais tarde, quando Dario e Medusa recuam, mas ele é derrotado novamente.
Rota FinalLancelot está no comando em defesa de Carolus Patricius quando as forças de Hakuno o atacam. Ele repete a tática que fez na primeira rota, mas foi descoberto e forçado a recuar. Ele volta mais tarde, mas é derrotado novamente.
Outras Aparições do BerserkerCapsule ServantChibichuki!Fate/Ace RoyalGarden of AvalonKoha-Ace
Capsule ServantÉ um jogo paralelo incluído no lançamento em 2014 do PlayStation Vita de Fate /Hollow Ataraxia. Ele joga como um "jogo competitivo no estilo Tower Defense", com Masters e Servos de vários títulos da série Fate.
Chibichuki!Type-Moon Academy Chibichuki! é um mangá gag escrito por Hanabana Tsubomi. Possui numerosos personagens de várias obras de TYPE-MOON em um ambiente escolar.
Fate/Ace RoyalÉ um spin-off da revista Comp Ace publicado por Kadokawa Shoten.
Garden of AvalonGarden of Avalon é um romance escrito por Kinoko Nasu que foi lançado com o primeiro conjunto de caixas blu-ray do ufotable Fate/stay night: Unlimited Blade Works (Anime) em 25 de março de 2015.
Koha-AceKoha-Ace É um mangá de paródia de Keikenchi, licenciado pela TYPE-MOON e serializado no Comptiq desde 2012, abrangendo sete arcos a partir de janeiro de 2019.
Curiosidade: Fate/Grand Order
Em FGO O Lancelot além de ser um Berserker ele também é um Saber.

https://preview.redd.it/rv6022caxn951.png?width=350&format=png&auto=webp&s=cefeb3ea15b23ca7876b6a048e42e634cd64c5db
submitted by YatoToshiro to Fate_GensokyoBR [link] [comments]


2020.06.20 19:05 rVonyon parabens maquina de amor

palmas O BRASIL ACABA DE SE UNIR NUMA GRANDE 👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏 SALVA DE PALMAS 👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏 PARA HOMENAGEAR O GRANDE PENETRADOR QUE VOCÊ É 👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏 EU QUERO MAIS PALMAS, BRASIL, MAIS PALMAS, PORQUE ESSE CARA TRANSA DEMAIS!!!!!!!!!!!! 👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏 MINHA NOSSA!!!! QUE MÁQUINA DO PRAZER!!! ESSA FESTA 🎂🎂🎂 É PRA HOMENAGEAR A GRANDE MÁQUINA DO AMOR QUE VOCÊ É!!!!! 🎂🎉🎉🎉🎉🎉🎊🎊 🍆🍆🍆 eu tive que PAUSAR o meu Muppets Baby e ir CORRENDO numa costureira 🧣🧣🧣 pra fazer uma faixa escrita MAIOR PEREREQUEIRO DO BRASIL, porque não é possível, você parece o Instituto Butantã, todo dia uma perereca diferente quicando nessa tua cama, rapaz! 🐸🐸🐸🐸🍆🍆🍆 se um dia abrir um curso no Senai de como encontrar o clitóris, você pode se considerar empregado!! 🐓🐓🐓🐓🐓🐓🐓 Já ta tendo que pagar até o IPTU do motel do tanto que você frequenta!! 🏩🏩🏩🏩 olha, se eu fosse o chefe desse teu PIRUZÃO, eu te dava um aumento porque tu tá fazendo hora extra, hein?? com essa CACETA! SEU SAFADO! tu é a porra do Alok, irmão? vive aí atacando de DJ 💿💿💿🎵🎵🎵 já tá até tendo que lavar a mão com Dermacyd! você não se cansa de ser esse atleta da putaria??? você nao quer uma aguinha?? 🌊🌊🌊🌊 pode ser com gás ou em gás, eu consigo pra você! vive fazendo esse triatlo do amor!!! 🏊‍♂️🏊‍♂️🏊‍♂️🏊‍♂️🏊‍♂️🏊‍♂️ e transa na cama, e transa na ducha, e transa em cima da Saveiro!! o espiritismo é real!!!!! porque o Rocky Balboa REENCARNOU NO TEU CACETE!!!!! 👨‍🎤👨‍🎤👨‍🎤👨‍🎤👨‍🎤 que MAMADEIRA 🍼🍼🍼🍼 DE CARNE INCANSÁVEL!!!! ó, já tô convocando aqui Martinho da Vila, Banda Malta, Lucca, Pepê e Neném, MC Gui, Paul McCartney, Manu Gavassi, que nós vamos fazer o We Are The World nacional, que é pra angariar fundos pra comprar 15 cesta basica de Jontex pra você!!!!!!! 🍆🍆🍆🍆🍆🍆🍆 pra você ficar umas 2 semanas sem se preocupar com isso, pelo menos!!!! CAMARADA!!!!!!!!!!! QUEM VOCÊ TÁ TENTANDO ENGANAR?????? SE VOCÊ TRANSASSE DE VERDADE, O SEU DESENHO FAVORITO NÃO IA SER CAVALEIROS DO ZODÍACO!!!!!!! ENTÃO >PARA< DE querer FORÇAR UMA COISA QUE TODO MUNDO SABE QUE NÃO É VERDADE!!!!!! NEM SE EU CORRESSE A SÃO SILVESTRE INTEIRA DE CROCS, EU FICARIA TÃO CANSADO, TÃO EXAUSTO, TÃO EXAURIDO QUANTO EU FICO LENDO AS MERDA QUE VOCÊ ESCREVE NA INTERNET!!!!!!!!!!!!!!!!!!! VAI TRABALHAR, IRMÃO!!!!! VAI COLOCAR UM BOTOX NESSE SOVACO!!!!!!! PORQUE NÃO PODE SUBIR DOIS LANCES DE ESCADA QUE JÁ TÁ SUANDO IGUAL À TESTA DO VOCALISTA DO CALCINHA PRETA!!!!!!!!!!!! A MENOS QUE VOCÊ TENHA ENCONTRADO UM PENDRIVE COM TODOS OS EPISÓDIOS DO DEDÉ E O COMANDO MALUCO EM HD DENTRO DA BUCETA DA SUA PARCEIRA, A SUA NOITE DE SEXO NÃO FOI ESPECIAL PRA MAIS NINGUÉM EXCETO VOCÊ!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! MAS CALMA LÁ!!!!!! OH!!!! OH!!!!!!! OLHA SÓ QUEM EU AVISTO DE LONGE ANDANDO LADO A LADO DO NOSSO PALADINO DO SEXO!!!!!!!!!! UM JOVEM DE ONZE ANOS QUE DESCOBRIU QUE ERA BISSEXUAL NUM TESTE DO BUZZFEED!!!!!!!!! PARABÉNS, VOCÊ NÃO PRECISA MAIS ESTUDAR PRA SUA PROVA DE GEOGRAFIA!!!!!! DECORAR OS VINTE E SEIS ESTADOS BRASILEIROS É PARA OS NERDS!!!!!!! VAMOS BEIJAR NA BOCA NA QUADRA DE FUTSAL DA ESCOLA!!!!!!! YEAH!!!!!!! TROCAR SALIVA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
submitted by rVonyon to copypastabr [link] [comments]


2020.05.09 03:01 altovaliriano Petyr Baelish é o herói trágico de ASOIAF

Texto em inglês: shorturl.at/htxCS
Autor: u/BeautifulMania
--------------------------------------------------------
Permita-me começar do começo.
Petyr Baelish nasceu em 268 dC, tendo 27 anos no início da A Guerra dos Tronos.
Seu pai lutou ao lado de Hoster Tully na guerra dos Reis das Nove Moedas, e a amizade deles deu a Petyr a chance de ser promovido por uma grande casa depois que ele nasceu.
A lembrança mais antiga que vemos de Petyr é quando as jovens Catelyn e Lysa lhe serviram tortas de lama, as quais ele comeu tanto que ficou doente por uma semana. Isso mostra o quão jovem ele era quando foi enviado para Correrrio, e é muito provável que suas primeiras lembranças conscientes tenham ocorrido em Correrrio.
Ele era jovem demais para perceber as diferenças entre ele e seus irmãos de criação e entender algo de hierarquia social. Ele cresceu ao lado de Cat, Lysa e Edmure como iguais.
Os Tully eram sua família e Correrrio era sua casa.
Vemos o quão influente a criação foi no relacionamento de Ned e Robert. Eles estavam mais próximos um do outro do que seus irmãos verdadeiros, e os dois encaravam Jon Arryn como pai.
Hoster era uma figura paterna para Petyr, e ele foi criado pelas palavras Família, Dever e Honra. Ele cresceu em um castelo idealizado, sonhando com cavaleiros das canções e amor verdadeiro, muito parecido com Sansa.
Até Peixe Negro era como um tio:
E no entanto, durante todos os anos de infância e juventude, foi Brynden, o Peixe Negro, que os filhos de Hoster procuraram com suas lágrimas e suas histórias, quando o pai estava muito ocupado ou a mãe doente demais. Catelyn, Lysa, Edmure… e, sim, até mesmo Petyr Baelish, o protegido do pai deles… Escutara-os a todos pacientemente, tal como a escutava agora, rindo de seus triunfos e solidarizando-se com seus infantis infortúnios.
(AGOT, Catelyn VI)
Quando ele e os Tully ficaram mais velhos, no entanto, as diferenças entre acabaram sendo evidentes.
Petyr, que veio do menor dos Dedos do Vale, ganhou o apelido de Mindinho, um lembrete constante de suas origens humildes, propriedades pobres e nascimento baixo.
No entanto, ele aspirava ser um Tully, como foi criado para ser. Ele era idealista e amoroso, e, apesar do apelido, acreditava que poderia superar seu baixo nascimento. Não era como se ele tivesse escolhido nascer filho de um senhor pobre. O que tornava um homem melhor do que outro, simplesmente por nascer de uma casa diferente? Aos seus olhos, nada.
Eventualmente, à medida que as crianças cresceram, as coisas começaram a mudar. Ele, Cat e Lysa brincavam de beijar, como crianças curiosas costumam fazer, e Petyr acabou desenvolvendo sentimentos por sua irmã adotiva, Catelyn Tully.
Ele se apaixonou por ela e, mais tarde, quando os senhores Bracken e Blackwood vieram visitar Correrrio, ele e Cat passaram a noite dançando. Petyr e Edmure ficaram bêbados naquela mesma noite e ele tentou beijar Cat. Quando ela rejeitou seus avanços, vemos como ele ficou arrasado aqui:
e Petyr tentou beijar a sua mãe, mas ela o afastou. Riu dele. Ele pareceu tão magoado que eu achei que o meu coração fosse estourar, e depois bebeu até perder os sentidos em cima da mesa. Tio Brynden levou-o para a cama antes que meu pai o encontrasse naquele estado.
(ASOS, Sansa VII)
Foi quando ele foi estuprado por sua outra irmã adotiva, Lysa Tully. Ele foi arrastado para a cama, bêbado demais para andar, muito menos para dar consentimento. Lysa então entrou em seu quarto e o confortou. Um jovem Petyr, em sua confusão bêbada, acreditava que ela era Cat e confessou seu amor por ela.
Lysa acabou engravidando desse encontro, algo que abordarei um pouco mais adiante.
Alguns meses depois, quando Petyr tinha apenas 14 anos, ele descobriu que Cat se casaria com Brandon Stark, de 20 anos.
Agora, tente imaginar as coisas da perspectiva de Petyr. Ele ama Catelyn, e devido ao seu encontro bêbado com Lysa, crendo que ela era Cat, acreditava que ela também o ama. Agora aqui vem este homem mais velho do Norte selvagem, conhecido como o lobo selvagem de sangue quente, para roubar Cat contra sua vontade. Foi um casamento arranjado, e até sabemos que Catelyn não amava Brandon, mas estava simplesmente cumprindo seu dever.
Bem, Petyr foi criado pelas palavras Família, Dever e Honra. A família vem antes do dever, e Cat não era apenas sua família, mas a família que ele acreditava erroneamente que o amava como ele a amava. Ele acreditava que tirara a virgindade de Cat e, portanto, tinha que proteger sua honra.
Então, ele fez o que achava certo e desafiou Brandon - apesar da grande diferença de idade e da capacidade física - a um duelo tanto por Cat, quanto por ele mesmo.
Antes do duelo, Petyr pediu a Cat seu favor, ainda acreditando que ela o amava. Como sabemos, ela o recusou e deu a Brandon, pois era seu dever. E Edmure, o garoto com quem havia sido criado como irmão, se ofereceu para ser o escudeiro de Brandon. Dois de seus familiares mais próximos, a quem ele amava, escolheram um estranho a ele, e ainda assim ele lutou.
Aquela luta terminara quase tão depressa como começara. Brandon era um homem-feito, e empurrou Mindinho ao longo de toda a muralha e pela escada da água abaixo, fazendo chover aço sobre ele a cada passo, até deixá-lo cambaleando e sangrando de uma dúzia de ferimentos. “Renda-se!”, ele gritou, mais de uma vez, mas Petyr limitara-se a balançar a cabeça e continuou lutando, carrancudo. Quando o rio já lhes batia nos tornozelos, Brandon finalmente acabou com a luta, com um golpe brutal dado por trás que cortou a malha e o couro de Petyr e se enterrou na carne mole sob suas costelas, tão profundamente que Catelyn teve certeza de que a ferida era mortal. Ele a olhara ao cair e murmurara “Cat”, enquanto o sangue vermelho vivo brotava por entre os dedos recobertos de cota de malha. Catelyn julgara que tivesse esquecido aquilo.
(AGOT, Catelyn VII)
Apesar de ter sido espancado quase até a morte, Petyr nunca desistiu de tentar salvar a mulher que amava. Ele era idealista e sonhador, novamente, exatamente como Sansa.
Esse duelo foi a última vez que ele viu o rosto de Cat (até o começo da história dos livros). Ele enviou uma carta para ela depois, mas ela apenas a queimou sem ler.
Ele ficou tão machucado que não podia andar nem montar a cavalo, e, mesmo assim, o homem que ele via como pai o expulsou de sua casa em uma ninhada liteira antes mesmo de estar completamente curado.
Mas o duelo foi realmente a razão disso?
Gostaria de passar a vida naquela costa desolada, rodeada de mulheres porcas e cocozinhos de ovelha? Era isso que meu pai queria para Petyr. Todo mundo pensou que foi por causa daquele estúpido duelo com Brandon Stark, mas não é verdade.
(ASOS, Sansa VII)
Hoster descobriu a gravidez e providenciou o aborto da criança.
O pai disse que eu devia agradecer aos deuses por um senhor tão grande como Jon Arryn estar disposto a me aceitar manchada, mas eu sabia que era só por causa das espadas. Tinha de me casar com Jon, senão meu pai iria me expulsar como fez com o irmão, mas era a Petyr que eu estava destinada. Estou lhe contando isso tudo para que compreenda como nos amamos um ao outro, quanto tempo sofremos e sonhamos um com o outro. Fizemos juntos um bebê, um precioso bebezinho. – Lysa encostou as mãos na barriga, como se a criança ainda estivesse ali. – Quando o roubaram de mim, prometi a mim mesma que nunca deixaria que voltasse a acontecer.
(ASOS, Sansa VII)
Petyr perdeu sua família e sua casa por engravidar Lysa, depois que ela o estuprou.
De uma só vez, enquanto estava à beira da morte, Petyr perdeu a mulher que amava, sua irmã adotiva, seu tio adotivo, foi traído por seu irmão adotivo, foi expulso de sua casa pelo homem que via como pai. Ele perdeu tudo o que já havia conhecido ou amado. E por que? Por tentar fazer o que ele achava certo e por seguir os ideais com os quais foi criado como Tully.
Todo mundo acredita que seus problemas decorrem de seu amor não correspondido a Cat, mas é muito mais profundo do que isso. Ele perdeu tudo e foi banido do único lugar ao qual sentia que pertencia.
Essa perda devastadora do mundo acaba transformando o Petyr idealista em Mindinho, mas Mindinho é uma máscara necessária.
Petyr Baelish é um herói. Sua história é o conto clássico do oprimido lutando contra a elite corrupta. Um garoto pobre e humilde, pequeno em estatura e desprezado a vida inteira. O amor de sua vida foi arracando dele contra seus desejos por um homem mais poderoso e rico. Um homem que pertencia a uma casa selvagem do norte que detém o domínio de mais de dois terços de Westeros.
Depois que ele testemunha a natureza feia da cultura Westerosi e o sistema que a governa, o jovem Petyr Baelish decide minar e destruir o sistema social distorcido que favorece o nascimento e a crueldade acima do mérito e da bondade.
Através de muito trabalho e planejamento cuidadoso, ele sobe a escada social passo a passo, enfrentando uma elite de classes mais altas muito mais afortunada do que ele.
Uma verdadeira réplica de Davi vs. Golias.
Petyr Baelish, como o clássico herói dos contos de fadas, acaba por acabar com o malvado rei Joffrey.
O próprio Joffrey é uma pura manifestação de quão falho é realmente o sistema Westerosi. Ele representa tudo o que Petyr Baelish despreza. Ele era uma criança cruel e incompetente, mas foi colocado no comando de todo o reino simplesmente por ser seu "direito de nascença".
Enquanto haja um sistema que permita que isso aconteça, o reino nunca poderá realmente prosperar. Um líder deve ser alguém que conquiste sua posição, não alguém que simplesmente tenha o direito a ela.
E assim todo o sistema deve ser destruído e reconstruído.
Esse fardo é pesado, mas alguém precisa dar um passo à frente e suportá-lo. Alguém tem que mudar a maneira como as coisas são, porque simplesmente não podem continuar como estão. Será difícil, haverá sacrifício, inocentes sofrerão no processo, e o homem que carrega esse fardo pode ter que abrir mão de sua própria alma para seguir em frente, mas esse é o preço de um mundo melhor, e Petyr Baelish está pagando. Para todos nós.
Petyr Baelish é o Proxeneta Que Foi Prometido e o verdadeiro herói de As Crônicas de Gelo e Fogo.
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.04.12 04:33 altovaliriano A Grande Conspiração Nortenha - Parte 7

Texto original: https://zincpiccalilli.tumblr.com/post/53134866390
Autores: Vários usuários do Forum of Ice and Fire, mas compilado por Yaede.
Índices de partes traduzidas: Parte 1, Parte 2, Parte 3, Parte 4, Parte 5, Parte 6, Parte 7

---------------------------

Sinais e Portentos

Uma das habilidades mais impressionantes doeGRRM como escritor, em minha opnião, é sua capacidade de ocultar prenúncios [foreshadows] em cenas aparentemente irrelevantes a serem revisitadas pelo leitor, que maravilhará com elas. Por exemplo:
Quando Podrick quis saber o nome da estalagem onde esperavam passar a noite, Septão Meribald apegou-se avidamente à pergunta [...].
– Alguns a chamam Velha Estalagem. Ali existe uma estalagem há muitas centenas de anos, embora esta só tenha sido construída durante o reinado do primeiro Jaehaerys […].
Mais tarde, passou para um cavaleiro aleijado chamado Jon Comprido Heddle, que se dedicou a trabalhar o ferro quando ficou idoso demais para combater. Ele forjou um novo sinal para o pátio, um dragão de três cabeças em ferro negro que pendurou em um poste de madeira. [...]
– O sinal do dragão ainda está lá? – Podrick qui saber também.
– Não – Septão Meribald respondeu. – Quando o filho do ferreiro era já um velho, um filho bastardo do quarto Aegon ergueu-se em rebelião contra seu irmão legítimo e escolheu como símbolo um dragão negro. Estas terras pertenciam então a Lorde Darry, e sua senhoria era ferozmente leal ao rei. Ver o dragão de ferro negro o deixou furioso, e por isso derrubou o poste, fez o sinal em pedaços e os atirou ao rio. Uma das cabeças do dragão foi dar à costa na Ilha Quieta muitos anos mais tarde, embora nessa época estivesse vermelha de ferrugem. O estalajadeiro não voltou a pendurar outro sinal, e os homens esqueceram-se do dragão.
(AFFC, Brienne VII)
Aqui está a essência da teoria de que Aegriff é um pretendente de Blackfyre explicada por meio de brasões. O dragão negro retornando a Westeros via mar disfarçado de vermelho. Existem inúmeros pequenas recompensa nos livros para os fãs desenterrarem e, geralmente, quanto mais importante é a história, mais difusas são as dicas. R + L = J é provavelmente o atual campeão disso, com alusões a ela freqüentemente despontando em diálogos casuais sobre Jon ou envolvendo-o. Como por exemplo, esta conversa de quando ele soltar Val na Floresta Assombrada para encontrar Tormund:
[Jon:] Você voltará. Pelo menino, se não por outra razão. [...]
[Val:] Assegure-se de que esteja protegido e aquecido. Pelo bem da mãe dele, e pelo meu. E o mantenha longe da mulher vermelha. Ela sabe quem ele é. Ela vê coisas nas chamas.
Arya, ele pensou, esperando que fosse assim.
– Cinzas e brasas.
– Reis e dragões.
Dragões novamente. Por um momento, Jon quase os viu também, serpenteando na noite, suas sombras escuras delineadas contra um mar de chamas.
(ADWD, Jon VIII)
Muito irônico que, mais cedo, em seu próprio capítulo, Melisandre olhe para as chamas e veja Jon, como ela faz há algum tempo. Jon, que é é rei e dragão (se R+L=J for verdade).
Portanto, a questão agora é se o GRRM deixou pistas que levem à Grande Conspiração Nortenha.
Mais homens de neve haviam sido erguidos no pátio quando Theon Greyjoy voltou. Para comandar as sentinelas de neve nas muralhas, os escudeiros haviam erigido uma dúzia de senhores de neve. Um claramente pretendia ser Lorde Manderly; era o homem de neve mais gordo que Theon já vira. O senhor de um braço só podia ser Harwood Stout, a boneca de neve, Barbrey Dustin. E um que estava mais perto da porta com a barba feita de pingentes de gelo devia ser o velho Terror-das-Rameiras Umber.
(ADWD, O vira-casaca)
Que escolha interessante de bonecos de neve para citar e assim chamar à atenção. No mesmo capítulo, especula-se que Manderly, Terror-das-Rameiras, Stout e a Senhora Dustin formam uma espécie de corrente humana para transmitir informações sobre os Starks (a sobrevivência de Bran e Rickon, com certeza) com o fim derradeiro de trazer a Senhora Dustin e os Ryswells para a secreta liga anti-Bolton.
Ainda mais intrigante é o fato de que isso também pode ser lido como um jogo de palavras que sugerem o apoio norte de Jon. Assim como Wylla Manderly proclama sua lealdade aos Starks durante a audiência de seu avô com Davos, dizendo que os Manderlys juravam ser sempre “homens Stark”, se Lord Wyman e seus co-conspiradores decidissem apoiar o decreto de Robb de nomear Jon seu herdeiro, eles seriam "homens de neve" [Snow men].
Outro conjunto de pistas em potencial está na escolha de músicas de Manderly durante a festa do casamento (ADWD, O príncipe de Winterfell). Por que Manderly quer que Abel contemple os Freys com uma música sobre o Rato Cozinheiro já foi discutido, mas qual das outras duas músicas ele pede pelo nome? Os tristes contos de Danny Flint e "A Noite que Terminou".
Fortenoite surgia em algumas das histórias mais assustadoras da Velha Ama. Tinha sido ali que o Rei da Noite reinou, antes de seu nome ter sido varrido da memória dos homens. Foi ali que o Cozinheiro Ratazana serviu ao rei ândalo seu empadão de príncipe e bacon, que as setenta e nove sentinelas mantiveram-se de vigia, que o bravo jovem Danny Flint foi violado e assassinado.
(ASOS, Bran IV)
---------------------------------------
[Jon:] Mance alguma vez cantou Bravo Danny Flint?
[Tormund:] Não que eu me lembre. Quem era ele?
– Uma garota que se vestiu de menino para tomar o negro. Sua canção é triste e bonita. O que aconteceu com ela não foi. – Em algumas versões da canção, seu fantasma ainda caminhava pelo Fortenoite.
(ADWD, Jon XII)
Já foi teorizado que o elemento chave da história de Danny Flint que Manderly tem em mente é a farsa por meio de uma identidade falsa. Jeyne Poole é outra garota que finge ser alguém que não é e, embora o faça sob coação, seu destino é tão terrível quanto o de Danny Flint.
Manderly pode ter desvendado a falsa Arya? Como? Na verdade, duas falsas Aryas são analisadas e julgadas não convincentes - primeiro Jeyne por Theon (ADWD, Fedor II), depois Alys Karstark por Jon (ADWD, Jon IX). Theon percebe imediatamente que os olhos de Jeyne são castanhos, não cinza. Jon também verifica o cabelo e a cor dos olhos de Alys, que combinam com os de Arya, mas percebe que ela é velha demais para ser sua irmã mais nova. O mesmo vale para Jeyne, que era a melhor amiga de Sansa e, portanto, provavelmente da mesma idade dela, alguns anos mais velha que Arya. A questão é que o estratagema dos Bolton não é perfeito, e uma pessoa familiarizada com Arya pode identificar as discrepâncias. Existe alguém assim em Winterfell além de Theon?
Os Cerwyns são bons candidatos, em minha opinião. Eles moram a apenas meio dia de viagem de Winterfell (ACOK, Bran II) e pode-se esperar que tenham visitado os Starks com frequência suficiente para observar Arya de perto. O próprio Mance Rayder é outro, tendo supostamente aparecido em Winterfell durante o festim real em A Guerra dos Tronos com o propósito declarado de espiar. Harwin, se ele é realmente o misterioso homem encapuzado que Theon encontra. Outros senhores do Norte talvez também suspeitem, pois se interessariam em Arya pelas perspectivas de seu casamento.
Por fim, “A Noite que Terminou” é aparentemente uma música que comemora a última Longa Noite e a vitória da humanidade sobre os Outros.
Muito mais tarde, depois de todos os doces terem sido servidos e empurrados para baixo com galões de vinho de verão, a comida foi levada e as mesas encostadas às paredes para abrir espaço para a dança. A música tornou-se mais animada, os tambores juntaram-se a ela, e Hother Umber apresentou um enorme corno de guerra encurvado com faixas de prata. Quando o cantor chegou à parte de A Noite que Terminou, em que a Patrulha da Noite avançava ao encontro dos Outros na Batalha da Madrugada, deu um sopro tão forte que fez todos os cães latirem.
(ACOK, Bran III)
Em conjunto, a playlist de Manderly no casamento diz àqueles inteligentes o suficiente para ouvir que ele não está se deixando enganar pelas mentiras dos Bolton, ele já derramou sangue Frey às escondidas e seu lado será o vencedor no final. Há outra singularidade em sua seleção de músicas, no entanto. Uma que sugere novamente uma conexão com Jon. Todos as três cançoes são sobre a Patrulha da Noite.
O Rato Cozinheiro era um irmão negro que se vingou, e Danny Flint queria ser um. " A Noite que Terminou " apresenta a Patrulha em glorioso triunfo sobre os Outros, salvando o reino no processo. Certamente, há outras músicas sobre garotas bonitas disfarçadas e mentirosas recebendo sua punição, ou sobre vitórias Stark sobre os ândalos, selvagens ou homens de ferro que Manderly poderia ter pedido. A menos que ele (ou GRRM!) esteja, de fato, inserindo outro ponto muito sutil com isso: que Jon Snow não tenha sido esquecido pelos vassalos leais de seu falecido pai e irmão.
E há uma terceira referência a Jon! Quais são os nomes das duas garotas que tão comovente e retumbantemente falam do amor do Norte pelos Starks? Wylla Manderly e Lyanna Mormont. Pode ser simples coincidência que uma compartilhe um nome com a ama de leite de Jon (que Ned afirmou ser sua mãe) e a outro tenha o nome da verdadeira mãe biológica de Jon (assumindo R + L = J como verdadeiro). Uma vez que estamos falando das Crônicas de Gelo e Fogo , no entanto, eu digo que provavelmente não é coincidência.
Um último potencial prenúncio tem a ver com Stannis e sua campanha para ganhar o Norte.
Stannis estendeu uma mão, e seus dedos fecharam-se emvolta de uma das sanguessugas.
– Diga o nome – ordenou Melisandre.
A sanguessuga retorcia-se na mão do rei, tentando se prender a umde seus dedos.
– O usurpador – disse ele. – Joffrey Baratheon. – Quando atirou a sanguessuga no fogo, ela enrolou-se entre os carvões como uma folha de outono e incendiou-se.
Stannis agarrou a segunda.
– O usurpador – declarou, dessa vez mais alto. – Balon Greyjoy. – Deu-lhe um piparote ligeiro para dentro do braseiro […]
A última sanguessuga estava na mão do rei. Estudou aquela por ummomento, enquanto se contorcia entre seus dedos.
– O usurpador – disse por fim. – Robb Stark. – E atirou-a para as chamas.
(ASOS, Davos IV)
Joffrey, Balon e Robb morrem nas mãos de homens, cujos planos estão em andamento muito antes de Stannis realizar qualquer ritual, não porque sejam amaldiçoados magicamente ou porque R'hllor quer que seja assim. Para que serve Stannis queimando as sanguessugas? Em seu capítulo em A Dança dos Dragões, vimos Melisandre apostar pesado nas aparências como uma maneira de conservar sua influência, mantendo os homens admirados por sua aura de misticismo. Uma demonstração de poder, a fim de recuperar a confiança de Stannis, não seria ruim após a derrota desastrosa no Àgua Negra e, por mais risíveis que tenham sido suas interpretações sobre Azor Ahai, Melisandre consegue prever eventos de importância política em suas chamas, às vezes com detalhes e precisão impressionantes.
[Jon:] Outros senhores se declararam por Bolton também?
A sacerdotisa vermelha deslizou para mais perto do rei.
– Vi uma cidade com muralhas de madeira, ruas de madeira, cheia de homens. Estandartes se agitavam sobre suas muralhas: um alce, um machado de batalha, três pinheiros, machados de cabos longos cruzados sob uma coroa, uma cabeça de cavalo com olhos flamejantes.
– Hornwood, Cerwy n, Tallhart, Ryswell e Dustin – informou Sor Clayton Suggs. – Traidores, todos. Cãezinhos de estimação dos Lannister.
(ADWD, Jon IV)
Melisandre vê nas chamas que Joffrey, Balon e Robb não demorarão muito no mundo dos vivos e orquestra uma pequena farsa para Stannis; portanto, quando a notícia de suas mortes chegar até ele, sua crença nela e em suas habilidades será reforçada. Como tudo isso é relevante para a Grande Conspiração Nortenha? Lorde Bolton é chamado por alguns de Senhor Sanguessuga pelas sanguessugas que frequentemente usa para tratamentos de saúde.
[Roose:] Tem medo de sanguessugas, filha?
[Arya:] São só sanguessugas. Senhor.
– Meu escudeiro poderia aprender alguma coisa com você, ao que parece. Sangramentos frequentes são o segredo de uma vida longa. Um homem tem de se purgar do sangue ruim.
(ACOK, Arya IX)
------------------------------
O quarto do senhor estava cheio de gente quando [Arya] entrou. Qyburn encontrava-se presente, bem como o severo Walton com seu camisão e grevas, além de uma dúzia de Frey, todos eles irmãos, meios-irmãos e primos. Roose Bolton estava na cama, nu. Sanguessugas aderiam à parte de dentro de seus braços e pernas e espalhavam-se por seu peito pálido, longas coisas translúcidas que se tornavam de um cor-de-rosa cintilante quando se alimentavam. Bolton não prestava mais atenção nelas do que em Arya.
(ACOK, Arya X)
-----------------------------
– O que você quer agora? – Gendry perguntou numa voz baixa e zangada.
[Arya:] Uma espada.
– O Polegar Preto mantém todas as lâminas trancadas, já lhe disse mais de cem vezes. É para o Senhor Sanguessuga?
(ACOK, Arya X)
------------------------------
Os olhos de Harwin desceramdo rosto de Arya para o homem esfolado que trazia no gibão.
– Como é que me conhece? – disse, franzindo a testa, desconfiado. – O homem esfolado... quem é você, algum criado do Lorde Sanguessuga?
(Arya II, ASOS)
Qyburn, Jaime e a Senhora Dustin também observam a associação de Roose com sanguessugas (ASOS, Jaime IV / ADWD, O Príncipe de Winterfell). Figurativamente falando, Stannis está novamente queimando sanguessugas para se exibir em sua guerra contra os Boltons, esperando convencer os nortenhos a apoiarem sua tentativa pelo Trono de Ferro. Mas, assim como o teatro de Melisandre não resulta em nada além de aprofundar a confiança de Stannis nela, os experimentos de Stannis em A Dança dos Dragões podem ser inúteis caso outro Stark seja proclamado rei no norte. E há uma dica de que isso acontecerá.
A voz de Melisandre era suave. – Lamento, Vossa Graça. Isso não é um fim. Mais falsos reis irão se erguer em breve para tomar a coroa daqueles que morreram.
– Mais? – Stannis parecia comvontade de esganá-la. – Mais usurpadores? Mais traidores?
– Vi nas chamas.
(ASOS, Davos V)
Em A Dança dos Dragões, mais reis falsos parecem ter substituído os que morreram, como profetiza Melisandre. Tommen assume a coroa de Joffrey e Euron a de Balon. E a coroa de Robb? Quem é o novo rei do norte?
Roose pode ter algumas ambições por lá (ADWD, O Príncipe de Winterfell), mas ele ainda não desafiou o Trono de Ferro ou os Lannisters, que o nomearam Protetor do Norte. De qualquer forma, é improvável que ele pudesse ganhar o apoio dos nortenhos, que prefeririam que um Stark os governasse. Pessoalmente, acho que a opção mais dramática para o próximo usurpador e traidor é Jon, que ganhou o respeito relutante de Stannis por um conselho honesto e pode continuar tendo discussões tensas (leia-se: divertidas!) com ele, de uma maneira que Rickon, de cinco anos de idade, bem, realmente não conseguiria.

Um tempo para lobos

Uma objeção comum à Grande Conspiração Nortenha é que, por mais persuasivo que seja, é otimista demais acreditar que GRRM permitirá que os Starks e seus aliados triunfem. Afinal, ele ganhou reputação por subverter clichês de fantasia de bem vs. Mal, e por matar ou mutilar personagens amados enquanto saboreia as lágrimas amargas de seus leitores.
GRRM é realmente tão pouco convencional? A morte de Ned Stark em A Guerra dos Tronos é frequentemente citada como o momento em que a ASOIAF rompe com as tradições de gênero, transcendendo a tendência juvenil da fantasia por finais de contos de fadas cortando a cabeça do protagonista. No entanto , eu argumentaria que não apenas os críticos da fantasia são os culpados por estereotipar e simplificar outros trabalhos como Senhor dos Anéis a ponto de não fazer sentido, em uma demonstração de memória seletiva. A própria estrutura narrativa da ASOIAF disfarça o fato de que Ned nunca foi o herói da história de GRRM, para começo de conversa.
Ned é uma figura paterna, um mentor protetor e guia do tipo que quase sempre morre, às vezes antes de o primeiro ato de uma fantasia épica terminar (vide Obi-wan Kenobi). As crianças Stark nunca se desenvolveriam de verdade por si mesmas, a menos que o “porto seguro” Ned fosse removido, assim como Harry Potter não pôde depender de Dumbledore em seu confronto final com Voldemort. Dadas as habilidades de vidente verde de Bran, Ned pode até aparecer do além-túmulo para transmitir sabedoria ou divulgar segredos como fizeram Obi-wan e Dumbledore. Tudo isso é bastante convencional. GRRM é simplesmente um mestre da desorientação, e sua manipulação é evidente em muitas das grandes reviravoltas de ASOIAF.
Robb? Nunca teve um ponto de vista. Contos da carochinha sobre reinos perdidos por coisas pequenas são tão comuns quanto as sagas de reis guerreiros heróicos vitoriosos em conquista. As lendas arturianas, por exemplo, contam sobre a fundação da utópica Camelot e a morte de Arthur nas mãos de seu filho bastardo com sua meia-irmã, e sua rainha fugindo com um de seus cavaleiros.
GRRM explora inteligentemente o desejo do leitor de ver Ned vingado. Os Starks se reúnem para distrair os leitores para o prenúncio da morte de Robb no sonho de Theon (com um banquete de mortos em Winterfell) e as visões de Dany na Casa dos Imortais, ambos em A Fúria dos Reis.
Portanto, se a previsibilidade no desdobramento de um enredo não serve como teste para teoria dos fãs, em quais critérios os leitores da ASOIAF podem confiar? Penso que a questão-chave que deve ser colocada em qualquer especulação é: "como isso faz a história avançar?"
A Guerra dos Cinco Reis está marcada pelas mortes de Ned e Robb, a primeira instigando o conflito e a segunda efetivamente encerrando-o – ou pelo menos limpando a lousa para a próxima rodada. Por outro lado, em minha opinião, é narrativamente fraca a ideia de que Jon Snow está permanentemente morto e que seu assassinato levará à queda da Muralha, pensando-se que o atentado sozinho seja capaz de trazer caos a Castelo Negro, pois assim também perderemos Jon como personagem pelo resto da série, tornando inúteis todas aquelas páginas gastas em fazer dele indivíduo e não um simples instrumento do enredo.
Voltando finalmente à Grande Conspiração Nortenha, o que vejo como um dos principais problemas de GRRM em Os Ventos do Inverno é que, depois de cinco livros e quase duas décadas, os Outros ainda não causaram muito impacto. O apocalipse dos zumbis de gelo prometido no prólogo de A Guerra dos Tronos é bom acontecer em breve ou GRRM pode ser justamente acusado de deixar sua história inchar até ficar anticlimática.
Além disso, quando os Outros invadirem inevitavelmente Westeros, eles devem fazê-lo com poder devastador, a fim de estabelecer sua credibilidade como uma ameaça ao reino. No entanto, como pode o Norte, nas condições em que se encontra em A Dança dos Dragões – já devastado pela guerra e pelo inverno, dividido pela política e pelos conflitos de sangue, além de amplamente ignorante do perigo para-lá-da-Muralha –, suportaria realisticamente esse ataque? E as casas do norte, assim como os homens, devem sobreviver em número significativo.
Caso contrário, a tarefa de vencer a Batalha da Alvorada recairá inteiramente sobre Dany, seus dragões, quaisquer forças que a acompanhem de Essos e quaisquer senhores do sul que possam ser convencidos a prestar atenção nela. Acho essa uma perspectiva bastante desagradável, sem mencionar tematicamente inconsistente com o título da série, em que apenas os seres inumano feitos de gelo desempenham papéis principais.
Se for verdade, a Grande Conspiração Nortenha tem o benefício de rapidamente unificar o Norte novamente sob o comando dos Starks, que provavelmente serão liderados por Jon como o mais velho e com mais experiência militar aparente. Isso não recupera magicamente as baixas sofridas pelo Norte durante a guerra, nem produz colheitas para alimentar seu povo faminto e com frio (a menos que Sansa conquiste o Vale), mas garante que as Casas do norte viverão para, em minha opinião, participar do objetivo final de ASOIAF.
As bases para um ressurgimento Stark foram lançadas durante Festim e Dança. Os senhores do rio derrotados estão descontentes e os nortenhos mantêm fé nos Stark. Os Frey são párias para inimigos e aliados, enquanto os Lannisters estão em declínio ignominioso; O legado de Tywin compara-se pejorativamente ao de Ned, apesar da conveniência política do primeiro ser elogiada em detrimento do idealismo rígido do último. Parece que a honra muitas vezes ridicularizada de Ned alcançou uma vitória póstuma, o amor misturado com um respeito saudável provando ser uma influência muito mais duradoura sobre as pessoas do que um reino garantido pelo medo e pela força, que não apenas morre com você, mas também transforma seus filhos em herdeiros inadequados .
Além disso, a mera existência de um complô para coroar Jon não significa que ele será rei no norte. Por acaso, acho que o maior problema nos planos que especula-se que os nortenhos têm é que, após a devida consideração, Jon recusará categoricamente a legitimação e os títulos oferecidos. Considerando que ele seja filho de Lyanna e Rhaegar e que isso o põe como o herdeiro Targaryen do trono de ferro antes mesmo de Dany, seria bastante estranho Jon ser formalmente reconhecido como o rei Stark do norte separatista; Um imperativo dramático exige que Jon seja livre para aceitar o governo de todos os Westeros, quer ele o faça ou não. Jon ouvir a intenção de Robb de reconhecê-lo um verdadeiro filho de seu pai é suficiente para completar o arco de personagens discutido na Parte 1, e os Starks sobreviventes se aliariam a Jon, independentemente de como ele fosse estilizado, por ainda serem um alcatéia.
Não há necessidade de provar o vínculo de afeto de Jon e Arya. Ao resolver a disputa pelas terras de Hornwood, Bran prefere nomear herdeiro bastardo de Lorde Hornwood tendo Jon em mente (ACOK, Bran II). Enquanto isso, Sansa ficou completamente desiludida com o futuro como rainha e quer apenas ir para casa em Winterfell, a salvo de homens que desejam seu dote. É irônico, então, que Jon é um cavaleiro direto das canções outrora queridas de Sansa, pois é um príncipe oculto, cavalheiresco e verdadeiro, seu papel confirmado pela execução que fez de Janos Slynt. Não importa as maldades infantis que Sansa fez a Jon para agradar sua mãe e decorrentes de um senso de adequação, ela pensa com carinho nele agora e entende melhor como ser um bastardo o afeta.
Lorde Slynt, o da cara de sapo, sentava-se ao fundo da mesa do conselho, usando um gibão de veludo negro e uma reluzente capa de pano de ouro, acenando com aprovação cada vez que o rei pronunciava uma sentença. Sansa fitou duramente aquele rosto feio, lembrando-se de como o homem atirara o pai ao chão para que Sor Ilyn o decapitasse, desejando poder feri-lo, desejando que algum herói lhe atirasse ao chão e lhe cortasse a cabeça. Mas uma voz em seu interior sussurrou: Não há heróis.
(AGOT, Sansa VI)
-------------------------
[Sansa] havia séculos que não pensava em Jon. Era apenas seu meio-irmão, mesmo assim... Com Robb, Bran e Rickon mortos, Jon Snow era o único irmão que lhe restava. Agora também sou bastarda, como ele. Oh, seria tão bom voltar a vê-lo. Mas estava claro que isso nunca poderia acontecer. Alayne Stone não tinha irmãos, ilegítimos ou não.
(AFFC, Alayne II)
E Rickon?
A procissão passara a não mais de um pé do local que lhe fora atribuído no banco, e Jon lançara um intenso e demorado olhar para todos eles. O senhor seu pai viera à frente, acompanhando a rainha. [...]Em seguida, veio o próprio Rei Robert, trazendo a Senhora Stark pelo braço. [...] Depois vieram os filhos. Primeiro o pequeno Rickon, dominando a longa caminhada com toda a dignidade que um garotinho de três anos é capaz de reunir. Jon teve de incentivá-lo a seguir, quando Rickon parou ao seu lado.
(AGOT, Jon I)
-----------------------------
Bran bebeu da taça do pai outro gole do vinho com mel e especiarias, [...] e se lembrou da última vez que tinha visto o senhor seu pai beber daquela taça.
Havia sido na noite do banquete de boas-vindas, quando o Rei Robert trouxera a corte a Winterfell. Então, ainda reinava o verão. Seus pais tinham dividido o estrado com Robert e sua rainha, com os irmãos dela a seu lado. Tio Benjen também estivera lá, todo vestido de preto. Bran e os irmãos e irmãs tinham se sentado com os filhos do rei, Joffrey, Tommen e a Princesa Myrcella, que passou a refeição inteira olhando Robb com olhos de adoração. Arya fazia caretas do outro lado da mesa quando ninguém estava olhando; Sansa escutava, em êxtase, as canções de cavalaria que o grande harpista do rei cantava, e Rickon não parava de perguntar por que motivo Jon não estava com eles.
– Porque é um bastardo – Bran teve de segredar-lhe por fim.
(ACOK, Bran III)
Jon tem duas vantagens adicionais sobre qualquer pessoa de fora para conseguir que Rickon o obedeça: 1) Fantasma, que pode subjugar Cão Felpudo. 2) Sua semelhança com Ned, de quem Rickon provavelmente se lembra como seu pai de tempos mais felizes. Assim como a semelhança de Sansa com Catelyn leva Mindinho a uma falsa sensação de segurança, a aparência de Jon pode reforçar sua posição como uma figura de autoridade para Rickon.
Em resumo, sinto que há boas chances de que o primeiro ato do rei Bran ou Rickon, da rainha Sansa ou de Arya seja nomear Jon seu conselheiro, confiável acima de todos os outros, e dê a ele o comando estratégico de seus exércitos, ou se não legitimá-lo como um Stark conforme os últimos desejos de Robb. E, francamente, a noção de que Stannis, Mindinho ou Manderly possamem convencer os Starks a uma disputa de sucessão mesquinha quando Jon é claramente o mais qualificado para liderar o Norte em uma segunda Longa Noite me parece implausível, contradizendo a caracterização estabelecida e a dinâmica familiar.
O que me leva à outra objeção comum a todas as variações de Jon como rei. Jon é honrado demais para quebrar seus votos, certo? Também usurpar os lugares de direito de seus irmãos enquanto eles estão vivos!
Lembremos a lição que Qhorin Meia-mão ensina a Jon: "Nossa honra não significa mais que nossas vidas, desde que o reino esteja seguro". (ACOK, Jon VII) No final de Dança dos Dragões, Jon resolveu fazer o que considerava certo e condenar o que as pessoas dizem sobre ele.
– Tem minha palavra, Lorde Snow. Retornarei com Tormund ou sem ele. – Val olhou o céu. A lua estava meio cheia. – Procure por mim no primeiro dia da lua cheia.
– Procurarei. – Não falhe comigo, pensou, ou Stannis terá minha cabeça. “Tenho sua palavra de que manterá nossa princesa por perto?”, o rei dissera, e Jon prometera que sim. Mas Val não é nenhuma princesa. Disse isso a ele meia centena de vezes. Era uma desculpa fraca, um triste farrapo enrolado em sua palavra quebrada. Seu pai nunca teria aprovado aquilo. Sou a espada que guarda os reinos dos homens, Jon recordou-se, no fim, isso deve valer mais do que a honra de um homem.
(Jon VIII, ADWD)
Apesar de sua aparência essencialmente Stark, Jon não é um clone de Ned, o qual, de todo modo, confessou uma traição que não cometeu, a fim de poupar a vida de Sansa e quase completsmente só sustenta a maior mentira da série em nome de Jon (supondo que R+L=J), por muitos anos antes disso. O entendimento de Jon sobre obrigações, juradas ou não, sempre foi flexível, porque sua própria existência é a prova de que o mais honroso dos homens pode falhar em seu dever. Se Ned, seu modelo de comportamento, não pode cumprir seus votos de casamento, como Jon pode esperar ser melhor, já que é um bastardo?
Depois de seu período com Meia-mão e Ygritte, a tarefa sísifa original de Jon, de alcançar padrões de honra impossivelmente altos, transformou-se em uma dedicação firme ao mais alto mandamento da Patrulha da Noite – ou seja, defender o reino contra os Outros. Existem inegáveis complicações emocionais por parte de Jon ao lidar com o Norte, já que ele não pode reprimir totalmente suas preocupações com a família e o lar, mas assumir o comando de nortenhos que não querem dobrar os joelhos para Stannis garantirá que o Muralha receba reforços e suprimentos necessários. Jon consideraria sua honra pessoal mais importante do que isso? Eu duvido.
Isso tudo, é claro, pressupõe que a Patrulha da Noite continue a existir de alguma forma após o fiasco do assassinato de Bowen Marsh, o que de maneira alguma é certo que ocorrerá.
Que a última cena de Jon em Dança dos Dragões faz paralelo com a morte de Júlio César é uma ideia amplamente aceita. Agora, considere que os senadores que mataram César, em vez de salvar a república romana de um tirano, precipitaram sua queda, descobrindo, para seu choque, que o povo não estava particularmente agradecido pelo assassinato de um líder popular, embora cometido em seu nome.
Guerras civis se seguiram, um império surgindo das ruínas. Ainda não se sabe se Jon é Otaviano / Augusto nesta reconstituição na fantasia. Ele tem à sua disposição um exército pessoal – depois de inconscientemente se tornar rei dos selvagens na ausência de Mance Rayder –e um contrato com o Banco de Ferro (ao que tudo indica).
Concluindo, passo a proibir que discussões posteriores a esta teoria de argumentem que uma conspiração para coroar Jon Rei do Norte esteja fora do mão para os (hipotéticos) conspiradores e os pretendentes Stark para Winterfell ou para GRRM, devido a sua aversão crônica a clichês. Ambas as afirmações foram usadas para descartar a teoria sem abordar as evidências que sustentariam a falta de substância, especialmente tendo em vista a maleabilidade de personagens e tropes nas mãos de um bom escritor (o que eu acredito que a maioria dos fãs da ASOIAF confia que o GRRM seja). Todo mundo deseja a ele boa sorte com Os Ventos do Inverno!
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.03.15 19:35 wolfsuper Os Informadores - juan Gabriel Vásquez

SINOPSE
O primeiro romance de Juan Gabriel Vásquez - premiado autor de A forma das ruínas ou O barulho das coisas ao cair - é uma história apaixonante de traições e segredos pessoais e colectivos, no rescaldo da mais devastadora das guerras. O primeiro romance de um dos mais celebrados autores contemporâneos de língua espanhola, vencedor e finalista de vários prémios: ALFAGUARA * IMPAC DUBLIN * REAL ACADEMIA ESPANHOLA * CASINO DA PÓVOA/ CORRENTES D'ESCRITAS * CASA DA AMÉRICA LATINA * ROGER CAILLOIS * ENGLISH PEN AWARD * MAN BOOKER INTERNATIONAL * BIENAL DE NOVELA MARIO VARGAS LLOSA * MÉDICIS * FEMINA
Quando o jornalista Gabriel Santoro publicou o seu primeiro livro, não imaginava que a crítica mais implacável fosse ser escrita pelo próprio pai. O tema parecia inofensivo: a vida de uma amiga da família, judia chegada à Colômbia em fuga da Alemanha nazi, pouco tempo antes da eclosão da Segunda Guerra Mundial. Por que razão terá o seu livro sobre Sara Guterman ferido o pai a ponto de o levar a humilhá-lo publicamente? Que segredo imprevisto esconderão aquelas páginas? O que alimentará a raiva e a alienação do patriarca? Impelido pela morte misteriosa do pai num acidente de automóvel, Santoro decide indagar a verdade, antes que o passado lhe escape por completo. A investigação irá destapar impensáveis traições e segredos da história familiar. Na dolorosa reconstrução do retrato da família - sombrio, complexo, enigmático - acabará por descobrir um episódio sinistro do seu país nos anos de trevas da Grande Guerra, a catástrofe que deixou a Europa em escombros e tocou milhares de vidas no outro lado do Atlântico.
Os informadores é uma apaixonante história de traições privadas e públicas. Comparado a obras como A mancha humana de Philip Roth ou Austerlitz de W.G. Sebald, o primeiro romance do premiado autor colombiano Juan Gabriel Vásquez é um terreno onde o autor explora com inteligência e sensibilidade os temas que lhe são caros: a memória e a história, o amor e a culpa.
"Desde o primeiro parágrafo deste romance que me senti sob o feitiço de um escritor magistral. Juan Gabriel Vásquez tem muitas qualidades - inteligência, engenho, energia, uma veia de sentimentos profundos -, mas usa-os com tal naturalidade que rapidamente o leitor deixa de se surpreender com os seus talentos e é então que a bela e singular feitiçaria da narrativa assume o comando." Nicole Krauss
"O que Vásquez nos oferece, com grande talento narrativo, é aquela região cinzenta da acção e da consciência humanas, em que a nossa capacidade para cometer erros, trair e esconder cria uma reacção em cadeia que nos condena a todos a um mundo sem contentamento." Carlos Fuentes
"Este é um romance sobre muitas coisas, todas elas interessantes e exploradas por Vásquez com aguçado sentido moral, mas no seu centro está um dos grandes temas literários: a traição. É o melhor livro de ficção que me caiu nas mãos este ano e ainda por cima é um livro que agarra, com reviravoltas que causam grande satisfação." Jonathan Yardley, The Washington Post

Link: https://mega.nz/#F!78tXFKTa!FtQPntHwZXQj5f_H5iw6jA
submitted by wolfsuper to Biblioteca [link] [comments]


2020.03.09 02:32 altovaliriano Jon Snow (Parte 1)

Jon Snow (Parte 1)
Sabendo que eu não conseguirei escrever o texto sobre Jon Snow para o "Domingo de Personagens" de hoje, resolvi compartilhar um texto que eu já havia escrito há algum tempo em meu blog.
Por outro lado, como eu estarei longe nos próximos dois domingos, muito provavelmente a Parte 2 sobre Jon Snow vai ficar para o dia 29/03.
--------------------------------------------------------

Paralelos e presságios: Aegon V e Jon Snow

Este artigo foi elaborado com base no excelente texto Hidden Dragons: Parallels between Aegon V and Jon Snow de autoria da usuária dornishdame, do fórum do site Westeros.org.
Tudo aqui pressupõe que Jon Snow é filho de Rhaegar e Lyanna.
(Legendas: GRRM = o autor, George R. R. Martin; DC = Depois da Conquista de Aegon)
Egg (Aegon V) e Jon Snow são trisavô e trineto e nunca se conheceram, pois Egg morreu em Solarestival em 259 DC enquanto o pai de Jon (Rhaegar) nascia. Ocorre, porém, que suas histórias são tão semelhantes que poderiam ser contadas em paralelo.
Dessa forma, analisarei a seguir essas semelhanças e demonstrarei que por meio delas somos capazes de confabular sobre o futuro dos contos de Dunk & Egg. E já que GRRM mencionou que ainda podem vir até mais nove histórias dessas, um pouco de reflexão premonitória pode vir a calhar.
1. Criação e juventude
Aegon era o quarto filho de Maekar I, que por sua vez também era o quarto filho do Rei Daeron II, e passou sua infância em palácios reais como um improvável herdeiro ao trono, enquanto que Jon foi criado em Winterfell como filho bastardo de Eddard, fazendo parte de sua família apenas informalmente, sem nenhuma perspectiva de entrar legalmente para a linha hereditária dos Stark.
Contudo, ainda que por razões distintas, a ambos a ocultação da identidade é um tema comum – com a pequena diferença de que Aegon V, ao contrário de Jon, sabia quem era desde que nasceu e havia vivido de acordo com sua posição social a maior parte da vida (uma questão que, no que se refere a Jon, ainda permanece em aberto).
Aegon se disfarça de Egg, um simples escudeiro de um reles cavaleiro andante, para poder viajar incógnito por Westeros e poder amadurecer em contato com pessoas comuns que o tratam como se ele fosse apenas um deles. O amadurecimento de Jon também acontece em razão das pessoas não o enxergarem como alguém de importância, mas ele, ao contrário de Aegon, é absolutamente ignorante de suas origens. E a farsa de seu parentesco não só o condiciona a encarar Eddard como seu modelo parental (ao invés de Rhaegar), como também afeta as expectativas que os outros têm dele, em razão de ser um descendente de Ned.
De todo modo, tanto Egg quanto Jon cresceram sabendo que eram figuras pouco importantes nas cortes que habitavam, e talvez em razão de disso sejam ambos marcadamente observadores. Deveras, logo em seu primeiro capítulo em “A Guerra dos Tronos”, Jon demonstra habilidade para decodificar as cortesias vazias de Eddard e Cersei e vaticina “um bastardo tinha de aprender a reparar nas coisas, a ler a verdade que as pessoas escondiam por trás dos olhos“. Egg, por sua vez, rapidamente percebe que há algo errado no Torneio de Alvasparedes em “O Cavaleiro Misterioso” e desvenda antes de Sor Duncan que o evento é apenas um palco para uma rebelião Blackfyre.
No entanto, essa natureza observadora com costume cede à miopia inerente à juventude. Por essa razão que há um paralelo entre a afirmação de Egg no sentido de que preferiria ser um cavaleiro da Guarda Real do que se casar com uma garota com a também irrefletida afirmação de Jon de que não se arrependeria de não ter tido uma mulher antes de entrar para a Patrulha da Noite.
Ainda assim, nenhum dos dois é imune às próprias aspirações e são impulsionados pelo desejo de crescer em importância, apesar de que não sem uma boa dose de esnobismo. De fato, Egg repetidamente sugere a Dunk para usarem a “bota” (onde se esconde o anel com o brasão de seu pai) e deixarem que o nome de sua família facilite seu caminho, assim como Jon acha que os laços familiares com Benjen serão sua porta de entrada para as patrulhas de seu tio logo que chega a Castelo Negro.

Brasão de armas pessoal de Maekar. A \"bota\" de Egg.
O sentimento de superioridade e prerrogativa, decorrente da crença de que seu sangue deveria ser suficiente para conseguir o que querem, é um reflexo comum a Egg e Jon quando se trata do primeiro contato com pessoas que não desfrutaram das mesmas vantagens que eles.
De fato, a princípio Aegon fica horrorizado quando é requisitado a servir os aprendizes em “A Espada Juramentada”, e Jon inicialmente se acha melhor do que os recrutas com quem ele treina em “A Guerra dos Tronos”. Porém, lá estavam Sor Duncan, o Alto, e Donal Noye, respectivamente, para lhes relembrar das vantagens advindas da criação de um membro da nobreza. Felizmente, tanto Egg quanto Jon são rápidos em absorver essa lição: Aegon fala da troca de conhecimento com os plebeus, e Jon faz as pazes com seus novos irmãos, oferecendo-se para ajudá-los a treinar.
2. Em posição de comando
Meistre Aemon, o único Targaryen que conheceu bem os dois homem, sem mesmo saber que Jon era parente dele e de Aegon, os conectou por meio de um conselho: “mate o menino e deixe o homem nascer”. Aemon deu este conselho a ambos antes de deixá-los (primeiro de Vilavelha para a Muralha, depois da Muralha para Vilavelha). e sabemos que ao menos Jon foi marcado por ele.
O modo como Aegon e Jon são alçados ao poder também os une. Aegon foi aclamado rei em um Grande Conselho e Jon foi eleito Lorde Comandante por seus irmãos juramentados. Eles foram escolhidos para a liderança, mesmo diante da existência de outros candidatos mais velhos. Isso não quer dizer que nenhum dos homens possuísse habilidades de liderança (claramente não possuíam), mas simplesmente que o papel que assumiram não era aquele que a princípio acreditavam que assumiriam.
Com efeito, enquanto que a possibilidade de Egg assumir o trono somente surgiu diante da recusa de seu irmão mais velho, Aemon, tudo que Jon tencionava em “A Guerra dos Tronos” ao se juntar à Patrulha da Noite era se tornar um patrulheiro. A ideia de chegar a Lorde Comandante nunca ocorreu a Jon até Sam sugerir que essa seria a razão pela qual Jeor Mormont o escolheu para ser seu intendente.
Como governantes, nenhum dos dois favoreceu a hipocrisia, pois ambos sabiam que não deveriam esperar daqueles por quem eram responsáveis algo que nem mesmo eles conseguiram fazer. Assim, por ter se casado por amor, Aegon permitiu que seus filhos seguissem seus corações e rompessem os compromissos que ele havia arranjado, sem renegá-los por isso (salvo a remoção do Príncipe das Libélulas da ordem de sucessão).
Por outro lado, por não ter mantido seu voto de celibato, Jon reconhece em “A Dança dos Dragões” que não poderá exigir o mesmo de seus irmãos juramentados e entrevê o perigo que a Torre de Hardin (onde as esposas de lança selvagens estão estabelecidas) representa em Castelo Negro.
Assim, ambos podem ser considerados líderes conscientes das fraquezas humanas, próprias e alheias, especialmente no que diz respeito à família, haja vista que Jon comete atos impensados na tentativa de resgatar a garota que ele acredita ser Arya, e que Aegon, apesar de ter punido um dos filhos, não tentou desfazer seu relacionamento ou o exilou da Corte.
O reinado político de Aegon foi caracterizado por reformas que favoreciam os comuns ao invés dos grandes senhores de Westeros, razão pela qual esses atos foram objeto de controvérsia e resultaram na perda de apoio do Rei, o que, no fim, lhe impediu de implementar as verdadeiras mudanças que tanto desejava.
Da mesma forma, o mandato de Jon Snow como Lorde Comandante da Patrulha da Noite está repleto de conflitos conforme ele tenta instituir políticas controversas que acabam dividindo a organização que ele lidera. Suas decisões de permitir que os selvagens passem pela Muralha e de nomear Couros para Mestre de Armas são recebidas com horror por parte da classe de oficiais.
Um paralelo também pode ser feito aqui. Jon e Aegon foram educados em ambientes de contraposição aos interesses dos Selvagens e Plebeus, respectivamente. E, no entanto, o tempo em que Aegon passou como escudeiro para um Cavaleiro Andante e o tempo de Jon como agente disfarçado nas terras além da Muralha, serviram para que ambos respeitassem e valorizassem esses grupos e passassem a vê-los como pessoas que merecem proteção. E esse respeito é escarnecidos e usado contra eles, pois, mais de uma vez, Aegon é dito “meio camponês” e Jon “meio selvagem”.
Mesmo em situações de maior apelo humanitário, em que suas ações são baseadas na lógica fria, a crítica não cessa. Aegon é criticado quando, durante um longo e duro inverno, envia suprimentos vitais para o norte a fim de ajudar os plebeus daquela região a sobreviver. Jon tem que lidar com o ressentimento dos irmãos da Patrulha da Noite por cada pedaço de comida que ele manda entregar aos selvagens, especialmente por parte de Bowen Marsh.
Porém, essas experiências de inserção na realidade do outro são tão transformadoras para Egg e Jon que fazem florescer neles a tendência de avaliar as pessoas por seus méritos e não por nascimento. De fato, isso leva Aegon a ascender um simples cavaleiro andante a Lorde Comandante da Guarda Real (Sor Duncan, o Alto) e Jon escolhe assistentes com base em sua habilidade e potencial, e não em seu nascimento (Gigante e Cetim).
E essa deferência coloca Aegon e Jon sob o fogo de seus adversários políticos, ainda mais quando ambos os homens demonstram tanto inabilidade para lidar com eles quanto tendência a deixar velhas queixas se acumularem às novas. Por exemplo, Jon não levou Chett em conta quando designou Sam para a posição de intendente do Meistre Aemon; bem como ignorou a erosão da boa vontade de seus homens conforme dirigia políticas em benefício dos Selvagens. Os senhores de Westeros tentaram convencer Aemon a renunciar seus votos como meistre para não permitir que Aegon assumisse como Rei, mas Aegon não fez nada para aplacar tais homens quando subiu ao trono.
3. Presságios
Existem, portanto, paralelos claros entre Aegon V Targaryen e Jon Snow em termos de tema, personalidade e caráter, apesar de que não sabemos que papel essas semelhanças irão desempenhar na trama. Dornishdame pondera que eles poderiam ser apenas mais uma indicação da herança paterna de Jon, ou chegar ao ponto de prenunciar seu reinado como um rei muito improvável.
Contudo, enquanto que todos os paralelos analisados versam sobre fatos que acompanhamos em primeira mão nos capítulos de Jon, os eventos ocorridos com Egg são, em sua maioria, retirados de relatos históricos, e não provenientes dos contos de Dunk e Egg.
Com isso quero afirmar que os paralelos analisados provavelmente pouco nos ajudarão a entender o futuro da história de Jon em “Os Ventos do Inverno” ou “Um Sonho de Primavera”. Porém, talvez sejam bastante úteis para entender o que aconteceu durante o reinado de Aegon V e, especialmente, o que levou à tragédia em Solarestival.
Com efeito, são os problemas causados por suas reformas e pelos noivados rompidos que levam Aegon a ponderar que as coisas seriam diferentes se tivesse Dragões. Essas reflexões acabariam contribuindo para a tragédia de Solarestival, na qual Aegon tentava fazer eclodir dragões dos ovos de pedra que a família Targaryen ainda possuía.
Jon Snow foi morto por quebrar novamente seus votos, estar se isolando em Castelo Negro e por se envolver no sequestro da nora do novo Protetor do Norte (o qual é uma importante fonte de apoio para a Patrulha da Noite). Jon, portanto, esvaziou-se de aliados ao sul da Muralha e deu azo ao surgimento de um motim.
Este comportamento espelha tanto aquele adotado por Aegon V em decorrência de suas reformas e das decisões conjugais de seus filhos que parece haver aqui outro paralelo: de que a tragédia de Solarestival não foi um acidente, mas fruto de uma conspiração.
Os príncipes e princesas reais estavam prometidos a Tully (Celia), Baratheon (desconhecida), Tyrrel (Luthor) e Redwyne (Olenna) e ainda que os Baratheons tenham ficado com Rhaelle, isso só ocorreu depois de uma curta rebelião da Casa, que terminou com a morte de Lorde Lyonel (autoproclamado Rei da Tempestade durante a Rebelião) pelas mãos de Sor Duncan, em um julgamento por combate.
Dessa forma, podemos imaginar que todos esses eventos devem ter lançado as sementes para que fosse criada uma aliança informal entre diversas das maiores Casas de Westeros, que culminou no plano para se livrar de Aegon e seus parentes com apenas um golpe.
Mas para saber mais sobre isso teremos que, como GRRM gosta de dizer, “continuar lendo” (keep reading, em inglês).
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.02.27 17:47 Galactic-Awaken Ashtar- ᴀᴄᴇʀᴄᴀ ᴅᴇ ʟᴀ ɪɴᴛᴇʀʀᴜᴘᴄɪᴏɴ ᴇɴ ʟᴀ ᴛʀᴀɴsᴍɪsɪᴏɴ ᴅᴇ ᴜɴ ᴘʀᴏɢʀᴀᴍᴀ ᴛᴇʟᴇᴠɪsɪᴠᴏ ᴇɴ ʟᴀ ʙʙᴄ ᴇɴ 1977 - Inglaterra

Vrillon: la voz alienígena que se convirtió en leyenda. Noviembre de 1977, BBC CHANNEL, Inglaterra. Esta es la voz de Vrillon, un representante del Comando Galáctico Ashtar, que te habla. Durante muchos años nos has visto como luces en los cielos. Les hablamos ahora en paz y sabiduría como lo hemos hecho con sus hermanos y hermanas en todo este, su planeta Tierra.
Venimos a advertirte sobre el destino de tu raza y tu mundo para que puedas comunicar a tus semejantes el curso que debes tomar para evitar el desastre que amenaza a tu mundo y a los seres de los mundos que te rodean.
Esto es para que puedan compartir el gran despertar, a medida que el planeta pasa a la Nueva Era de Acuario. La Nueva Era puede ser un momento de gran paz y evolución para su raza, pero solo si sus gobernantes son conscientes de las fuerzas del mal que pueden eclipsar sus juicios.
Quédese quieto ahora y escuche, ya que su oportunidad no volverá. Todas tus armas del mal deben ser eliminadas. El tiempo para el conflicto ya pasó y la raza de la que forma parte puede pasar a las etapas más altas de su evolución si se muestra digno de hacerlo. Tienen poco tiempo para aprender a vivir juntos en paz y buena voluntad.
Pequeños grupos de todo el planeta están aprendiendo esto y existen para transmitirles a todos la luz de la nueva era que está amaneciendo.
Eres libre de aceptar o rechazar sus enseñanzas, pero solo aquellos que aprendan a vivir en paz pasarán a los reinos superiores de la evolución espiritual. Escuche ahora la voz de Vrillon, un representante del Comando Galáctico Ashtar, que le habla. Tenga en cuenta también que hay muchos falsos profetas y guías que operan en su mundo. Ellos absorberán tu energía de ti, la energía que llamas dinero y la pondrán a su fin y te darán una escoria inútil a cambio.
Tu ser divino interior te protegerá de esto. Debes aprender a ser sensible a la voz interna que te puede decir qué es verdad y qué es confusión, caos y falsedad. Aprende a escuchar la voz de la verdad que está dentro de ti y te guiarán por el camino de la evolución. Este es nuestro mensaje para nuestros queridos amigos. Te hemos visto
creciendo durante muchos años ya que tú también has visto nuestras luces en tus cielos. Ahora sabes que estamos aquí y que hay más seres en y alrededor de tu Tierra de lo que admiten tus científicos. Estamos profundamente preocupados por usted y su camino hacia la luz y haremos todo lo posible para ayudarlo. No tengan miedo, busquen solo conocerse a sí mismos y vivan en armonía con las formas de su planeta Tierra.
Nosotros, del Comando Galáctico Ashtar, les agradecemos su atención. Ahora estamos dejando el plano de tu existencia. Que seas bendecido por el amor supremo y la verdad del cosmos.
submitted by Galactic-Awaken to u/Galactic-Awaken [link] [comments]


2020.02.27 17:30 Galactic-Awaken ACTUALIZACIONES VARIAS SOBRE LA PUERTA 22.02.2020

ACTUALIZACIÓN DE LAS FUERZAS LIGERAS PLEYADIANAS
Grandes Seres:
Hace una semana, los Consejos de la Luz estacionados en este Sistema Solar, se reunieron de formas especiales para discutir la actual Misión de la liberación planetaria de la Tierra. En estas reuniones, se estableció y decretó por unanimidad, que era el momento de que la obra maestra de la Operación Nueva Tierra, pasara a su fase final de manera acelerada, como parte de los preparativos de la culminación del Gran Evento 2020 En estas reuniones se decidió mover al planeta Tierra hacia adelante, un ajuste o dos más, en la línea de tiempo 5D Gamma. Este cambio en la línea de tiempo cuántico apareció hace algunas horas en el gráfico de la Resonancia Schumann, como un espacio oscurecido en el Campo de Energía de la Tierra.
Este ajuste dimensional fue un evento que duró 6 horas, desde la 1:11 AM a las 7:37 AM del día 22.02.2020. Se disparó hacia la superficie planetaria un potente haz de 40 Hz, durante 3 horas, desde la principal Nave Pleyadiana de esta Misión que está estacionada en el Sistema Solar de la Tierra. Esta explosión Gamma impactó en la Tierra aproximadamente a las 10:10 PM del 21.02.2020 y también apareció en el gráfico de la Resonancia Schumann.
En esta reunión se discutieron varios otros temas, incluido el Gran Destello Solar que está programado para impactar en el planeta Tierra cerca de fines de 2020. Una división especial de las Fuerzas de la Luz, conocida como el Comando Atlantis, unió fuerzas con los Pleyadianos hace algún tiempo y están trabajando en una enorme y avanzada Nave, en una Misión especial en el Sistema Estelar de Orión, en una de las Estrellas principales de allí, conocida como Alfa Orionis. Este grupo está utilizando tecnología avanzada para desviar la Energía de Alfa Orionis que pronto será liberada y combinada con la Energía estimulada de Sagitario, en la Constelación de Sagitario, hacia el planeta Tierra cerca del final del año 2020. Cuando se descargue este Gran Destello Solar, convertirá a la noche en día y será presenciado como un segundo Sol en el Cielo, no por un período de horas o días, sino que tendrá una larga duración de 1000 años. La Energía de estas Estrellas será dirigida a la Tierra por las Fuerzas de la Luz con un increíble Poder y en el momento justo, para impulsar por completo a la quinta dimensión, a Todo Lo Que Es en este Cosmos, incluido el planeta Tierra y sus habitantes.
¡Absolutamente, cosas increíbles están sucediendo ahora mismo en la superficie del planeta Tierra y en este Sistema Solar!
Sabemos que puedes sentir la asombrosa transformación que está ocurriendo en la Tierra, en tu Alma y en cada fibra de tu Ser.
Las Semillas Estelares de la Tierra están programadas con el Conocimiento de algo grande e inminente, reconocerán la culminación del Gan Evento, justo antes de que se desencadene.
Las Fuerzas Angelicales han descendido a este planeta desde cada rincón del Cosmos y la Luz está llenando a cada espacio cósmico oscuro.
Está amaneciendo un nuevo día en el horizonte, algo muy grande y grandioso está viniendo, algo que incluso los grandes profetas de antaño no pudieron describirlo por completo.
PORTAL ESTELAR 2020
Como dijimos hace varios meses, los efectos de una gran Puerta Estelar planetaria que se abrirá en abril de 2020, ya ha sido sentida el 20.02.2020 por las Semillas Estelares de la Tierra. En abril de 2020, se producirá la gran alineación de Plutón y Júpiter, que causará un avance completo de la compresión en la superficie y será el precursor del Gran Destello Solar de 2020.
¡La Energía del Portal Estelar 2020 ya está comenzando a ser notada por muchos Seres de Luz en la Tierra!
¡Esta es una compleja mezcla de Energías exóticas y Solares, que ya está impactando la Tierra en este ahora!
En conjunto con todos los poderosos Rayos Cósmicos entrantes, los Vientos Solares también están sacudiendo la Tierra en este momento, la magnetosfera está siendo golpeada a medida que grandes y elevadas vibraciones de Luz bombardean el planeta Tierra.
¿Cuáles son los efectos de estas Energías de alta frecuencia que llegan a la atmósfera terrestre?
Estas son Energías 5D de alta vibración, por lo que los efectos de estas frecuencias son absolutamente maravillosos y muy positivos.
Si resuenan con las Energías que ahora están presentes en la Tierra, lo principal que notarán, es que las compuertas de la Abundancia se abrirán y comienza a manifestarse a su alrededor desde muchos ángulos.
Las cosas que antes no les funcionaron, de repente, ¡ahora comenzarán a marchar!
¡Todo lo que ha estado atascado o en una espera energética, en este ahora, simplemente les funcionará de una sola vez!
¡Esto es lo que pasa en la 5D, todas las cosas funcionan con éxito a la misma vez!
¡Lo que estamos diciéndoles, es que comenzarán a experimentar el éxito en muchos niveles a la vez!
¡Esto les resultará bastante sorprendente, pero es cierto, no nos estamos jactando, pero si estás alineado ya lo habrás notado!
Queridos, a medida que se acerca la culminación del Gran Evento 2020, las Fuerzas de la Luz han fortalecido a sus Misiones planetarias y estos nuevos planes ya se están llevando a cabo rápidamente y con una avanzada Precisión Divina.
¡Ahora las cosas ya están cambiando en la Tierra y los cambios serán cada vez más positivos, vendrán más rápido y serán más notorios!
Ahora resaltaremos algo importante aquí, para aquellos que se digan y se pregunten:
‘Las cosas todavía no son tan brillantes para mí, significa que ¿me quedé atrás?
Les decimos que ‘no del todo’, sólo te pedimos que ‘¡subas un poco más!'
¡La Nueva Tierra no reemplaza a la vieja Tierra, porque existen al mismo tiempo y en el mismo lugar, solo que en un plano vibratorio más alto!
¡La experiencia externa que estás teniendo en este momento, depende únicamente de con cuál de estas 2 Tierras estás resonando!
Si las cosas aún no son tan maravillosas como imaginas, ¡simplemente eleva tu vibración y verás lo que queremos decir!
Sepan que todos están llegando a la Nueva Tierra a su debido tiempo y que ¡Todo Es Como Debe Ser!
En la vieja Tierra, el miedo sigue dominando como siempre y si se alimentan de esa vibración, ¡eso es lo que experimentarán!
Cuando los antiguos Lemurianos y Atlantes estaban aquí, tuvieron que abandonar este planeta debido al miedo a la oscuridad que llegó aquí en esos días y las Semillas Estelares Iluminadas de la Tierra de este Aquí y Ahora, están haciendo lo mismo.
¡Están dejando la vieja Tierra y estableciendo su residencia en el nuevo planeta de la Tierra 5D!
¡Nos referimos que muchos de ustedes ya han dejado el viejo mundo, que ya se está convirtiendo en un débil recuerdo!
Como parte de la actividad acelerada que comenzó hace unos días, se ha puesto en marcha una secuencia importante de eventos y sincronicidades. Una de las razones por las cuales las cosas se aceleraron y se aclararon en las últimas horas y días, es porque acaba de terminar un contrato y tratado importante, que ahora es nulo, entre ciertos extraterrestres y el gobierno de EE. UU. Las Fuerzas Delta ahora están eliminando por completo de este Reino a todo rastro de oscuridad, a una escala planetaria que nunca antes se había experimentado. Ahora también, detrás de escena, el sistema financiero global se está transformando rápidamente, ya que la vieja economía basada en la deuda se está eliminando de forma gradual, a medida que el nuevo sistema de la Abundancia cuántica está tomando su lugar. El tanque en los mercados financieros mundiales de los últimos tres días, es parte de este viejo sistema de eliminación gradual. El oro alcanzó un récord histórico ese mismo día, porque los Seres de la Tierra se están despertando en números récord y están valorando la solidez de este momento, muchas más que las antiguas monedas de la vieja deuda fiduciaria.
Muchas Semillas Estelares están teniendo sueños y visiones intensas de la Familia Galáctica, de su increíble arte y mucho otras visualizaciones más fuertes del próximo Destello Solar. Estas visiones y sueños son enviadas directamente a las Semillas Estelares de la Tierra, para que puedan compartir con los demás lo que les espera. A medida que sigan avanzando, estas visiones y sueños se harán aún más fuertes y se extenderán más. Asegúrense de compartir entre sí, si están viendo en el horizonte lo que está por venir, ya que el mundo necesita escuchar tu historia. Ha llegado el gran momento y en los próximos días y semanas verás como muchas más cosas, magníficas y positivas, comienzan a ocurrir en el planeta Tierra. Hasta este momento, la Obra Maestra de esta Operación ha sido un gran éxito y les permite a las Fuerzas Ligeras moverse a toda velocidad en este ahora.
¡Prepárate para el Gran Viaje Final de tu Vida!
¡Los Galácticos estamos trabajando horas extras para hacer de todo esto un gran éxito!
¡Grandes Seres han venido de todos los rincones del Universo para presenciar este Gran Evento y te están dando el último empujón necesario para ayudarte a ocupar tu lugar como un Ciudadano Cósmico!
Juntos, estamos volviendo a llevar a este mundo al Paraíso que siempre debió ser.
¡Queridos UNO, han hecho un excelente trabajo, estén muy orgullosos de sus magníficos logros!
¡Gracias por venir a la Tierra y por su gran Servicio a toda la humanidad!
Buena Fortuna a la Velocidad de Dios, Somos Los Pleyadianos, a través de Michael Love.
ACTUALIZACIÓN SOBRE LA SERIE DE TRANSITOS DE ENERGÍA DEL # 2
Saludos:
Otra secuencia numérica poderosa ha sido cerrada por la serie de tránsitos de la Energía ‘2’ en febrero de 2020. Esta última es la única que quedó fuera de Acuario y en el signo de Piscis. También es la única que suma 10/1 en lugar de 8. Este es el nuevo comienzo de un Nuevo Camino y nos dará la oportunidad de integrar por completo, a los cambios de Poder de 2019 y de principios de 2020, por el ingreso a nosotros, de la Energía de la Reina y el Rey.
En la Nueva Tierra, volveremos al camino original de los Avatares de Yeshua y María Magdalena, donde expresaremos a nuestras Energías de la Reina y el Rey, a través del ‘REAL SERVICIO A LA LUZ DIVINA’. Significa que viviremos y expresaremos a las Energías más elevadas del Amor y del Autoempoderamiento.
SER REAL SIGNIFICA ESTAR EN SERVICIO A LO DIVINO Y A LA COMUNIDAD.
Como Duchas del Camino, Trabajadores de la Luz y Guerreros de la Luz, esta es nuestra Misión a medida que desarrollamos nuestro viaje en 2020.
¡Lleva con Dignidad y Gracia, a tu Corona Dorada de la Luz de Cristo!
Gracias, Celia Fenn.
submitted by Galactic-Awaken to u/Galactic-Awaken [link] [comments]


2020.02.27 17:19 Galactic-Awaken EL FUEGO VIOLETA EN GAIA

ACTUALIZACIÓN DE LAS 18 LEGIONES PARA LOS TRABAJADORES DE LA LUZ SOBRE EL ESPÍRITU DOMINANTE DEL FUEGO VIOLETA EN GAIA Saludos: Se mantuvo en Gaia durante dos amaneceres seguidos el Espíritu Dominante del Fuego Violeta ACTUALIZACIÓN DE LAS 18 LEGIONES PARA LOS TRABAJADORES DE LA LUZ SOBRE EL ESPÍRITU DOMINANTE DEL FUEGO VIOLETA EN GAIA
Saludos:
Se mantuvo en Gaia durante dos amaneceres seguidos el Espíritu Dominante del Fuego Violeta, que ahora es ferozmente preponderante en una escala nunca antes vista, por lo que hace de este momento un tiempo muy predominante y adecuado para la transmutación. Las 18 Legiones, de las que eres parte, han encendido con éxito a esta poderosa Llama de transmutación de una manera muy permanente y esto traerá una rápida e inmediata resolución de muchos conflictos. Esta Expresión de la Llama Violeta no se extinguirá, hasta que toda la Energía oscura haya sido consumida por completo de la materia. Esto es EXACTAMENTE lo que las profecías predijeron, cuando dijeron que la Tierra sería transformada por el fuego. También es muy interesante ver que esto está sucediendo exactamente después del anuncio de la extinción de los incendios australianos y en vísperas de una operación de justicia organizada a gran escala. Cuando le preguntamos a Gaia qué Servicio podríamos brindarle en este ahora, su respuesta fue dejar que las Llamas Violeta hicieran lo suyo.
Deben ser conscientes de que el Calendario Arcangélico no está exactamente sincronizado con el tradicional calendario católico romano 3D. Esto se debe a que están viendo la segmentación de los días más largos de la línea de tiempo 5D, respecto a la percepción acostumbrada de la línea de tiempo 3D, ya que esta brecha está ampliando a cada día. Esto les va a parecer contradictorio, porque en sus percepciones los días van más rápido y esto es producto de que tienen un pie adentro y otro afuera en esta nueva forma de observar el espacio y el tiempo desde una perspectiva 5D. Están a punto de ser golpeados con una gran ola de descargas y de actualizaciones, para el desbloqueo y manifestación de los Nuevos Poderes a partir de la Esencia y Tiempo Divinos. Esta ola está dirigida por el Arcángel Raziel y el Arcángel Camael, y según sus propias palabras, mejorará incluso a las sustancias más modestas.
Mercurio no puede ir retrógrado en la 5D, porque aquí la realidad física se percibe desde todos los ángulos, donde el tiempo, el espacio y la dirección están dictados por su nivel de Consciencia y su capacidad de digerir mentalmente a la Divinidad en la que existen. Si han elegido observar su realidad desde la perspectiva de Mercurio en retrógrado, siempre tienen la opción de no hacerlo. Muchas personas optan por meditar guiados por la Fecha del Calendario Arcangélico, pero esa no es la única forma de recuperar el rumbo en una línea de tiempo 5D. Todos tienen Firmas Energéticas muy específicas que pueden ser ubicadas en las líneas de tiempo, sin importar en qué parte del Universo se encuentren. Cuando participan en la visión de las emisiones de la televisión, la radio u otra programación subliminal, cambian a esta Firma, por lo tanto, energéticamente son sombreados por diferentes frecuencias. Esto eventualmente es descargado en sus Seres y puede generar en ustedes a diversos efectos secundarios no deseados. La desconexión de los principales medios de comunicación, no es solo una súplica a la humanidad, sino que también señala al hecho de que esto dificulta más a sus recepciones de la Ayuda Divina.
La mayoría de los 7.800 millones de personas, aún no creen lo suficiente en su capacidad para trabajar metafísicamente. Si este no es tu caso, aclaramos que para la mayoría de los Trabajadores de la Luz no lo es, siéntete libre de usar tus propias herramientas y habilidades para la ejecución de tus tareas de desbloqueo. Las siguientes herramientas te ayudarán a cerrar la brecha de las viejas creencias, sólo imagínate que las usas con un corazón e intenciones puros. Les damos una advertencia a todos los que intentan rendirse porque se sienten indignos, estas herramientas tienen su propia voluntad. Toma nota mental con la forma que deseas equiparte a través de las herramientas:
  1. PASIVA No necesitas de una intención para usar o armarte con una herramienta, te funcionará por sí sola cuando aceptes su presencia. Todo lo que necesitas hacer es darles permiso, te funcionará cuando las nombres.
  2. ACTIVA Necesitas de tu intención pura para usarla.
  3. AGRESIVA Atacará antes de que algo tenga la posibilidad de hacerte daño.
  4. Serán Activas, Pasivas y Agresivas en cualquier parte del Universo.
El Equipo de la Llama Violeta ha cambiado inesperadamente al número 9, esto significa que la Divinidad estará en completo control. El Equipo de la Llama Violeta es el siguiente, no está en un orden particular y comprende al Arcángel Germaine, Arcángel Ansiel, Arcángel Orión, Arcángel Raguel, Arcángel Briathos, Arcángel Sablo, Arcángel Emmanuel, Arcángel Aeshma y Arcángel Adonai.
  1. ACTIVO DE CORTO Y LARGO ALCANCE La legendaria Espada del Arcángel Miguel puede manejar a cualquier cosa, ya que es completamente Omnipotente, a nivel de la Conciencia permite lograr lo que no puede atravesar. También es un arma increíble contra la electrónica y la tecnología, ya que puede anular a cualquier circuito negativo.
  2. PASIVO Y AGRESIVO, DE LARGO O CORTO ALCANCE Las Espadas de la Abundancia del Arcángel Leo, es un arma de ataque pasivo y agresivo que tiene una completa voluntad propia, en cualquier cosa de tu jurisdicción. No intentes traspasar a nada, en absoluto, porque solo te interpondrás, simplemente equípate con ella al comenzar tu día.
  3. PASIVO DE CORTO ALCANCE El Escudo de la Verdad del Arcángel Gabrielle, permite que la justicia sea tu mayor defensa. Cuando estás equipado con él, esto permite que la Verdad te proteja y te sirva. Este Escudo también te ayuda a traer Abundancia a tu vida.
  4. ACTIVO Y PASIVO Los Códigos de activación del Arcángel Sandalfón, te permiten descargar con facilidad, a gran cantidad de Información Angelical mientras estás meditando. Están destinados a usarse antes de meditar, para después poder disfrutar del paseo.
  5. PASIVO La tolva o el embudo de la línea de tiempo del Arcángel Asteroath, te lleva a una línea de tiempo más alta de lo que esperabas. No importa cuándo o dónde saltes, siempre te llevará a un camino o dos más arriba. Esto básicamente hará que todo sea mejor en todos los ámbitos.
  6. PASIVO El Bastón del Arcángel Azrael te permite ver las cosas desde una Perspectiva Divina. Este es un símbolo de Sabiduría, este es un equipamiento que tiene efectos increíbles en tu capacidad de percibir con tus pensamientos, a las formas con las que enfrentarás tu vida cotidiana.
En las siguientes 3 herramientas TEN EN CUENTA que están destinadas a usarse combinadas, ya que son enviadas para ayudarlos a mantener sus cuerpos físicos. Usen estas herramientas a diario, ya que empezarán a eliminar los bloqueos energéticos que rodean a su manifestación de la Abundancia. Si necesitan ayuda con las siguientes herramientas, visualicen que usan a las Barras de Oro de la Varita Dorada del Arcángel Ariel, o prendan fuego mediante el empleo de las Espadas Doradas del Arcángel Nasaragiel y del Arcángel Ismail. Decimos que imaginen el Oro, porque Gaia es quien lo controla, al igual que el dinero en efectivo. Además, la Federación Galáctica comercia con oro y la manifestación en este método también se alinea con sus métodos monetarios y con cualquier sistema monetario basado en la Divinidad.
  1. ACTIVA La Varita Dorada del Arcángel Ariel te ayuda a invocar la atracción de más comodidad para cualquier necesidad que puedas tener. Esta es una herramienta maravillosa y reconfortante cuando te equipas con ella.
  2. ACTIVO, AGRESIVO Y PASIVO DE LARGO Y CORTO ALCANCE La llameante Espada del Arcángel Israfil puede protegerte contra todo lo que la dirijas, en una escala macro o micro. También puede acelerar el tiempo para concretar a algo que desees manifestar.
  3. ACTIVO, AGRESIVO Y PASIVO DE LARGO Y CORTO ALCANCE La llameante Espada del Arcángel Nasaragiel puede poner de rodillas a cualquier Energía negativa. También tiene la capacidad de eliminar a todos los obstáculos que se interponen en el camino de algo que deseas manifestar.
En las siguientes 3 herramientas TEN EN CUENTA que son modalidades de curación y que se pueden enviar de forma remota a tus Seres queridos.
  1. PASIVO Y AGRESIVO DE CORTO ALCANCE Los radiantes Rayos de la salud del Arcángel Kaleziel evitan a todas las enfermedades y dolencias. También puede ayudar en la recuperación de enfermedades ya infligidas, puede ser enviada a las masas de la Tierra, así como a Seres vivos, a nivel individual.
  2. PASIVO Y AGRESIVO DE CORTO Y LARGO ALCANCE La radiante compasión del Arcángel Theliel, envía un sincero Amor a todos los que se encuentran en sus jurisdicciones. Este es el aspecto enriquecedor de la curación, es y tiene una calidez increíble. Es mejor lograr esto, con un estado de ánimo tranquilo.
  3. ACTIVO El Bastón de Curación del Arcángel Rafael es una Fuerza de Sanación Omnipotente que funciona de forma gradual o intensa, dependiendo de la manera que la utilices. Se considera el mejor instrumento para una curación general.
ASIGNACIONES
  1. NEUTRALIZACIÓN DE LAS INFLUENCIAS EXTERNAS CONOCIDAS O DESCONOCIDAS. Son incontables las personas que han sido influenciadas o manipuladas por Seres del mundo exterior, y la mayoría de las veces no fue para un mayor bien. La buena noticia es que, debido a que intentaron detenerlos tantas veces, significa que ellos han logrado ver con claridad su influencia o manipulación en su propio ‘espejo’, mediante el uso posible de la opción ofrecida por alguna línea de tiempo. Por lo tanto, deben escanear a sus propios vehículos físicos y disolver a aquello que no les pertenece.
Esto se logra cuando se permiten sentir en sus mentes lo que experimentan de forma individual, en cada parte de sus cuerpos.
Vayan cuerpo por cuerpo, zona por zona, y sientan los que les dicen sutilmente todos ellos.
Esta es una buena práctica general, pero también está la que les permite buscar implantes artificiales que quizá no sepan que los tienen.
Estos implantes pueden estar en cualquier parte de su cuerpo y pueden requerirles a múltiples tratamientos del Rayo de Luz de Plasma Verde Esmeralda y del Rayo de Luz de Plasma Arcoíris, para su completa disolución. La buena noticia es que en este momento en el que se encuentran, estos Rayos están muy operativos y los implantes menos activos.
  1. ESTANCIA DEL DESPERTAR MASIVO EN LA CÚSPIDE DE UNA REVELACIÓN Esto contempla a su resolución biológica y al entorno de los procedimientos judiciales respecto a los casos de contaminación de sus anatomías. Recientemente ha sido descubierto que sus anatomías, sin importar el género, cuentan una historia muy interesante, ya que literalmente son parasitadas con formas que cambian a su biología. El mayor temor de quienes operan en la oscuridad, es que la opinión pública pueda obligarlos a adoptar su verdadera forma. Esto se puede hacer de muchas maneras, mediante los antiguos cantos mántricos de las viejas Escuelas de Misterios, la Llama Violeta, los comandos directos de las relevantes herramientas Arcangélicas que hemos enumerado antes. La lista sigue, solo recuerden que el objetivo es hacer que la manipulación oscura se resbale y se haga realidad en el conocimiento público.
  2. TODO ESTÁ LISTO PARA VOLVERSE CAÓTICO DE MANERA ORGANIZADA. Habrá una división masiva durante la conmoción del sistema, pero los despiertos no serán demasiado conmocionados por estos eventos que se expondrán a la visión pública, pero, por otra parte, despertará con megáfono a los dormidos. Si bien la divulgación es necesaria, la histeria masiva no lo será, y para combatir esto, cubriremos a la humanidad con un Plasma Rosa a fin de ayudarlos con la facilitación de esta imprescindible transición. Este será un acto de verdadera compasión, ya que el sufrimiento del desconocimiento no es necesario para esta fase de sus transiciones.
NOTA:
¿Quiénes son las 18 legiones?
A partir de este detalle, sin ningún orden en particular, las Legiones están formadas por:
ARCÁNGELES: Ángeles, querubines, etc.
DRAGONES: Todo el Reino de los Dragones en cada Galaxia.
MÍTICOS: Seres del Reino Mítico, como Hadas, Elfos, Glifos o Seres alados, y otros más.
ÁNGELES HÍBRIDOS: Demasiado numerosos para enumerar.
DRAGONES HÍBRIDOS: Demasiado numerosos para enumerar.
LA GUARDIA REAL: Son un grupo de élite de Espíritus Guardianes que son muy agresivos en su enfoque de protección.
ÁNGELES GUARDIANES Y DRAGONES GUARDIANES: Incluye a todas las formas y tamaños de protección personal.
GUÍAS ESPIRITUALES Y GUÍAS DE ANIMALES: Brindan información y apoyo.
DIVAS Y DEIDADES: Son los Dioses y las Diosas.
TRABAJADORES DE LA LUZ Y EL AMOR: Son la mayoría de ustedes que están leyendo y escuchando esto ahora.
FUERZAS GALÁCTICAS: Pertenecen a las Fuerzas de nuestra Galaxia, a nivel Intergaláctico y de fuera de nuestra Galaxia.
FUERZAS ESPECIALES DE ANDRÓMEDA: Esta es una Fuerza Galáctica especial elegida a mano, donde la mayoría de los miembros son del grupo de Andrómeda.
UNIDAD DEL ARCÁNGEL MIGUEL: Reunida por el mismo Arcángel Miguel, este es un grupo aparentemente aleatorio sin otra uniformidad que la elección realizada por Miguel.
TEMPLARIOS: Esta es una Unidad de Operación Especial, dedicada a la libertad de la humanidad, que opera con sigilo y rara vez se la ve trabajando.
NIÑOS: Son todos los jóvenes al cuidado de sus mayores.
PLANTAS Y ANIMALES: Son todos estos Seres inocentes.
REBELDES: Este grupo incluye a las muchas facciones rebeldes que están en contra de los gobernantes opresivos, y esta Verdad se extiende por todas partes. Se extiende desde los muchos grupos rebeldes del Cosmos hasta los Sombreros Blancos y todos los Seres Anónimos de la Tierra.
Somos las 18 Legiones, a través de Calendario Arcangélico.
submitted by Galactic-Awaken to u/Galactic-Awaken [link] [comments]


2020.02.05 21:17 eduruiz333 OS TRÊS SELFS

Há anos atrás, pensando sobre a vida e as características das pessoas, me veio um insight e eu o anotei. Isso foi muito inspirador para mim, e eu compartilho com algumas poucas pessoas com quem tenho afinidade e confiança, e hoje, uma dessas (obrigado, Rafaela Saori) me sugeriu compartilhar aqui. Talvez possa ser útil a alguém, então aqui vai. O texto não tem nada a ver com o campo das profissões, porém ainda assim, de certa forma tem a ver, se for considerar que o uso e prática dos conceitos apresentados podem melhorar suas habilidades, incluindo as de cunho profissional.
As ideias não tem fundamento científico nem vínculo acadêmico, são apenas divagações de um filósofo de rua, que podem ou não fazer sentido para você ;-)
“O elemento ativo do treinamento é a persistência, e a mente e todas as suas defesas racionais não podem enfrentar a persistência” - D. Juan Matus
Gostaria de compartilhar uma ideia, teoria e prática que me ajudaram quando comecei a me empenhar no desenvolvimento pessoal, espero que seja útil.
Autocontrole, autoestima e autoconfiança. São estes os três pilares básicos sobre os quais nos sustentamos durante toda a nossa existência. Tudo o que fazemos, pensamos ou sentimos está de alguma forma relacionado a um ou mais destes princípios.
Esses três pilares são complementares, interagem uns com os outros, se equilibram, e podem se fortalecer ou enfraquecer mutuamente, por isso é importante saber trabalhar cada um deles de forma a desenvolvê-los e fortalecê-los.
Não importa por qual deles começar, escolha um que lhe seja mais familiar, que se sinta mais confiante e a vontade para trabalhar, e fortaleça-o. Quando conseguir mais sustentação nele, passe ao outro. Com pouco tempo de prática, você vai começar a perceber a correlação entre eles, e sentir mais equilíbrio emocional, psicológico e até mesmo no nível físico.
Ao ler o texto abaixo, em cada um dos pilares você poderá associar suas próprias ideias do que mais dá para elencar sob cada um deles, os exemplos citados foram apenas os primeiros e mais óbvios que me vieram à mente no momento em que escrevi, porém, existem infinitas possibilidades.
E antes de começar, considere um conselho cabalístico: NÃO PENSE, AJA! Claro que devemos adquirir conhecimentos e planejar nossas ações, mas uma vez que temos o conhecimento e planejamos os primeiros passos, vá em frente. Não fique pensando demais, comece a agir. Mantenha sempre isso em mente: não pense, aja: autoestima, autoconfiança, autocontrole. Cada um desses fortalece os outros dois.
Vamos a alguns exemplos.

Autoestima

Fazem parte do pilar da autoestima, os seguintes tópicos:
Os maiores inimigos da autoestima são a submissão, falta de amor próprio, falta de valores e princípios em nossas vidas.
* OBS.: a autoestima aqui tem um conceito diferente da autoestima da vaidade, não se trata de se dar caprichos ou querer se sentir melhor do que ninguém, mas sim de querer melhorar como pessoa, como ser humano. Estes são apenas alguns dos inúmeros exemplos que podem se enquadrar aqui.

Autocontrole

No pilar do autocontrole podemos ter:
Os maiores inimigos do autocontrole são a preguiça, vontade fraca e os hábitos automatizados. Devemos combatê-los e nos tornar mais conscientes de nossos atos.

Autoconfiança

Finalmente, no pilar da autoconfiança:
Os maiores inimigos da autoconfiança são o medo, a mentira, fugir dos problemas, não assumir nossos próprios atos e erros.
Agora, aqui cabe uma observação quanto a importância de se ter uma força de vontade bem desenvolvida e ativa em nossas vidas. A nossa vontade é a grande responsável pelo que somos e o que obtemos. Se tivermos uma vontade fraca, nossa vida será fraca e seremos pessoas fracas, fisicamente, espiritualmente e mentalmente. O oposto também é verdadeiro. Uma vontade forte faz com que consigamos guiar nossas vidas da maneira que julgarmos melhor, e assim, nos tornamos mais felizes e realizados.
Algumas atitudes fortalecem e outras enfraquecem nossas vontades. Tenha plena consciência das tuas!
Crie e mantenha hábitos que fortaleçam esses pilares, diminua ou abandone hábitos que os enfraqueçam. Nossas rotinas são geralmente maçantes e enfraquecedoras, e as vezes parece que vemos outras pessoas que nos parecem menos capacitadas, ou menos merecedoras, em posições melhores do que a nossa. Não perca tempo nem gaste energia pensando nisso. Foque sua concentração e seus esforços em se fortalecer, não se compare com ninguém, mas busque por boas referências. E o que são boas referências? São pessoas (reais ou fictícias) que admiramos, respeitamos, pessoas que olhamos com bons olhos, certamente você tem suas referências.
Compreendendo e aplicando os princípios de fortificação dos três pilares, observe as mudanças que começarão a ocorrer ao seu redor. Não é necessário ficar falando com as pessoas sobre o seu desenvolvimento, aliás, recomendo o contrário. Trabalhe em silêncio, cresça com discrição, fique atento para não inflar seu ego com a sua evolução e não tente ofuscar os outros. E acima de tudo: não pare! Uma vez que dê os primeiros passos neste caminho, siga em frente, mude as situações, faça a balança pender, seu poder foi despertado.
“É preciso ser de uma limpidez cristalina, e mortalmente seguro de si.” - D. Juan Matus
Quando você estiver seguro de si, confiante o suficiente para ser verdadeiro com as pessoas sendo você mesmo, sua simples presença irá naturalmente irradiar respeito e confiança nos demais.
submitted by eduruiz333 to brasil [link] [comments]


2020.01.09 15:08 4_Necrowmancer_8 Eu desafiei o Sol

Refletindo agora, é no mínimo hilário como um pensamento tão óbvio levou tanto tempo para cruzar minha mente:
"Ele está acima, nos observando"
Bilhões de linhas de pensamentos diferentes sendo processadas diariamente na minha cabeça, e essa frase foi tudo que o meu ser ignorante precisou para enlouquecer.
Veja, eu nunca fui muito atraído pelo tema niilismo, a insignificância humana e o temor pela vasta imensidão dos astros sempre entrou pela minha cabeça, mas ricocheteou com meus pensamentos e se perdeu nas milhares linhas de raciocínio presentes no meu cérebro.
Isso só deixa tudo mais engraçado, eu nunca fui atraído por esse assunto, mas aqui estou eu, tremendo, implorando , e regurgitando qualquer tipo de suplico para seja lá o que estiver me ouvindo para que esses pensamentos saiam da minha cabeça
Tudo o que eu quero é que o Sol se ponha.
Seu brilho, antes visto como um grande aconchego quente pela manhã, agora é um abraço frio de dúvidas e mal interpretações.
Seu corpo, uma grande esfera reluzente capaz de determinar presença até mesmo no vasto vazio do espaço, agora é uma forma distorcida, um rosto deformado em desprezo, um olhar crítico interminável, pupilas cravando em minha alma, lendo até mesmo os mais profundos dos meus pensamentos.
Até mesmo o seu conceito, firmado com base na ciência, acompanhado pela história da humanidade, enraízado pelo absoluto provável, agora é uma ideia impossível, um eterno fluxo de dúvidas que nem o mais dotado de curiosidade e conhecimento seria capaz de resolver.
Era hilário.
Antes que eu percebesse, eu estava rindo.
Eu sentia a superfície áspera do meu tapete em meus dedos e a leve brisa do vento pelos meus cabelos, eu estava na janela, ajoelhado
Eu me recusava, não importa o quão ridícula, imprópria e absurda aquela imagem era, eu não era capaz de olhar para o Sol.
"Ele está acima, nos observando"
Todo aquele turbilhão de emoções deixava meu corpo e mente no limite, nessa situação lamentável, a morte parecia o melhor dos destinos, um eterno descanso, um isolamento impenetrável daquela imagem tão atormentadora
Em uma questão de segundos, eu pulei
A superfície fria e rígida do asfalto era o único conforto que eu precisava, afinal de contas.
Durante toda a minha queda, me recusei à abrir meus olhos, não que aquilo tenha funcionado anteriormente
A pressão do ar esmurrava meu rosto, torcendo-o para todos os lados ao mesmo tempo, formando um grande sorriso de alívio e desespero ao mesmo tempo
Depois do que se pareceram horas, eu cheguei ao chão
Eu me preparei para o impacto, pensando como cada fração do meu corpo seria espalhada pela rua ensolarada, tornando-a uma cena vermelha e grotesca.
Mas eu nunca cheguei ao chão
Quando recuperei minha visão, eu estava em um campo
Como um cão perdido, tentei desesperadamente reconhecer o local, mas meus olhos se recusavam à descrever as imagens e filtrar um pensamento lógico para o meu cérebro
Não era um campo
Não era verde
Não era branco
Não era nada
"Ele está acima, nos observando"
Senti como se cada parte do meu corpo transmitisse uma mensagem para as demais:
"Olhe para cima"
Com um enorme receio penetrando a minha alma, eu olhei
Era pior do que eu lembrava
Imediatamente caí de joelhos, implorando pelo fim de todo aquele sofrimento, ficaria daquele jeito por dias, semanas, meses ou até mesmo uma eternidade, se não fosse por uma única linha de pensamento
Com o mesmo conteúdo e peso da linha de pensamento que anteriormente trouxera toda a minha existência para o caos, o meu corpo se levantou
Meu corpo, que antes se tratava de um grupo bagunçado de comandos e reações desorganizadas, agora estava em perfeita sincronia
Eu me firmei no chão, como uma flor que se recusa à ser arrancada, performei a mais determinada e inquestionável das feições, nunca tirando os olhos daquela imagem e gritei.
O conteúdo daquele urro não é importante, de fato, não me lembro de sequer ouvir palavras da minha boca
A minha vida, que anteriormente era um corredor infinito de dúvidas, agora se trata de um única sala, uma única certeza que alinha todos os meus pensamentos e questionamentos:
Eu desafiei o Sol, e eu ganhei.
. . . . . . . . . . . . . . . . . . .
Muito obrigado por ler o meu conto!
Esse é o primeiro tipo de conteúdo que eu escrevo por vontade própria, acabei de desenvolver esse amor por histórias e decidi que quero aprender à escrever também!
Tenho 15 anos e me chamo Lucas, espero ouvir o feedback de vocês, pode ser qualquer coisa que você achar necessária para melhorar o meu conto :D
submitted by 4_Necrowmancer_8 to EscritoresBrasil [link] [comments]